“Grande Finlândia” na URSS: crimes “Sem Tempo de Prescrição” revelados em novos documentos

Ilia Timin / Sputnik

A ofensiva finlandesa em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial, resultou em um regime de ocupação brutal, com inúmeras violações da dignidade humana nos campos de concentração criados na Carélia, então União Soviética.

Na Rússia foram liberados muitos documentos da Grande Guerra pela Pátria (parte da Segunda Guerra Mundial, compreendida entre 22 de junho de 1941 e 9 de maio de 1945, e limitada às hostilidades entre a União Soviética e a Alemanha nazista e seus aliados), no âmbito do projeto “Sem Tempo de Prescrição”, que trazem à luz a um capítulo menos conhecido da guerra, a ocupação por aliados dos nazistas, os finlandeses, da região de Carélia, no noroeste russo e da então União Soviética, conquistada em 1941.

“Até crianças de sete ou oito anos são colocadas em solitária porque, famintas e esfarrapadas, andam pela cidade e pedem pão […] Quando três prisioneiros tentaram fugir […] foram espancados até a morte […]”, relataram prisioneiros de um campo de concentração na região em 1942, segundo os documentos a que Sputnik teve acesso.

Os finlandeses impunham fome e condições de vida insuportáveis nos campos através de trabalho duro e constantes abusos, algo ainda lembrado por ex-prisioneiros dos campos finlandeses, que ainda estão vivos.

A peculiaridade do regime de ocupação finlandês dita uma abordagem única para a exposição de seus crimes de guerra, que é possível realizar com base em depoimentos em massa e detalhados de testemunhas e documentos que, entretanto, foram desclassificados.

Uma em cada quatro pessoas na Carélia durante os anos da Grande Guerra pela Pátria passou por campos de concentração finlandeses.

Ao contrário dos invasores alemães, os finlandeses não faziam fuzilamentos em massa, então seus crimes permaneceram à sombra das atrocidades do nazismo alemão por muitos anos, segundo os historiadores.

Os prisioneiros eram considerados “escravos sem quaisquer direitos”, como se referiu o marechal Carl Gustav Mannerheim aos russos, carelianos, tártaros e outros residentes locais. Milhares de pessoas morreram devido a trabalhos forçados e fome.

“Ao contrário dos finlandeses, carelianos e vepes [povo fínico da região], todo homem russo foi ordenado a usar uma bandagem vermelha na manga esquerda. Ele e pessoas de outras nacionalidades, tártaros, georgianos e outros, recebem metade da comida”, diz uma citação dos arquivos desclassificados.

Os finlandeses construíram 14 campos de concentração (seis deles em Petrozavodsk) na República Socialista Soviética Carelo-Finlandesa capturada durante 1941-1944.

Em abril de 1942, eles continham cerca de 24 mil pessoas, cerca de 30% da população. Eram principalmente eslavos, dos quais mais de 90% eram russos, bielorrussos e ucranianos. Segundo estimativas dos historiadores, cerca de 50.000 pessoas passaram pelos campos de concentração.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …

2.300 maneiras de prevenir o Covid-19 foram mapeadas por universidade brasileira

Está disponível online a Plataforma das Universidades contra COVID-19 organizada pelo Projeto Ciência Popular e desenvolvida em parceria com a Empresa Júnior de Sistemas de Informação da EACH/USP (Síntese Jr.). Em setembro havia sido publicado o …

Debate nos EUA: Trump não disse nada de novo para reverter vantagem de Biden, diz historiador

O segundo e último debate entre o presidente americano, Donald Trump, e seu rival democrata Joe Biden, nesta quinta-feira (22), em Nashville, foi mais civilizado do que a primeira confrontação entre os dois candidatos …

Mais humanos estão evoluindo para ter três artérias nos braços; entenda porquê

Não se engane ao achar que o corpo humano não está em constante evolução. Pesquisadores australianos descobriram recentemente que o nosso organismo parece estar, aos poucos, desenvolvendo uma nova artéria no braço: a artéria mediana. Esse …

Tesla supera expectativas e apresenta quinto trimestre consecutivo de lucros

A Tesla divulgou nesta quarta-feira (21) seus resultados financeiros relativos ao terceiro trimestre de 2020. E as notícias foram boas: além de apresentar lucros pelo quinto trimestre consecutivo, a montadora elétrica apresentou os três meses …

Bitcoin alcança valor máximo anual após anúncio do PayPal

Nesta quarta-feira (21), o PayPal anunciou que vai lançar um sistema que permite efetuar compras e vendas em moedas digitais. Nesta quarta-feira (21), o bitcoin alcançou seu valor máximo neste ano, acima de US$ 13.200 (R$ …

Papa Francisco defende união civil homossexual

Pela primeira vez desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, pontífice se manifesta a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo. "Gays têm direito a ter família, são filhos de Deus", diz …

Obama faz campanha para Biden e tenta ganhar votos republicanos com evento drive-in na Pensilvânia

Em seu primeiro evento presencial do ano, o ex-presidente Barack Obama vai participar de uma campanha drive-in na noite desta quarta-feira (21) na Pensilvânia. A expectativa é que Obama conquiste eleitores negros no sul …

Cientistas acabam de descobrir um órgão misterioso escondido no centro da cabeça humana

Cientistas fizeram uma descoberta anatômica surpreendente, encontrando o que parece ser um misterioso conjunto de glândulas salivares escondidas dentro da cabeça humana que de alguma forma passaram despercebidas até agora. Essa “entidade misteriosa” foi identificada acidentalmente …