Golfinho tarado causa fechamento de praia na França

Uma cidade na costa da França teve que fechar suas praias por causa de um visitante particularmente agressivo. E não, não é um tubarão, mas um golfinho muito “animado”.

O golfinho, com 3 metros de comprimento e chamado Zafar, passou os últimos meses frequentando a baía de Brest, em Landévennec, na Bretanha (noroeste da França). No entanto, nas últimas semanas, ele começou a mostrar comportamentos peculiares.

De acordo com a imprensa local, citada pelo IFLScience, ele tem “se esfregado” contra caiaques e pequenos barcos, além de impedir os banhistas de retornarem à costa e até mesmo usar o focinho para empurrar uma mulher desavisada para fora da água.

Zafar já foi culpado de alguns sustos, mas ninguém foi ferido ainda.

Em resposta às travessuras do golfinho, o prefeito da cidade, Roger Lars, proibiu atividades de banho e mergulho sempre que Zafar estiver nas proximidades. Chegar a menos de 50 metros do golfinho também é estritamente proibido.

Alguns criticaram a decisão, chamando-a de “excessiva”. Um deles é o especialista em direito ambiental Erwan Le Cornec, que disse ao Ouest-France que o prefeito tenta fazer os golfinhos parecerem “bestas ferozes”.

Segundo o IFLScience, os golfinhos têm vidas sexuais interessantes e parecem fazer sexo não apenas para fins reprodutivos, mas também por puro prazer.

Estes cetáceos já foram observados praticando comportamento homossexual e se masturbando (com a cabeça de um peixe morto). Houve até histórias de golfinhos mostrando uma atração por seres humanos. Um exemplo disso é o caso de Margaret Howe Lovatt e um jovem golfinho macho chamado Peter, que teve um fim particularmente trágico.

Quanto a Zafar, a situação também é triste.

Elizabeth Hawkins, pesquisadora líder da Dolphin Research Australia, disse ao Washington Post que esse desempenho não é tão incomum para um golfinho na posição de Zafar, sendo um “pária social” (por qualquer razão, ele foi isolado dos outros golfinhos e agora quer se envolver socialmente). “Essa fricção [contra caiaques e barcos] é uma tentativa de satisfazer esse desejo”, afirma.

A proibição não é apenas do interesse de potenciais “vítimas” humanas, mas o melhor para Zafar, diz a pesquisadora.

Isto porque os golfinhos solitários correm o risco de se acostumar com o contato com as pessoas, o que pode deixá-los extremamente vulneráveis ​​a maus-tratos nas mãos de humanos e outros perigos relacionados a nossa espécie, incluindo barcos de pesca.

A prefeitura da cidade espera que a proibição ajude Zafar a recuperar seus instintos naturais, mas a lição aqui é a seguinte: os golfinhos têm uma reputação de serem criaturas sociais e amigáveis, mas, como todos os animais selvagens, é melhor que sigam suas vidas – sem interferência humana.

EM, Ciberia // IFLScience

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …