Segredos de carta enterrada por prisioneiro em Auschwitz são finalmente revelados

jechstra / Flickr

A entrada do antigo campo de concentração de Auschwitz, na Polônia

Uma carta escrita em 1944 por um judeu de origem grega, prisioneiro no campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, foi agora reconstruída por cientistas.

Todos os dias, Marcel Nadjari e outros prisioneiros eram obrigados a trabalhar em “Sonderkommando”, uma das unidades de trabalho do campo de concentração nazista de Auschwitz-Birkenau, na Polônia.

Em 1944, o judeu de origem grega decidiu escrever uma carta, que guardou dentro de uma termos, envolta em uma bolsa de couro e enterrada perto do Crematório III, antes do campo ter sido libertado no início de 1945.

Segundo o jornal alemão Deutsche Welle (DW), uma equipe de pesquisadores conseguiu reconstruir o documento, descoberto em 1980 em elevado estado de degradação, que mostra o sofrimento vivido. “Sofremos aquilo que nenhum humano pode imaginar”, escreveu.

“Debaixo de um jardim, há dois quartos subterrâneos no porão: um serve para despir os prisioneiros, o outro é uma câmara da morte. As pessoas entram nuas e quando o espaço tem cerca de 3 mil pessoas, é fechado e são liberados gases”, pode ler-se nas declarações contidas na carta.

O grego descreve como os prisioneiros eram colocados “como sardinhas” e como os alemães usavam chicotes para aproximarem as pessoas antes de fechar as portas.

“Depois de meia-hora, nós abríamos as portas e nosso trabalho começava”. Nadjari, juntamente com outros prisioneiros, tinha que levar os corpos para os fornos dos crematórios, onde “um ser humano ficava reduzido a 640 gramas de cinzas”.

A carta foi publicada este mês, pela primeira vez em alemão, em uma revista através do Instituto da História Contemporânea (IfZ). É um dos nove documentos encontrados enterrados em Auschwitz, explicou o historiador russo Pavel Polian ao DW. Os textos, escritos por cinco prisioneiros, “são alguns dos documentos mais importantes do Holocausto”.

(dr) A. Nikitjaev / P. Polian

Carta escrita por Marcel Nadjari, prisioneiro em Auschwitz

Reconstrução do texto

De acordo com o DW, o historiador estudou os textos durante dez anos e publicou as descobertas no livro “Scrolls from the Ashes” (na versão em inglês).

No total, cerca de 100 dos quase 2 mil presos de Auschwitz encarregados de descartar os milhares de cadáveres sobreviveram ao campo de concentração. Dos cinco que escreveram e enterraram as mensagens, Nadjari foi o único sobrevivente.

Um estudante que fazia escavações em uma floresta junto às ruínas do crematório descobriu as cartas. Assim como as mensagens de outros colegas, escritas em Yiddish, apenas 10% a 15% do texto era legível.

Em 2013, um jovem pesquisador russo passou um ano trabalhando nos documentos, recorrendo a técnicas de análise de imagem multiespectral que permitiram tornar os contornos das letras novamente visíveis.

“Agora, podemos ler entre 85% e 90%”, disse Polian, acrescentando que já estão sendo feitas versões em inglês e em grego que devem ficar prontas em novembro.

(dr) Staatliches Museum Auschwitz

Bilhetes só de ida desde Tessalônica para Auschwitz

Sobreviver ao inimaginável

Nascido em 1917, Marcel Nadjari era um comerciante que vivia em Tessalônica e que foi deportado para Auschwitz em abril de 1944. “Se lerem aquilo que fizemos, vão se perguntar como conseguimos enterrar nossos amigos judeus. Isso foi o que eu pensei no início e penso muitas vezes”, escreveu.

Depois da guerra, Nadjari voltou para a Grécia e, em 1951, juntamente com a esposa e o filho, migrou para os EUA, onde trabalhou como alfaiate. Morreu no ano de 1971, em Nova York, com 54 anos de idade.

Segundo o DW, parece que o grego nunca revelou a ninguém as notas que tinha enterrado no campo de concentração. Dos cinco prisioneiros que deixaram cartas, foi o único que falou abertamente sobre vingança, afirma Polian. “Não estou triste por morrer, mas porque nunca serei capaz de me vingar como queria“, declarou no texto.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Impeachment de Trump avança nos EUA: entenda o caso em poucas palavras

Você já deve ter ouvido falar que a reação a um polêmico telefonema com um líder estrangeiro ameaça o futuro da Presidência de Donald Trump. O presidente americano enfrenta um inquérito de impeachment sob a acusação …

Twitter vai ser mais rígido com conteúdo adulto na internet e preocupa criadores

Desde o ano passado tem sido mais difícil para os criadores de páginas com o perfil NSFW (Not Safe for Work ou não seguro para ver no trabalho — impróprio, em tradução livre) ter seus …

Otan tenta exibir união, enquanto líderes são flagrados falando de Trump

Chefes de Estado e de Governo de 29 países participaram nesta quarta-feira (4) do segundo dia da cúpula de aniversário de 70 anos da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em Watford, nos arredores …

Radar aéreo descobre um navio viking em uma fazenda

Um estudo do Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (NIKU) descobriu um navio viking em uma fazenda usando radar aéreo. O achado foi uma surpresa e um golpe de sorte, uma vez que este local …

Casamentos entre pessoas do mesmo sexo saltam 61,7% no Brasil

O número de casamentos realizados entre pessoas do mesmo sexo em 2018 aumentou 61,7% em relação ao ano anterior, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (04/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com …

Uber do entulho te ajuda a descartar resíduos corretamente

O lixo é definitivamente um problema contemporâneo de dimensões globais – e não só a qualidade, o material ou o destino desse lixo, mas também a forma de descarta-lo. Dos 387 quilos de resíduos que o …

Asteroide passará perto da Terra a 27.000 km/h na sexta-feira, alerta NASA

Um grande corpo celeste está se movendo na direção da Terra e chegará ao ponto mais próximo do nosso planeta nesta sexta-feira (6). De acordo com as estimativas da NASA, o asteroide 2019 WR3 mede entre …

Mensagem misteriosa pintada em urso polar na Rússia alarma pesquisadores

Imagens compartilhadas por perfis russos nas redes sociais com um urso polar pintado em spray com o símbolo "T-34" ter alarmado especialistas. Eles advertem que a pintura — cujas circunstâncias ainda não foram identificadas — pode …

Experimento deve provar que microgravidade inibe crescimento de tumores

De onde estiver, Stephen Hawking segue presente na ciência, e seus últimos conselhos devem render uma descoberta para lá de impressionante (e revolucionária). Em conversa com um pesquisador da Austrália, o gênio da física falou sobre …

Justiça absolve Lula e Dilma no caso "quadrilhão do PT"

Juiz que analisou caso afirma que denúncia apresentada por Rodrigo Janot contra cúpula do PT em 2017 foi tentativa de "criminalizar a atividade política". Ministério Público pediu absolvição dos réus em outubro. A Justiça Federal do …