Havia uma pintura escondida atrás de uma obra-prima de Picasso

(dr) Art Gallery of Ontario

O equipamento de digitalização é mais barato que outras técnicas e pode ser levado a várias galerias

Usando uma nova técnica de digitalização, pesquisadores nos Estados Unidos descobriram uma pintura que pairava sob uma das grandes obras de Pablo Picasso, a chamada La Misereuse Accroupie.

Embaixo da pintura de óleo, há uma outra pintura, com o desenho de uma paisagem da cidade de Barcelona, na Espanha – aparentemente, Picasso a teria usado como base para sua obra-prima.

O novo sistema de raio-X fluorescente é mais barato do que outros sistemas de digitalização de artes e ele é “portátil”, o que faz com que possa ser levado para qualquer galeria que tenha interesse.

Os detalhes sobre a descoberta foram revelados na Associação Americana pelo Avanço da Ciência em Austin, no Texas, nos Estados Unidos. A La Misereuse Accroupie faz parte do chamado “período azul” de Picasso, que durou de 1901 a 1904, quando a cor azul era a que dominava a gama cromática de suas obras.

“É aqui que a tecnologia nos permite entrar um pouco na mente do artista, para entender o processo criativo de Picasso e como ele efetivamente começou a produzir sua arte”, disse o pesquisador Marc Walton da Northwestern University, que estava apresentando o trabalho em Austin.

“Isso nos dá uma ideia melhor sobre como essa estrutura de camadas se desenvolveu, porque alguns pigmentos estão em apenas uma camada e não na outra”, analisou Walton.

O que os pesquisadores notaram é que a pintura da paisagem – que provavelmente teria sido pintada por um aluno e aspirante a artista – estava virada em cerca de 90 graus. O contorno das colinas ao fundo virou as costas da mulher. Ela assume o formato e a forma de uma região interior na Catalunha.

Picasso usou a paisagem de Barcelona como inspiração para a forma da mulher”, disse Walton.

(dr) Picasso Estate

As costas da mulher foram feitas com o contorno das montanhas de Barcelona

Kanneth Brummel, curador da Galeria de Arte de Ontario, em Toronto, disse que ficou animado ao descobrir que havia uma pintura sob a obra de La Misereuse Accroupie.

Ajuda a determinar a data de quando foi feita a pintura e também onde ela foi feita”, disse.

“Mas também dá uma ideia sobre quem seriam os artistas com quem o pintor estava envolvido. E essas informações nos ajudam a fazer perguntas novas, mais interessantes e cientificamente mais precisas sobre um artista, seu processo artístico e como ele chegou às formas que vemos na superfície de uma pintura”.

Francesca Casadio, do Centro de Estudos Científicos nas Artes de Chicago, que está entre as líderes do projeto, espera que esses equipamentos de digitalização sejam cada vez mais utilizados e ajudem na compreensão mais profunda dos artistas e também deem uma ideia melhor sobre a forma como trabalhavam.

Muitas outras obras estão apenas esperando para contar seus segredos e com nosso sistema digitalizado nós podemos ajudá-las a falar ainda mais conosco”, disse.

Até hoje, a digitalização ficava restrita apenas para as melhores obras de arte – e para as galerias mais ricas. Agora, o novo sistema pode ser usado por qualquer um para encontrar a história por trás de qualquer pintura que lhes desperte interesse.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Evo Morales vai fazer da Argentina o seu comitê de campanha para as eleições na Bolívia

Em uma operação secreta, o ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, chegou à Argentina de onde vai comandar a campanha do seu partido para as próximas eleições. Depois de passar quase um mês no México, Evo …

Vespas insaciáveis: outro desastre provocado pela radiação de Chernobyl?

A radiação de Chernobyl intensificaria o metabolismo e o consumo de néctar em vespas se comparadas com as de outras regiões. A intensificação pode ter maiores consequências ecológicas. A mudança poderia estar relacionada à constante exposição …

Maioria considera justa a soltura de Lula, mostra Datafolha

Uma pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta segunda-feira (09/12) sugere que a maioria da população brasileira considera justa a libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ocorrida em novembro após ele cumprir um ano …

Agora sabemos sobre o que os orangotangos estão conversando: estudo

Um novo estudo da Universidade de Exeter desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os pesquisadores passaram dois anos filmando mais de 600 horas do comportamento …

Cientistas desenvolvem holograma com som e toque iguais aos de Star Wars

Quando pensamos em desenvolver tecnologias baseadas nos filmes de Star Wars, a primeira, segunda e terceira coisa que passa pela cabeça dos fãs é a criação de sabres de luz da vida real. Mas, para os …

Secom diz que não há 'indicativo de câncer de pele' em Bolsonaro

Após o presidente Jair Bolsonaro declarar que tinha feito exame para investigar "possível câncer de pele", a Secretaria de Comunicação da Presidência disse por nota que não havia qualquer indicativo da doença. O chefe de Estado …

Evo Morales vai fazer da Argentina o seu comitê de campanha para as eleições na Bolívia

Em uma operação secreta, o ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, chegou à Argentina de onde vai comandar a campanha do seu partido para as próximas eleições. Depois de passar quase um mês no México, …

Boris Johnson vence por ampla margem no Reino Unido

O Partido Conservador do atual primeiro-ministro, Boris Johnson, conquistou a maioria absoluta dos assentos no Parlamento do Reino Unido nas eleições realizuadas nesta quinta-feira (12/12) no país. Esse resultado eleitoral garante ao premiê o número …

Simples e atemporal, azul clássico é a cor de 2020, segundo a Pantone

A cor do ano de 2020 será o Classic Blue, um azul clássico que oferece estabilidade e conexão. Quem diz isso é a Pantone, a principal empresa de cores do mundo, que oferece o sistema …

Segredos do idioma dos orangotangos são revelados

Um novo estudo da Universidade de Exeter (Inglaterra) desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os pesquisadores passaram dois anos filmando mais de 600 horas do comportamento …