Governo Bolsonaro preocupa entidades de combate à aids

Fernando Frazão / ABr

O governo de Jair Bolsonaro acendeu o alerta vermelho para instituições que trabalham no combate ao HIV e à aids e na assistência a pessoas portadoras do vírus. Algumas ações dos primeiros meses da nova gestão federal fizeram várias entidades preverem um futuro difícil, e algumas delas já emitiram notas questionando o rumo das políticas de saúde.

Embora o último boletim epidemiológico, divulgado em dezembro pelo Ministério da Saúde, tenha mostrado um grande aumento dos casos nos últimos 10 anos entre algumas parcelas da população, como homens de 15 a 29 anos, as campanhas estão cada vez mais tímidas.

“A situação já vinha sendo preocupante, mesmo antes de Bolsonaro chegar ao poder. Estávamos em sinal amarelo. Agora, já passamos para o vermelho. E pode se agravar”, alerta Vereno Terto, vice-presidente da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids (Abia), uma das instituições que emitiu nota.

Outra entidade que se manifestou publicamente foi o Fórum das ONG/Aids de São Paulo (Foaesp), afirmando que os primeiros 100 dias do governo Bolsonaro “foram marcados por retrocessos no âmbito dos direitos humanos”.

Também apreensivo, um grupo de especialistas lançou manifesto, elaborado pela Sociedade Paulista de Infectologia (SPI)com cobranças e recomendações ao Ministério da Saúde. Um dos pontos de preocupação das entidades é o veto de Bolsonaro a um projeto de lei que dispensava a reavaliação pericial de pessoas com HIV que se aposentaram por invalidez.

“O veto comprova que o presidente vai na contramão da saúde pública, implantando uma política que fere os direitos humanos das pessoas vivendo com aids”, afirma José Araújo, presidente da Associação Espaço de Prevenção e Atenção Humanizada (EPAH).

O médico infectologista e diretor da SPI Evaldo Stanislau explica que muitas pessoas convivendo com o HIV foram aposentadas em períodos anteriores à terapia retroviral de alta eficácia ou já em uso dela, porém, com sequelas.

“Esta atitude gera danos graves, como abandono do tratamento, danos psíquicos, baixa autoestima e segregação. O valor da aposentadoria já não promove qualidade de vida, mas apenas sobreviver com muito pouco. A contabilidade é lógica, o custo por pessoa adoecida será maior para o Sistema Único de Saúde (SUS)”, analisa Américo Nunes Neto, diretor do Instituto Vida Nova Integração Social Educação e Cidadania.

Terto ressalta que são pessoas que estão fora do mercado de trabalho há muitos anos, e, portanto, ficaram desqualificadas, com mais dificuldades de encontrar um emprego. “É retirar um benefício sem dar uma contrapartida. O Brasil não tem nenhuma iniciativa para falar de aids no mercado de trabalho”, comenta. A decisão final sobre a revisão das aposentadorias está nas mãos do Congresso, mas as entidades não são otimistas quanto à derrubada do veto devido ao perfil conservador da bancada.

Outro ponto questionado pelas entidades é a fusão da tuberculose, hanseníase, infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), aids e hepatites virais numa mesma esfera de gestão no Ministério da Saúde. Com o novo modelo, a União repassa um valor único para o tratamento de todas essas doenças, e não especificamente para cada uma como ocorria.

Em nota, o Foaesp afirma que a decisão “faz inchar uma máquina já cansada e sobrecarregada e, sem que haja acompanhamento orçamentário adequado e autonomia de ações, corremos o risco de perda de visibilidade de um problema social grave”. Além disso, a entidade afirma que unir as áreas não garante integração nem ações conjuntas.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Turistas “madrugam” para visitar Disneyland Paris, que reabre após oito meses por causa da pandemia

Depois de oito meses de portas fechadas, o parque Disneyland Paris reabriu para o público nesta quinta-feira (17). A atração, um dos principais destinos turísticos da Europa, volta a funcionar, mas mantém medidas sanitárias …

Cientistas desvendam mistério de 'apagamento' de estrela gigante Betelgeuse

Astrônomos dizem que solucionaram o mistério sobre por que uma das mais conhecidas estrelas que iluminava o céu à noite começou a perder o brilho há cerca de um ano. Betelgeuse, uma supergigante vermelha da …

Portugal isola Lisboa para conter disseminação de variante

Em meio a alta de casos e difusão da variante delta do coronavírus, detectada inicialmente na Índia, governo português restringe circulação para dentro e para fora da região metropolitana da capital no fim de semana. Em …

Astrônomos descobrem as maiores estruturas giratórias conhecidas no universo

Tentáculos de galáxias com centenas de milhões de anos-luz de comprimento podem ser os maiores objetos giratórios do universo, um novo estudo descobriu. Corpos celestes muitas vezes giram, planetas, estrelas e galáxias. No entanto, aglomerados gigantes …

Facebook implementa software de IA capaz de detectar fotos e vídeos falsos

Os deepfakes são arquivos de mídia, incluindo fotos, vídeos e áudio, editados através de inteligência artificial (IA), que fornecem alto realismo e muitas vezes causam confusão após serem compartilhados nas redes sociais. Na quarta-feira (16), os …

China envia três astronautas para sua estação espacial

Grupo deverá ficar três meses no espaço e colocar em funcionamento o módulo central da estação espacial Tiangong. China não participa da ISS por decisão dos EUA. A primeira missão tripulada enviada pela China para a …

Putin “não quer Guerra Fria com EUA”, diz Biden após encontro com presidente russo

Os presidentes dos Estados Unidos, Joe Biden, e da Rússia, Vladimir Putin, participaram nesta quarta-feira (16) de uma esperada reunião bilateral. O encontro realizado em Genebra acontece em um contexto de forte tensão entre …

Variante lambda do coronavírus: o que se sabe sobre mutação que se espalha pela América do Sul e preocupa OMS

Os vírus usam técnicas diferentes para continuar infectando as pessoas. E o caso da covid-19 não é exceção. As versões atuais da doença estão se espalhando muito mais facilmente do que a original, que surgiu na …

Embaixadores da Rússia e dos EUA "regressam ao trabalho", diz Putin após cúpula com Biden

A Rússia e os EUA acordaram o regresso de seus embaixadores, informou Vladimir Putin. Vladimir Putin, presidente da Rússia, disse, após conversas com seu homólogo americano Joe Biden, que os embaixadores russo e norte-americano voltam …

Cientistas desvendam segredos genéticos dos menores mamíferos mergulhadores do mundo

Biólogos descobriram os segredos genéticos dos menores mamíferos mergulhadores do mundo: os musaranhos aquáticos. Usando amostras de DNA para construir uma árvore evolutiva, cientistas revelaram em um estudo recente que o comportamento destes mamíferos comedores de …