Investigação australiana recomenda fim do celibato na Igreja Católica

Nesta sexta-feira (15), uma investigação australiana sobre abuso sexual de crianças recomendou à Igreja Católica que acabe com a exigência de celibato ao clero.

A Comissão Real da Austrália, que corresponde à Procuradoria-Geral da República, divulgou nesta sexta-feira as conclusões finais da investigação sobre o escândalo de abuso sexual a menores que tem intrigado o país nos últimos cinco anos.

O relatório indicou que deve ser esclarecido até onde vai o segredo da confissão quando estão em causa provas de crime contra menores.

Sobre respostas institucionais ao abuso sexual de crianças, a comissão real australiana investiga, desde 2012, como a Igreja Católica e outras instituições no país responderam a estes crimes ao longo de mais de 90 anos.

Na investigação da comissão, a mais alta forma de inquérito no país, foram ouvidas mais de 8 mil vítimas de abuso sexual em instituições religiosas, entre os quais 62% eram católicos.

A comissão recomendou à Conferência Episcopal Australiana que peça ao Vaticano para considerar a introdução do celibato voluntário para o clero. Os investigadores apontam que, embora o celibato “não seja uma causa direta do abuso sexual de crianças, contribuiu para a ocorrência de abusos sexuais”, cita o jornal português Expresso.

“Milhares de crianças foram vítimas de abusos sexuais em muitas instituições australianas, nunca saberemos qual o verdadeiro número. Este não é um caso que envolve algumas maçãs podres. As mais importantes instituições da sociedade falharam seriamente”, destaca o relatório.

De acordo com o JN, as recomendações da comissão, num total de 409, incluem tornar crime a não denúncia de abusos infantis, e os sacerdotes não devem estar isentos de serem acusados.

Acrescenta-se às recomendações a criação de um sistema de treino de crianças em escolas e infantários para que aprendam a se proteger de abusadores, a criação de um gabinete nacional para a segurança infantil, dirigido por um ministro do governo e tornar obrigatório que todas as pessoas que trabalham com crianças denunciem abusos às autoridades.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …

Evangélicos fazem coro com Bolsonaro e negam riscos do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro gosta de copiar o seu ídolo americano, Donald Trump – da suposta inofensividade do coronavírus até os poderes de cura de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, passando pela teoria da conspiração …

'Estamos em guerra': França confiscou 1 milhão de máscaras destinadas à Espanha e Itália

Os dois países se envolveram em uma disputa diplomática depois que parte das máscaras com destino a outros países vindas da China foram retidas em cidades francesas. As autoridades francesas apreenderam milhões de máscaras que uma …

Sobrevivente da 2ª Guerra e Gripe Espanhola se cura do coronavírus ao 104 anos

Depois da Segunda Guerra Mundial e da pandemia de gripe espanhola, a nova inimiga do soldado aposentado William ‘Bill’ Lapschies, nascido em Salem em 1916, foi a Covid-19 – e ele venceu a batalha! Aos 104 …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

UE teme que política autoritária adotada na Hungria por causa do coronavírus tenha efeito dominó no bloco

Em nome da luta contra o novo coronavírus, a Hungria estabeleceu estado de emergência e concedeu poderes ilimitados ao governo de Viktor Orbán. A Europa condena o uso político da pandemia da Covid-19 e …

Grécia põe campo de refugiados em quarentena após infeção

Autoridades confirmam ao menos 20 infecções, todas sem sintomas. Exames foram feitos após uma mulher que deu à luz ter testado positivo para o novo coronavírus no hospital. A Grécia colocou em quarentena o campo de …