Há uma “pandemia” silenciosa que pode ser mais perigosa do que qualquer vírus

Em um relatório publicado pela Sociedade Europeia de Cardiologia, pesquisadores determinaram que a poluição atmosférica global é um dos maiores responsáveis por mortes prematuras no mundo.

Os cientistas do Instituto Max Planck dizem que a poluição do ar se tornou uma verdadeira “pandemia” que afeta a humanidade de forma mais letal do que outras ameaças, como vírus ou mesmo guerras.

“Como o impacto da poluição atmosférica na saúde pública em geral é muito maior do que o esperado, e é um fenômeno global. Acreditamos que os nossos resultados mostram que existe uma pandemia de poluição atmosférica“, diz o químico do ar Thomas Munzel, conforme publicado pela Sociedade Europeia de Cardiologia (European Society of Cardiology).

Os pesquisadores estimaram que a poluição atmosférica global causou 8,8 milhões de mortes prematuras em 2015, o que representa um encurtamento médio da esperança de vida em quase três anos. Em comparação, o consumo de tabaco reduz a esperança de vida em média por 2,2 anos, tendo causado cerca de 7,2 milhões de mortes nesse ano. Quanto ao HIV, foi responsável por 1 milhão de mortes.

Para trás ficaram doenças como a malária, transmitida por parasitas ou insetos (600.000 mortes), ao mesmo tempo que todas as formas de violência, incluindo a guerra, causaram cerca de 530.000 mortes.

Os pesquisadores analisaram o efeito da poluição do ar em seis categorias de doenças: infecção do trato respiratório inferior, doença pulmonar obstrutiva crônica, câncer de pulmão, doença cardíaca, doença cerebrovascular e outras doenças não transmissíveis.

Eles descobriram que as doenças cardiovasculares são responsáveis pela maior proporção (43%) da perda de esperança de vida por poluição do ar em todo o mundo.

Além disso, os cientistas observaram em seu estudo que a poluição do ar tem um efeito maior no encurtamento da vida das pessoas idosas, se excluindo a morte de crianças menores de 5 anos em países subdesenvolvidos da África e da Ásia.

“Na África, a poluição do ar representa um risco para a saúde comparável ao HIV/SIDA e à malária. Contudo, na maior parte do resto do mundo, a poluição do ar é um risco muito maior para a saúde”, adverte o professor Jos Lelieveld.

“Quando observamos como a poluição desempenhou um papel em várias doenças, [descobrimos que] seu efeito sobre as doenças cardiovasculares é muito semelhante ao efeito do tabaco. A poluição do ar causa danos aos vasos sanguíneos através do aumento do estresse oxidante, que depois leva ao aumento da pressão arterial, diabetes, derrames cerebrais, ataque cardíaco e insuficiência cardíaca”, explicou Lelieveld, membro da organização médica.

Os cientistas dizem que em seu estudo eles distinguiram entre poluição do ar causada pelo homem e poluição de fontes naturais, como poeira do deserto e emissões de incêndios florestais.

“Mostramos que aproximadamente dois terços das mortes prematuras são atribuíveis à poluição do ar causada pelo homem, principalmente pelo uso de combustíveis fósseis […] São potencialmente evitáveis 5,5 milhões de mortes em todo o mundo a cada ano”, afirma o relatório.

Este é o primeiro estudo a mostrar os efeitos da poluição do ar nos números de mortes por idade, tipo de doença e também o seu efeito na esperança de vida a nível de cada país e região.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As vovós que lutam pela democracia na Polônia

Idosas polonesas organizam protestos regulares contra erosão da democracia no país, governado por partido ultraconservador. "Não sou capaz de ficar tranquila em casa, cada violação dos direitos me dói", diz aposentada. Clima de fim de expediente …

Coruja super rara dá o ar da graça depois de 125 anos

A coruja rajá de Bornéu (Otus brookii brookii) é uma espécie tão pequena que apenas seu tamanho já tornaria sua identificação mais complexa. Nativa do Sudeste da Ásia e com peso médio de apenas 100 gramas, …

Nintendo bate todos os recordes de lucros com videogames durante a pandemia

A Nintendo apresentou resultados recordes para o ano fiscal de 2020/21 encerrado em 31 de março, impulsionada pela mania global dos videogames em tempos de pandemia, mas o grupo japonês não espera repetir essa …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

Médicos no Canadá têm deparado com pacientes que apresentam sintomas semelhantes aos da doença de Creutzfeldt-Jakob, um mal raro e fatal que ataca o cérebro. Mas quando resolveram investigar o mal em mais detalhe, o …

Governador do Rio diz que operação que terminou com 25 mortos foi ação de 'inteligência'

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que a operação da Polícia Civil realizada no Jacarezinho foi "ação pautada e orientada por longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação".  A operação terminou com …

Butantan diz que ataques de Bolsonaro à China afetam vacinas

Presidente insinuou que chineses, principais fornecedores de matéria-prima para imunizantes ao Brasil, criaram vírus como parte de "guerra química". "Essas declarações têm impacto", diz diretor do Instituto Butantan. A direção do Instituto Butantan e o governador …

Fotos da última sessão de Kurt Cobain são vendidas como NFT

As imagens da última sessão de fotos da vida do compositor e cantor Kurt Cobain irão a leilão em formato de token não-fungível, os célebres NFTs. O anúncio foi feito por Jesse Frohman, fotógrafo por trás …

EUA, França e Rússia apoiam quebra de patentes contra a Covid-19, mas laboratórios resistem

A ideia de suspender as patentes da fabricação de vacinas contra a Covid-19 continuou a ganhar apoio em todo o mundo nesta quinta-feira, após o impulso inicial dado Estados Unidos. Porém, os laboratórios resistem, …

Descoberta a evidência mais antiga de atividade humana

Uma das atividades mais antigas de humanos foi identificada em uma caverna na África do Sul. Uma equipe de geólogos e arqueólogos encontrou evidências de que nossos ancestrais estavam fazendo fogo e ferramentas na Caverna …

Jeff Bezos: os planos do homem mais rico do mundo para voo espacial turístico

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, afirma que está pronto para levar pessoas ao espaço. A empresa Blue Origin, do empresário americano detentor de uma fortuna estimada em R$ 1 trilhão, diz que lançará uma tripulação …