Lula lidera intenções de votos para 2018, mas Marina venceria segundo turno

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversa com a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversa com a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) aparece na frente em todas as simulações de primeiro turno divulgadas nesta segunda-feira pela pesquisa nacional do Datafolha para as eleições presidenciais de 2018. A ex-senadora Marina Silva (Rede), entretanto, é a candidata favorita do segundo turno.

Lula cresceu em comparação com as últimas pesquisas e permanece o favorito no primeiro turno. Mas num hipotético segundo turno com Marina, a ex-senadora conseguiria derrotar o ex-presidente.

O instituto entrevistou 2.828 pessoas com 16 anos ou mais de todo o Brasil.

Foram quatro cenários diferentes: um com o senador Aécio Neves (PSDB), outro com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), um terceiro com o ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB).

Já a quarta e última simulação conta com os três tucanos concorrendo, além do juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia e do empresário Roberto Justus.

No primeiro cenário, o ex-presidente tem 25% contra 15% de Marina. Aécio aparece com 11%, o deputado Jair Bolsonaro (PSC) com 9%.

Além deles, também constam na pesquisa Ciro Gomes (PDT) com 5%, o presidente Michel Temer (PMDB) com 4%, além de Luciano Genro (PSOL) e Ronaldo Caiado (DEM), ambos com 2% e Eduardo Jorge (PV), com 1%. Brancos e nulos somam 20% e não souberam, 6%.

No segundo, uma leve mudança: Lula tem 26%, Marina sobe pra 17%, enquanto Alckmin e Bolsonaro ficam com 8% e Ciro sobe para 6%. Os demais não apresentam mudanças.

O terceiro cenário, com Serra, apresenta Lula liderando com 25% contra 16% de Marina e 9% do chancelar tucano, empatado com Bolsonaro. Ciro continua com 6% e os demais não oscilaram.

No último cenário, com Moro, Justus e Cármen Lúcia, o ex-presidente ainda lidera, mas com 24%. Marina vem na segunda colocação, empatada com Sérgio Moro, com 11%. Aécio tem 7%, Bolsonaro 6% e Alckmin com 5%. Serra e Ciro tem 4%. Já Roberto Justus tem 2%, mesmo número de Michel Temer e Luciana Genro.

A ministra Cármen Lúcia tem apenas 1% das intenções, empatada com Eduardo Jorge e Caiado. Brancos e nulos somam 13% e não souberam, 5%.

Segundo turno tem Marina na frente

Já nas simulações de segundo turno, Marina Silva é favorita em todos os cenários em que participa. Contra o ex-presidente Lula, a ex-senadora venceria por 43% a 34%, com 20% brancos e nulos e apenas 3% sem opiniar.

Contra os tucanos, a diferença é ainda maior: Contra Aécio, Marina vence por 47% a 25%, com 24% de brancos e nulos e 4% sem escolher candidato. Contra Alckimin, a diferença sobe um ponto: 48% a 25%. Contra Serra a diferença é a menor: 47% a 27%, com 22% de brancos e nulos e 4% que não souberam dizer.

Sem Marina, Lula teria mais chances. O ex-presidente aparece liderando por pouco contra Aécio Neves, 38% a 34%, mesmo cenário contra Alckmin. Já contra José Serra, Lula teria 37% contra 35% do chanceler tucano. Os brancos e nulos oscilam de 24% a 25%. Os indecisos somam 3% ou 4%.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …

Evangélicos fazem coro com Bolsonaro e negam riscos do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro gosta de copiar o seu ídolo americano, Donald Trump – da suposta inofensividade do coronavírus até os poderes de cura de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, passando pela teoria da conspiração …