Italianos constroem barricadas contra chegada de imigrantes

Dezenas de moradores de Gorino e Goro, na costa adriática da Itália, se rebeleram contra imigrantes e construíram barricadas na noite de ontem (24) para impedir a passagem de um ônibus que levava refugiados, sendo 12 mulheres com seus oito filhos.

A chegada dos refugiados tinha sido autorizada pelo representante do estado em Ferrara, Michele Tortora, para ajudar a sanar a crise imigratória que atinge toda a Itália, um dos países considerados porta de entrada para a Europa.

Tortora já tinha tomado a decisão há tempos, mas somente na tarde de ontem os moradores da província de Ferrara, na região da Emilia-Romanha, foram notificados da chegada do ônibus de refugiados e se irritaram.

Um grupo de mais de 10 italianos começou a construir barricadas na estrada. O protesto se prolongou durante a noite e só foi acalmado após uma negociação com as autoridades municipais.

Ao todo, 12 refugiadas, uma delas grávidas, deveriam ser hospedadas com seus filhos em um hotel de Gorino, um povoado de 600 habitantes. Outros refugiados se juntariam ao grupo posteriormente. Todos são cidadãos originários da Nigéria, Nova Guiné e Costa do Marfim, e precisaram ser realocados e enviados para Comacchio, Fiscaglia e Ferrara.

Mesmo com o acordo, alguns moradores da província ainda estão descontentes. Os pescadores de Ferrara disseram que farão greve nos próximos dias e não enviarão seus filhos à escola. “Me envergonho muito do que aconteceu em Ferrara. Essas pessoas que impediram o acolhimento de crianças e mulheres também devem se envergonhar”, disse o chefe do departamento de imigração do Ministério do Interior da Itália, Mario Morcone.

Itália recebeu mais de 153 mil imigrantes este ano

O protesto em Gorino e Goro coincidiu com o anúncio do governo italiano de que mais de 153 mil imigrantes desembarcaram no país desde janeiro deste ano, superando em 10% a quantidade de pessoas que chegaram à Itália pelo Mar Mediterrâneo durante todo o ano de 2015.

Há anos, a Itália, por estar localizada no Mar Mediterrâneo e próxima da costa africana, recebe diariamente dezenas de embarcações com imigrantes ilegais e refugiados de guerras que tentam chegar à Europa para pedir ajuda. O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, defende a política de acolhimento e apoio aos imigrantes, mas também tenta convencer a União Europeia de compartilhar a responsabilidade, já que muitos imigrantes não querem viver na Itália, mas sim, se instalar em outro país do bloco.

O partido nacionalista Liga Norte, porém, é um dos principais críticos da política imigratória de Renzi e comemorou que os moradores de Gorino e Goro tenham reagido com barricadas. “Obrigado a todos que se manifestaram na noite de ontem, obrigado a quem lutou para que a democracia e o bom senso vencessem. Os moradores de Gorino são, para nós, os novos heróis da resistência contra a ditadura do acolhimento”, disse o secretário do partido e conselheiro para a Emilia-Romanha, Alan Fabbri.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Epidemia mundial: Pneumonia mata uma criança de menos de 5 anos a cada 39 segundos

O Dia Mundial da Pneumonia é comemorado em 12 de novembro. A data foi proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção da doença, …

Senadora se declara presidente da Bolívia

A parlamentar oposicionista e segunda vice-presidente do Senado Jeanine Áñez declarou-se presidente da Bolívia nesta terça-feira (12). Ela também afirmou que o país terá novas eleições após a formação de uma nova comissão eleitoral. "De acordo …

Bolsonaro anuncia saída do PSL

Em meio à crise por disputa de poder na legenda, presidente afirma que pretende criar novo partido. Cerca de 30 parlamentares aliados de Bolsonaro devem seguir exemplo e deixar o PSL. O presidente Jair Bolsonaro anunciou …

Israel mata comandante da Jihad Islâmica em ataque aéreo

Forças israelense bombardeiam casa de líder extremista na Faixa de Gaza. Militantes palestinos reagem disparando dezenas de mísseis contra Israel. Autoridades pedem que população fique em casa. Um importante comandante militar do grupo extremista palestino Jihad …

Cão aprende a falar usando máquina de escrever e já sabe 29 palavras

Stella tem 18 meses e, apesar de ser um cachorro, já sabe “falar” mais do que muitos humanos da sua idade. Através de uma máquina criada por sua tutora, o animal consegue se comunicar usando …

Saída de Lula da prisão pode ser “oportunidade” para Bolsonaro, diz especialista ao Le Monde

O jornal Le Monde deste domingo e segunda-feira, feriado em que a França comemora o Armistício da Primeira Guerra Mundial, traz uma reportagem de página inteira sobre a liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da …

Evo Morales deixa a Bolívia rumo ao México

O agora ex-presidente Evo Morales deixou a Bolívia na noite desta segunda-feira (11) e pegou um avião em direção ao México. Em comunicado via Twitter, Evo Morales disse que estava agradecido ao México por ter lhe …

Turquia repatria jihadistas estrangeiros do "Estado Islâmico"

A Turquia começou a repatriar nesta segunda-feira (11/11) jihadistas estrangeiros do grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) que foram capturados no norte da Síria. Um alemão, um dinamarquês e um americano foram os primeiros deportados por …

Fumar aumenta o risco de depressão e esquizofrenia?

De acordo com um novo estudo da Universidade de Bristol (Reino Unido), fumar pode aumentar o seu risco de desenvolver depressão ou esquizofrenia. Os pesquisadores queriam estudar a relação conhecida entre tabagismo e doenças mentais. Muitas …

Prisões não vão abrir as portas após decisão do STF, dizem especialistas

Segundo especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o momento da execução da pena não vai fazer com que as "portas dos presídios sejam abertas para criminosos perigosos". Na quinta-feira …