Lesões cerebrais aumentam o fundamentalismo religioso

JMJ Rio 2013 / Flickr

-

Um novo estudo da Universidade Northwestern, nos EUA, descobriu que o dano em uma certa região do cérebro está ligado a um aumento no fundamentalismo religioso. Em particular, lesões no córtex pré-frontal dorsolateral reduziram a flexibilidade cognitiva dos indivíduos, ou seja, a capacidade de desafiar as crenças com base em novas evidências.

Os pesquisadores deixaram claro que não estão afirmando que pessoas religiosas em geral são mentalmente inflexíveis, ou que crenças religiosas são causadas por danos cerebrais.

Segundo eles, existem muitos processos cognitivos envolvidos na formação de crenças. No entanto, em algumas pessoas, o sistema de “revisão” dessas crenças pode ser suprimido devido a danos cerebrais.

Os pesquisadores, liderados por Jordan Grafman, utilizaram dados coletados sobre veteranos americanos da Guerra do Vietnã. Eles compararam os níveis de fundamentalismo religioso entre 119 veteranos que tiveram lesões cerebrais, e 30 veteranos que não tiveram lesões.

“A variação na natureza das crenças religiosas é governada por áreas cerebrais específicas nas partes anteriores do cérebro humano, e essas áreas estão entre as mais recentemente evoluídas”, disse Grafman.

Danos nessas regiões, em particular no córtex pré-frontal dorsolateral, podem determinar a abertura mental de uma pessoa. Tal abertura é necessária para apreciar a “diversidade do pensamento religioso”.

Em outros estudos, os cientistas já tinham descoberto uma função cognitiva do córtex pré-frontal em experiências espirituais.

Os pesquisadores definem o fundamentalismo como uma abordagem cognitiva que “encarna a adesão a um conjunto de firmes crenças religiosas defendendo verdades inatacáveis sobre a existência humana”.

Em seu artigo, eles escrevem que o apelo do fundamentalismo – ou seja, o motivo pelo qual algumas pessoas se envolvem com essa maneira tão rígida de pensar – está na promoção de um senso de “coerência e previsibilidade” dentro de um grupo religioso.

Os próprios cientistas reconhecem as limitações do estudo e pedem que mais pesquisas sejam feitas sobre o assunto. Grafman observa, por exemplo, que a amostra de indivíduos – formada apenas por homens adultos veteranos de guerra – certamente não é representativa de todos os grupos demográficos e culturais.

No entanto, o estudo contribui para um crescente corpo de conhecimento sobre como as experiências religiosas são formadas no cérebro.

“Precisamos entender como as crenças religiosas são distintas das crenças morais, legais, políticas e econômicas em suas representações no cérebro, a natureza da conversão de um sistema de crenças para outro, a diferença entre crença e agência e a natureza da profundidade de conhecimento que os indivíduos usam para acessar e relatar suas crenças”, acrescentou.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …