Homens biônicos estarão entre nós ainda neste século (e não estamos preparados)

Imagine uma pessoa com 100 anos, mas com corpo e mente de 40, capaz de jogar futebol como o Neymar e pensar como Stephen Hawking. De acordo com a ciência, isso pode se tornar realidade ainda neste século graças à evolução da bioengenharia.

A aplicação do conhecimento da engenharia aos sistemas biológicos já permitiu aos seres humanos assumir o controle da sua própria evolução e redesenhar a “plataforma” humana de uma maneira profunda.

Exemplos como tecnologias de clonagem e terapias genéticas avançadas nos mostram como estamos nos aproximando rapidamente de um mundo onde os humanos podem – e vão – mudar sua maneira de viver e morrer.

Um dos especialistas no tema é o professor Michael Bess, historiador da ciência da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, e autor de livros que falam sobre os super-humanos e sobre como o futuro geneticamente modificado pode ser, ao mesmo tempo, terrível e promissor.

Durante uma entrevista concedida ao site Vox, o professor falou que a bioengenharia será a próxima grande onda tecnológica e tem potencial para afetar a humanidade mais do que qualquer outra revolução industrial já vista.

Isso porque a tecnologia será usada para realizar mudanças em nossos próprios corpos e mentes, em vez de transformar o mundo ao redor.

Pontos negativos

Vamos começar logo com as más notícias sobre essa revolução toda.

O professor Bess destaca que, dentre os lados negativos do uso de novas tecnologias biológicas, está a possibilidade de cometermos erros irreversíveis, capazes de causar danos irreparáveis para “as coisas que realmente fazem a vida valer a pena”. De acordo com ele, estamos dando a nós mesmo “um poder que não temos sabedoria para controlar“.

Outros temas que devem gerar impacto incluem uma possível busca obsessiva pela perfeição, o aumento do poder que pode levar a conflitos ainda maiores, e também o processo de adaptação que teremos que passar para entender e conviver com tamanhas mudanças.

Pontos positivos

“Estas serão tecnologias difíceis de resistir, porque elas serão incríveis”, descreve o professor Bess. “Elas nos farão viver mais tempo, de forma mais saudável e nos farão sentir mais jovens.”

Veja algumas das previsões do estudioso:

  • Maior tempo de vida
  • Mais qualidade de saúde
  • Mente e corpo jovens por mais tempo (você pode ter 100 anos e se sentir com 45)
  • Melhora da capacidade cognitiva por meio de dispositivos bioeletrônicos
  • Memória tunada
  • Mais conhecimento
  • Humanos mais inteligentes
  • Tecnologias genéticas que geram resistência ao câncer
  • Interface cérebro-máquina

Sobre este último tópico, as previsões são que em 30 ou 40 anos existam interfaces cérebro-máquina – talvez instaladas no exterior do seu crânio como uma espécie de tecnologia não intrusiva – que permitirão que você se conecte diretamente com todos os tipos de máquinas e controle-as à distância, fazendo com que a sua esfera de poder sobre o mundo ao redor seja significativamente aumentada.

Bebês geneticamente modificados

Sobre esse tema, Bess diz que prefere ir além desse conceito de bebês previamente projetados, pois a ideia de moldar alguém antes mesmo de nascer é assustadora.

Ele alega que existe uma perda de autonomia moralmente preocupante, uma vez que não existirá a opção de escolha por parte da pessoa modificada. “Se você tiver 21 anos e decidir optar por mudanças genéticas, ok”, explica.

Além disso, novos campos da epigenética estão trabalhando para que o ser humano seja um eterno trabalho genética em andamento, pois no futuro teremos ferramentas que permitirão mudar nosso caráter, a maneira como nosso corpo funciona e a forma como nossa mente trabalha.

O futuro é agora

Se você não acredita que tanta mudança pode acontecer em tão pouco tempo, pare para pensar em como os produtos farmacêuticos já estão nos ajudando a controlar nossos humores, impulsionar o nosso desempenho físico e mental, aumentar a nossa longevidade e vitalidade.

No campo físico, veja como as próteses, implantes e outros dispositivos bioeletrônicos estão ajudando as pessoas a enxergar e andar.

O que vai acontecer daqui para frente é o aperfeiçoamento das tecnologias a fim de reforçar nossas capacidade mentais e físicas em diferentes graus e diversas combinações, levando a uma desconcertante gama de novos super-humanos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

“Não existe gene gay”, afirma estudo genético feito com meio milhão de DNAs

Como ser baixo ou alto, mais ou menos inteligente, o fato de amar homens ou mulheres não é definido por um único gene, mas por várias regiões do genoma e, como qualquer aspecto humano complexo, …

Este projeto social está buscando 7 pessoas para viajar o mundo com tudo pago

A empresa portuguesa YourBestLife está recrutando sete pessoas para viajar o mundo realizando trabalhos de impacto social com tudo pago. As inscrições vão até o dia 31 de outubro e podem se candidatar pessoas que …

Pela primeira vez na história cientistas conseguem reverter envelhecimento

Nenhuma pessoa está livre do tempo: seja um jovem, uma criança, um recém-nascido ou um adulto em idade madura, todo mundo irá envelhecer e sentir os efeitos desse processo. Essa é uma verdade incontestável em qualquer …

Greta Thunberg protesta em frente à Casa Branca ao lado de estudantes pelo clima

A militante do meio ambiente, Greta Thunberg, participou nesta sexta-feira (13) de uma pequena manifestação sobre o clima em frente à Casa Branca. “Nunca desistam”, disse a ativista aos jovens que foram até o local …

Snowden alerta para propagação de mentiras na internet

Há seis anos, ex-analista da NSA causou terremoto político ao revelar atividades ilícitas do serviço secreto dos EUA. Em entrevistas a jornais alemães, Snowden conta que ainda almeja asilo político na Alemanha. Seis anos após divulgar …

Visita de objeto interestelar intriga comunidade científica

  O objeto interestelar foi detectado por um astrônomo amador, e desde então o visitante passou a intrigar a comunidade científica. Gennady Borisov, astrônomo amador, utilizou um telescópio que ele mesmo construiu para avistar o objeto. Sua …

Homem morto há 22 anos é encontrado com ajuda do Google Earth

Os restos mortais de um homem desaparecido há duas décadas, nos EUA, foram encontrados dentro de um carro submerso em um lago graças ao Google Earth. William Moldt foi dado como desaparecido em Lantana, na Flórida, …

O plano japonês de jogar ao mar água radioativa de Fukushima

Nesta semana, o ministro do Meio Ambiente do Japão, Yoshiaki Harada, declarou que despejar no Oceano Pacífico mais de 1 milhão de toneladas de água contaminada pelo desastre nuclear de Fukushima seria a "única opção" …

Incêndio no Hospital Badim deixou 11 mortos no Rio de Janeiro

Um incêndio atingiu o Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira, deixando pelo menos onze mortos, conforme noticiado pela imprensa brasileira. Os pacientes foram retirados às pressas da unidade …

Origem dos cometas é revelada em novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Leiden (Holanda) aplicaram modelos químicos em 14 cometas e encontraram um padrão em sua composição. Os cometas são bolas de gelo, poeira e pequenas partículas parecidas com pedras. Seus núcleos podem alcançar …