Inteligência artificial já consegue “ler” palavras diretamente das ondas cerebrais

Os neurocientistas estão ensinando computadores a ler palavras diretamente das ondas cerebrais das pessoas.

Kelly Servick relatou esta semana três trabalhos publicados, no qual três equipes de pesquisadores demonstraram que poderiam decodificar a fala de gravações de neurônios.

Em cada estudo, os eletrodos colocados diretamente no cérebro registravam a atividade neural, enquanto os pacientes de cirurgia cerebral ouviam a fala ou liam palavras em voz alta. Então, os pesquisadores tentaram descobrir o que os pacientes estavam ouvindo ou dizendo. Em cada caso, os cientistas conseguiram converter a atividade elétrica do cérebro em arquivos de som.

O primeiro artigo descreve uma experiência na qual os cientistas faziam gravações da fala para pacientes com epilepsia que passavam por uma cirurgia do cérebro. As gravações neurais tiveram que ser muito detalhadas para serem interpretadas. Esse nível de detalhes está disponível apenas nas raras circunstâncias em que um cérebro é exposto ao ar e eletrodos são colocados diretamente nele, como em cirurgias cerebrais.

Enquanto os pacientes ouviam os arquivos de som, os cientistas registraram os neurônios disparando nas partes do cérebro dos pacientes que processam o som. Os pesquisadores tentaram vários métodos diferentes para transformar os dados em discurso e, quando tocaram os resultados através de um vocoder, que sintetiza vozes humanas, para um grupo de 11 ouvintes, os indivíduos interpretaram corretamente 75% das palavras.

O segundo artigo se baseou em gravações neurais de pessoas submetidas a cirurgia para remover tumores cerebrais. Quando os pacientes leram em voz alta palavras – monossílabos –, os pesquisadores registraram os sons que saíam das bocas dos participantes e os neurônios disparando nas regiões produtoras de fala dos cérebros.

Os cientistas ensinaram uma rede neural artificial a converter as gravações neurais em áudio, mostrando que os resultados eram pelo menos razoavelmente inteligíveis e semelhantes às gravações feitas pelos microfones.

O terceiro artigo contou com a gravação da parte do cérebro que converte palavras específicas que uma pessoa diz em movimentos musculares. Os pesquisadores relataram que reconstruíram frases inteiras e que as pessoas que ouviram as interpretaram corretamente 83% das vezes. O método da experiência dependia da identificação dos padrões envolvidos na produção de sílabas individuais, em vez de palavras inteiras.

O objetivo em todos esses estudos é, um dia, tornar possível que pessoas que perderam a capacidade de falar, possam falar através de uma interface do computador para o cérebro. No entanto, a ciência para isso ainda não existe.

Ainda assim, a ciência está avançando – e os dispositivos de fala artificial ligados diretamente ao cérebro parecem ser uma possibilidade real no futuro.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Facebook implementa software de IA capaz de detectar fotos e vídeos falsos

Os deepfakes são arquivos de mídia, incluindo fotos, vídeos e áudio, editados através de inteligência artificial (IA), que fornecem alto realismo e muitas vezes causam confusão após serem compartilhados nas redes sociais. Na quarta-feira (16), os …

China envia três astronautas para sua estação espacial

Grupo deverá ficar três meses no espaço e colocar em funcionamento o módulo central da estação espacial Tiangong. China não participa da ISS por decisão dos EUA. A primeira missão tripulada enviada pela China para a …

Putin “não quer Guerra Fria com EUA”, diz Biden após encontro com presidente russo

Os presidentes dos Estados Unidos, Joe Biden, e da Rússia, Vladimir Putin, participaram nesta quarta-feira (16) de uma esperada reunião bilateral. O encontro realizado em Genebra acontece em um contexto de forte tensão entre …

Variante lambda do coronavírus: o que se sabe sobre mutação que se espalha pela América do Sul e preocupa OMS

Os vírus usam técnicas diferentes para continuar infectando as pessoas. E o caso da covid-19 não é exceção. As versões atuais da doença estão se espalhando muito mais facilmente do que a original, que surgiu na …

Embaixadores da Rússia e dos EUA "regressam ao trabalho", diz Putin após cúpula com Biden

A Rússia e os EUA acordaram o regresso de seus embaixadores, informou Vladimir Putin. Vladimir Putin, presidente da Rússia, disse, após conversas com seu homólogo americano Joe Biden, que os embaixadores russo e norte-americano voltam …

Cientistas desvendam segredos genéticos dos menores mamíferos mergulhadores do mundo

Biólogos descobriram os segredos genéticos dos menores mamíferos mergulhadores do mundo: os musaranhos aquáticos. Usando amostras de DNA para construir uma árvore evolutiva, cientistas revelaram em um estudo recente que o comportamento destes mamíferos comedores de …

Pandemia, tufões e inundações agravaram crise alimentar na Coreia do Norte

O líder norte-coreano Kim Jong-Un admitiu que o país enfrenta uma "situação alimentar crítica", informou a mídia estatal nesta quarta-feira (16). A Coreia do Norte, cuja economia sofre com os reflexos de várias sanções …

Israel ataca Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários

Bombardeios israelenses miram alvos do Hamas, testando cessar-fogo acertado em maio após 11 dias de conflito com militantes palestinos. Marcha de nacionalistas judeus em Jerusalém elevou tensão. Israel bombardeou alvos do Hamas na Faixa de Gaza …

Volkswagen volta a paralisar produção no Brasil por falta de semicondutores

A escassez de semicondutores volta a assombrar as montadoras brasileiras e os efeitos colaterais começam a aparecer novamente. A Volkswagen, pela segunda vez em 2021, vai paralisar a fabricação de automóveis no Brasil, mas, desta vez, …

Bolsonaro sobre passaporte de vacinação: "Se for aprovado, eu veto"

Presidente não apoia a criação de um passaporte para saber quem foi vacinado ou teve teste negativo para COVID-19, pois assim, as pessoas teriam que ser vacinadas e isso "não tem cabimento", segundo Bolsonaro. Nesta terça-feira …