Importação de troféus de caça de elefantes volta a ser permitida nos EUA

A administração norte-americana, liderada por Donald Trump, enfrenta duras críticas por ter anunciado que vai voltar a autorizar a importação dos chamados troféus de caça de elefantes africanos.

O Serviço de Vida Selvagem dos Estados Unidos anunciou, em comunicado, que irá voltar a permitir que os elefantes africanos do Zimbábue e Zâmbia sejam trazidos como troféus, e que, com isso, irá conseguir recolher fundos para programas de conservação de espécies.

Donald Trump tenciona reverter uma decisão tomada por Barack Obama, em 2014. O governo anterior proibiu a entrada no país de troféus de caça de elefantes. A alteração nos esforços para impedir a importação de presas de elefante se aplica aos animais mortos entre janeiro e 2016 e dezembro de 2018.

“A caça esportiva legal e bem regulamentada, como parte de um programa de gestão, pode beneficiar determinadas espécies, proporcionando incentivos às comunidades locais para conservar essas espécies e colocando receitas tão necessárias de volta à conservação”, lê-se no comunicado.

A informação relativa à decisão dos EUA foi divulgada na página de um conhecido fórum sul-africano de caça, o Club International Foundation, que, juntamente com a National Rifle Association, batalhou para conseguir que a lei de Obama fosse anulada.

No final do primeiro semestre de 2018, as autoridades irão proceder a uma “avaliação da situação”, com o objetivo de decidir se a importação de troféus de caça continuará a ser permitida durante mais tempo.

O elefante africano está classificado como espécie ameaçada na Lei de Espécies Ameaçadas de Extinção dos Estados Unidos desde 1979.

O número de elefantes africanos diminuiu de cerca de 5 milhões, há um século, para cerca de 400 mil. A cada ano, desde 2010, as populações desta espécie diminuem 7% em média, com mais de 30 mil mortes por ano.

Segundo a EuroNews, o Centro para a Diversidade Biológica, com sede em Tucson, no estado do Arizona, diz que os EUA permitirem a importação de presas de elefantes mortos significa que “Trump concorda com a extinção de uma espécie ameaçada”.

Nas redes sociais, já são várias as pessoas inconformadas com o regresso dos troféus de caça. Inúmeros utilizadores apelam às transportadoras norte-americanas que não aceitem transportar troféus de caça para os Estados Unidos.

Além disso, estão sendo compartilhadas fotografias dos filhos do atual presidente dos EUA, Donald Jr. e Eric, junto a animais selvagens mortos durante uma expedição ao Zimbábue, em 2012.

Que boa razão teria Trump para reverter a proibição de Obama à importação de troféus de caça?”, perguntam os internautas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bolsonaro é autor de mais da metade dos ataques a jornalistas em 2019

Em todo o ano foram registrados 208 casos de ataques a veículos de comunicação e jornalistas, um aumento de 54%. Presidente foi responsável por 121 deles, afirma a entidade. O presidente Jair Bolsonaro, sozinho, é responsável …

Qual a idade em que somos mais infelizes, segundo a ciência

A chamada crise dos 40 deixou de ser um mito, pelo menos de acordo com uma ampla pesquisa realizada em 134 países pelo economista David Blanchflower, professor da universidade Dartmouth College, nos EUA, e ex-membro …

Trump fecha acordo e sinaliza fim da "guerra fiscal" com a China

Na última quarta-feira, os Estados Unidos e a China firmaram um acordo que pode ser o primeiro passo para o fim da chamada “guerra comercial” entre as potências. O pacto, que foi anunciado em dezembro do …

YouTube vincula anúncios em vídeos controversos sobre mudanças climáticas

Uma notícia deixou algumas empresas anunciantes do YouTube surpresas. Segundo estudo feito pela Avaaz, a plataforma de vídeos da Google tem vinculado anúncios de grandes companhias em vídeos que têm como propósito desinformar as pessoas …

Premiê renuncia após Putin propor reformas constitucionais

Líder russo propõe pacote de mudanças com as quais, segundo críticos, poderia permanecer no poder após fim do mandato. Premiê Medvedev renuncia com todo o gabinete para "abrir espaço" às reformas. O presidente da Rússia, Vladimir …

Musculação: detonando o grande mito da nutrição para ganhar massa muscular

Dietas com alto teor de carboidratos costumam ser recomendadas como parte de protocolos de exercícios para melhorar a recuperação e aumentar o desempenho. No entanto, pesquisas recentes tem mostrado que os carboidratos talvez não ajudem …

Austrália: aviões jogam alimentos para animais sobreviventes dos incêndios

Os incêndios que ardem por toda a Austrália desde setembro do ano passado vem atingindo e ameaçando a vida dos animais locais não só diretamente – mais de 500 milhões de animais já morreram por …

"Democracia em Vertigem", de Petra Costa, é indicado ao Oscar

A Academia de Artes e Ciências cinematográficas anunciou nesta segunda-feira (13) os indicados ao Oscar. “Democracia em Vertigem”, da brasileira Petra Costa, foi indicado ao prêmio de melhor documentário. "Dois Papas", o filme de Fernando Meirelles …

Arquivos sobre OVNIs poderiam 'danificar seriamente' segurança dos EUA, segundo Marinha americana

Marinha dos EUA considera que abertura de arquivos sobre OVNIs poderia causar sérios danos à Segurança Nacional, enquanto reconhece existência de OVNIs. Enquanto conspiracionistas acreditam que as Forças Armadas americanas utilizam tecnologia alienígena para o desenvolvimento …

Crise do 737 Max faz Boeing registrar perda de produção recorde

Pela primeira vez em décadas, a Boeing terminou o ano com pedidos negativos de produção de aviões comerciais. No final de 2019, a gigante aeroespacial registrou cancelamentos de 87 unidades, o que significa mais baixas …