Google suspende parte de acesso da Huawei ao Android

Com decisão, smartphones novos da Huawei não poderão acessar vários aplicativos populares. Empresa chinesa está sob pressão de Washington devido a supostos laços com o governo da China.

A Google anunciou a retirada da licença da Huawei para usar o sistema operacional Android do gigante de tecnologia americano para telefones móveis – a medida obedece a uma diretriz emitida pelo presidente dos EUA, Donald Trump, e força a empresa chinesa de telecomunicações a depender de uma versão de código aberto do software.

Com a suspensão dos negócios, os novos smartphones da Huawei não terão mais acesso a serviços como Gmail, Google Maps e YouTube, além de atualizações de segurança. Usuários que já possuem aparelhos da companhia chinesa poderão seguir com o uso e a atualização de aplicativos baixados.

Estamos cumprindo a ordem [presidencial] e analisando as implicações“, limitou-se um porta-voz do Google.

Na semana passada, Trump assinou uma ordem executiva após declarar “emergência tecnológica”. A ordem visa impedir que empresas americanas usem equipamentos de telecomunicações feitos por “adversários estrangeiros” considerados de risco à segurança nacional.

A ordem executiva não impôs automaticamente restrições à compra e venda de equipamentos de telecomunicações, mas deu ao secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, cinco meses para estabelecer quais empresas deveriam estar sujeitas às novas restrições.

Os principais fabricantes de processadores, como a Intel, Qualcomm, Xilinx Inc e Broadcom, informaram os seus funcionários que deixarão de fornecer equipamentos à Huawei até nova ordem.

A Huawei tem sofrido uma imensa pressão de Washington depois de alegações de que seus produtos permitem que agências de inteligência chinesas usem supostos backdoors (porta dos fundos – método de escapar de uma autenticação ou criptografia num sistema computacional) nos softwares, que poderiam ser usadas para espionagem cibernética.

Pequim: “histeria do Ocidente”

O Ministério das Relações Exteriores da China classificou as alegações como “histeria do Ocidente”. O fundador e presidente-executivo da Huawei, Ren Zhengfei, recusou-se a ceder à pressão americana. Na semana passada, Ren afirmou que sua empresa “já estava se preparando para isso”.

Não fizemos nada que viole a lei“, disse Ren ao jornal japonês The Nikkei. “Espera-se que o crescimento da Huawei possa diminuir, mas apenas ligeiramente.”

A Huawei é pioneira na tecnologia 5G, mas depende bastante de fornecedores estrangeiros. A empresa compra cerca de 67 bilhões de dólares em componentes a cada ano, incluindo cerca de 11 bilhões de dólares de fornecedores americanos, segundo dados publicados pelo The Nikkei.

A imprensa americana sugeriu que a Huawei desenvolveu um sistema operacional próprio caso perca o acesso ao Google e aos serviços da Microsoft. Algumas destas tecnologias já estão em uso em produtos vendidos na China, de acordo com a própria Huawei.

No entanto, a medida do Google pode ter um impacto negativo nas vendas da Huawei fora da China, particularmente no Ocidente. O comércio da empresa chinesa em solo europeu – o segundo maior mercado da Huawei – deve sofrer quedas, pois os chineses licenciam seus serviços do Google na Europa.

Mas a extensão a qual a Huawei será prejudicada pela lista negra do governo dos EUA ainda não tem como ser mensurada, enquanto sua cadeia de fornecimento global avalia o impacto. Especialistas em chips questionaram a capacidade da Huawei de continuar a operar sem a ajuda dos EUA.

Batalha por supremacia tecnológica

Ao mesmo tempo em que trava uma guerra comercial com Pequim, Washington tem liderado uma campanha global para impedir que empresas chinesas – como a Huawei – assumam o controle das redes 5G.

A batalha comercial também tem tido desdobramentos políticos. Em dezembro, a diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi detida no Canadá. Ela teria violado o boicote comercial estipulado pelo governo americano contra o Irã.

Depois da prisão da empresária, que também é filha do fundador da Huawei, dois cidadãos canadenses foram detidos na China, no que foi considerado uma ação de retaliação por parte de Pequim. Além disso, a sentença de um canadense encarcerado na China por contrabando de drogas foi convertida em pena de morte.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

A crise dos combustíveis no Reino Unido

Governo atribui escassez em todo o país ao pânico dos consumidores, enquanto faltam caminhoneiros em razão de políticas pós-Brexit. Premiê Johnson deixa militares de prontidão para garantir distribuição aos postos. Mais de dois terços dos postos …

Cientistas brasileiros desenvolvem algoritmo capaz de detectar covid pela tosse

Para o diagnóstico de infecção do coronavírus SARS-CoV-2, diferentes pesquisas buscaram soluções para identificar sinais da doença. Agora, cientistas brasileiros do Grupo CyberLabs desenvolveram um algoritmo capaz de detectar a covid-19 através de um simples áudio …

CIA teria considerado assassinar Assange durante presidência de Trump, aponta relatório

Jornalistas, analistas políticos e organizações de imprensa ficaram chocados neste domingo (26) após lançamento de uma reportagem que acusa membros da administração do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, de haver planejado assassinato do fundador do …

Cresce a desconfiança nas instituições no Brasil, segundo Datafolha

A confiança dos brasileiro nas instituições públicas sofreu uma queda generalizada desde julho de 2019, com a maior piora ocorrendo na avaliação da Presidência da República, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (25/09). Também houve aumento …

Alemanha: social-democratas saem à frente nas eleições, mas disputa é acirrada

Os social-democratas alemães saíram na frente neste domingo (26) nas eleições parlamentares que marcam o fim da era Merkel, de acordo com as estimativas iniciais, mas os conservadores da chanceler alemã ainda pretendem disputar …

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …