Johnson & Johnson é 2° laboratório a suspender testes de vacina contra Covid-19

USACE Europe District / Flickr

Os testes, que estão na terceira fase, foram suspensos temporariamente porque um dos voluntários participantes teve uma doença inexplicável, informou o laboratório americano nesta segunda-feira (12). Em setembro, o AstraZeneca, que desenvolve sua vacina com a Universidade de Oxford, também teve que interromper os ensaios clínicos pelo mesmo motivo.

“Interrompemos temporariamente a administração de novas doses em todos os nossos testes clínicos da vacina Covid-19, incluindo o ensaio ENSEMBLE de fase 3, devido a uma doença inexplicável em um participante do estudo“, afirmou a empresa em um comunicado.

A pausa significa que o sistema online para a inscrição de 60.000 voluntários foi fechado. O comitê independente de segurança dos pacientes, responsável pelo monitoramento dos testes, foi convocado para avaliar a situação.

A empresa disse que efeitos adversos sérios podem acontecer em qualquer ensaio clínico, especialmente em grande escala, e “são esperados”. A interrupção visa determinar se o efeito adverso foi provocado pela vacina que está sendo testada e se o estudo pode ser retomado.

Testes no Brasil

Para a fase 3 de desenvolvimento da vacina Ad26., a Johnson & Johnson começou a recrutar voluntários no final de setembro, com uma meta de inscrever até 60.000 participantes em mais de 200 locais nos Estados Unidos e em todo o mundo.

Os outros países onde o estudo é realizado são Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e África do Sul. No Brasil, o G1 informa, citando dados da Anvisa, que 7.000 pessoas participavam dos testes da vacina Ad26.COV2.S da empresa americana.

Johnson & Johnson era o décimo laboratório no mundo a chegar à terceira fase da vacina contra a Covid-19 e o quarto nos Estados Unidos. A empresa recebeu US$ 1,45 bilhão das verbas da operação “Warp Seep”, montada por Washington para produzir o produto rapidamente no país.

Dose única

A vacina da J&J é baseada em uma dose única de um adenovírus, responsável pelo resfriado, modificado para que possa se multiplicar e combinar com a parte que o coronavírus Sars-CoV-2 usa para penetrar na célula, a chamada “spike” (ou proteína de ponta).

A empresa americana utiliza a mesma técnica empregada no desenvolvimento de sua vacina contra o Ébola, cuja comercialização foi aprovada pela Comissão Europeia em julho passado.

Em setembro, os testes clínicos da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo grupo AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, considerada uma das mais promissoras, também foram interrompidos depois que um voluntário britânico teve uma doença inexplicável. O grupo pode retomar os ensaios clínicos no início de outubro no Japão e Reino Unido, mas não ainda nos Estados Unidos.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Senado oficializa criação da CPI da Pandemia

Presidente do Senado diz que foco deve estar nas ações e omissões do governo federal e no repasse de recursos da União para estados e municípios. STF julgará determinação do ministro Barroso que ordenou abertura …

Bernie Madoff, maior golpista da história, morre em prisão norte-americana, diz relato

Bernard Madoff, o ex-financista que realizou a maior fraude de investimento na história dos Estados Unidos, morreu aos 82 anos de idade, de acordo com relatos da mídia. Em 2009, o notório financista recebeu uma sentença …

Salvator Mundi, obra mais cara de Da Vinci avaliada em R$2,6 bi, é vista em iate de príncipe

A obra de arte mais cara do mundo é ‘Salvator Mundi’, atribuída a Leonardo da Vinci. Com valor estimado em mais de 400 milhões de dólares ou superior aos 2,6 bilhões de reais, seu paradeiro …

Variante indiana da Covid-19 se propaga mais rápido e é menos detectada por testes PCR

A Índia enfrenta a pior onda de contaminações da Covid-19 desde o início da pandemia, com mais de 165 mil casos registrados nas últimas 24 horas: duas vezes mais do que no último pico, em …

Tipo sanguíneo não afeta risco de contrair COVID-19, diz novo estudo

Um estudo buscou entender se determinados tipos sanguíneos trazem mais riscos de contrair a COVID-19, e concluiu que não é o caso. Com a pandemia, muito se questiona em relação ao comportamento da COVID-19 em nosso …

Buracos negros são famintos, mas possuem boas maneiras à 'mesa', aponta estudo

Todos os buracos negros supermassivos nos centros das galáxias possuem períodos nos quais devoram a matéria situada de seus arredores. De acordo com um estudo publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics, as galáxias ativas têm …

Pnad e Caged: No auge do desemprego, Brasil enfrenta falhas nas estatísticas do mercado de trabalho que confundem e desorientam

Num momento em que o país tem registrado números diários de mortes por covid-19 que ultrapassam 4 mil e diversos Estados e municípios reforçam medidas de distanciamento social, na tentativa de conter a propagação do …

Jovem negro de Minnesota morreu por “disparo acidental”, afirma polícia

Policial teria confundido arma de descarga elétrica com arma de fogo. Incidente em meio a julgamento da morte de George Floyd acirra tensões e agrava protestos. Mineápolis e outras cidades ampliam toque de recolher. A policial …

Bia, assistente de voz do Bradesco, vai responder mensagens de assédio

O Bradesco precisou tomar providências para proteger uma mulher de assédio. No caso, uma mulher que nem existe fisicamente. A mulher que dá voz ao sistema de inteligência artificial do aplicativo, a Bia (sigla para Bradesco …

Covid-19: Médicos pressionam governo francês para aumentar controles de pessoas vindas do Brasil

Especialistas acreditam que medidas do governo francês para frear entrada de variante P1 no país são insuficientes e pressionam para aumento de controles de passageiros provenientes do Brasil nos aeroportos ou pela suspensão dos …