Hospital São Paulo deixa 14 mil sem atendimento em abril devido a crise financeira

Alexandre Moreira / A2 Fotografia

-

Cerca de 14 mil pessoas deixaram de ser atendidas no pronto-socorro do Hospital São Paulo (HSP) – hospital-escola da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – nos 17 primeiros dias de abril, segundo dados da instituição. Desde o início do mês estão sendo feitos apenas atendimentos de urgência e emergência.

Em relação às cirurgias eletivas, que também foram suspensas, 461 pacientes não puderam se internar. A restrição de serviços foi feita em razão de uma crise financeira, informaram os gestores hospital em coletiva de imprensa hoje (19).

“Foi uma atitude para minimizar os danos para os pacientes que já estão internados, que são doentes muito complexos”, justificou José Roberto Ferraro, diretor-superintendente do hospital.

Segundo o gestor, o déficit anual acumulado é R$ 149 milhões, de uma dívida com bancos; e de R$ 11 milhões de dívidas com fornecedores. A receita total do hospital é de R$ 568,9 milhões e as despesas somam R$ 603,5 milhões. “Corremos o risco de diminuir os atendimentos ainda mais”, disse.

O hospital reivindica, junto ao governo federal, o aumento da verba de contratualização anual no valor de R$ 18 milhões, o equivalente a R$ 1,5 milhão mensal. O acréscimo, segundo o hospital, permitiria a compra de insumos mais urgentes e o pagamento da dívida com os fornecedores, normalizando a entrega dos materiais.

“Assim vamos ter mais fôlego para ajustar o que ainda há de déficit no orçamento”, explicou Ferraro. Ele informou que 90% dos atendimentos da instituição são pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A reitora da Unifesp, Soraya Smaili, disse que pesquisas acadêmicas podem ser prejudicadas caso o hospital venha a diminuir ainda mais os serviços, pois depende dos procedimentos para que as análises sejam feitas

“Vocês viram recentemente os estudos de diagnóstico do Zika, o mapeamento das degenerações produzidas pelo vírus, a linha de atendimento em cardiologia que diminuiu a mortalidade depois de muita pesquisa”, exemplificou.

A média de internações é de 2 mil por mês, segundo dados de 2016, com um total de mais de 376 mil atendimentos no pronto-socorro.

Entre as razões citadas pelo hospital para a crise, estão o aumento dos custos com pessoal; a inflação acumulada nos últimos anos; a demanda crescente no pronto-socorro; a falta de reajuste nos contratos do SUS e endividamento bancário devido aos empréstimos para suprir os déficits.

Governos

O Ministério da Saúde informou, em nota, que houve uma reunião no início de abril sobre o tema e que foi solicitado aos gestores da unidade informações sobre a situação financeira e a quantidade de atendimentos realizados.

O ministério disse ainda que, a partir dos dados apresentados, serão analisadas soluções conjuntas com as secretarias de Saúde do estado e do município.

Ainda de acordo com órgão, atualmente, o governo federal responde por cerca de 90% da receita do Hospital São Paulo. “Segundo informações da própria unidade, a receita anual é mais de R$ 568 milhões, incluindo folha de pagamento. Esse valor equivale a 40% do total de recursos que é repassado para média e alta complexidade para a cidade de São Paulo”, informou o texto.

O ministério informou também que os repasses para o estado de São Paulo, que faz a transferência ao hospital, têm sido feitos regularmente.

“A pasta destina anualmente R$ 8,6 bilhões em recursos por meio do Teto de Média e Alta Complexidade para serviços de urgências e emergências, incluindo cirurgias eletivas. Além deste valor, em 2016, o estado recebeu um acréscimo de R$ 246 milhões”, diz a nota.

A Secretaria Estadual de Saúde informou, em nota, que o Hospital São Paulo é um serviço da rede federal e que, mesmo assim, a pasta auxilia o hospital de forma voluntária. “Desde 2015 a secretaria já repassou à unidade mais de R$ 200 milhões e até o final deste ano ainda serão repassados cerca de R$ 40 milhões”, lê-se na nota.

A secretaria informou também que busca auxílio junto ao governo federal para aumentar o valor dos repasses para o Fundo Estadual de Saúde que são destinados ao hospital-escola.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Suécia vai abrir “CPI da Covid-19” para saber se governo fez bem ao não isolar a população

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Suécia tem ido na contramão de seus vizinhos. O país escandinavo preferiu manter um ritmo quase normal em suas atividades e não impôs o confinamento …

Uber testa modalidade que permite ao usuário reservar carro por hora

Na tentativa de achar novas fontes de receita para seu negócio de corridas compartilhadas, seriamente afetado pela COVID-19, a Uber está testando uma nova modalidade, focada nos passageiros que precisam fazer viagens mais longas e …

Revelada razão de comportamento instável de estrelas perto dos centros galácticos

Estrelas de ramo horizontal extremo são mais brilhantes e têm um ciclo de vida inferior ao das estrelas comuns, de acordo com um novo estudo. Os astrônomos estudaram o comportamento de um tipo especial de estrelas, …

Trump ameaça acionar Forças Armadas para conter protestos

No 7.º dia de manifestações antirracismo, Presidente dos EUA critica inação de governadores e promete enviar milhares de soldados para pôr fim a distúrbios. Visita de Trump a igreja é criticada como tentativa de autopromoção. O …

Não é apenas o coronavírus: surto de ebola retorna ao Congo

Foi confirmada, pelo ministro da Saúde do Congo, a descoberta de novos casos de Ebola na província de Équateur. O último surto do vírus altamente mortal ocorreu em 2018 e matou 33 pessoas no país. O …

Coronavírus: São Paulo se prepara para reabertura com 70% de leitos ocupados

O governo estadual de São Paulo ordenou a reabertura gradual dos estabelecimentos comerciais a partir dessa terça-feira (2). A gestão diz se basear no índice de infecções do novo coronavírus por cidade. Mesmo com 70% …

Júpiter é tão grande que quase virou um sol

Júpiter é o maior planeta do sistema solar. Assim, bem maior mesmo. Do tipo se você pegar todos os outros planetas e juntar suas massas, não chega nem aos pés dele. Nem mesmo metadinha. Esse gigante …

União Europeia pede que EUA reconsiderem sua decisão de cortar relações com a OMS

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o chefe de relações internacionais da União Europeia, Josep Borrell, pediram neste sábado (30) que os Estados Unidos “reconsiderem a decisão anunciada” de romper …

Astronautas da NASA chegam à ISS em nave da SpaceX e entram para a história

Depois de viajarem pelo espaço por 19 horas, os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley chegaram à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da nave Crew Dragon alguns minutos antes do previsto. O lançamento histórico aconteceu …

Nova Zelândia se encontra em cima de enorme bolha de lava, segundo pesquisa

Durante os anos 70, pesquisadores propuseram a teoria de que o interior do planeta se agita lentamente como uma bolha de lava. Estas bolhas flutuantes surgem como plumas do manto derretido do centro da Terra, onde …