Os Maias usavam chocolate como moeda

Sidney Oliveira / Agência Pará

Para muitos, um bom chocolate é tão valioso como o ouro, mas, pelo visto, a civilização maia já sabia disso. E sim, para esse povo, o chocolate servia como moeda.

Uma nova pesquisa sobre a antiga civilização pré-colombiana revelou que os Maias utilizaram, durante séculos, o chocolate como unidade monetária, servindo como moeda por troca de serviços, objetos ou outras iguarias.

O estudo foi realizado pela arqueóloga norte-americana Joanne P. Baron, da Bard Early College Network, de Nova Jersey, nos EUA, e publicado em maio na revista Economic Anthropology, sendo baseado em imagens, murais, pinturas, esculturas e outras obras que retratavam a civilização maia durante o período de 250 a.C e 900 d.C.

De acordo com a Newsweek, essa civilização nunca utilizou moedas, mas já se sabia que trocava produtos como, por exemplo, tabaco, milho e têxteis e, segundo a pesquisadora, é nesse período que se começa a observar a “monetização precoce dos grãos de cacau e tecidos de algodão“.

“Acredito que esses produtos, originalmente valorizados por serem usados para exibir o estatuto social, assumiram funções monetárias dentro de um contexto de expansão de mercados entre os reinos maias rivais”, escreveu Baron no estudo.

As imagens mostram representações dessas mesmas “trocas”, em que se pode observar a oferta de chocolate como forma de pagamento, não só no comércio, mas até mesmo nos impostos pagos às autoridades da civilização.

Inicialmente, o chocolate era oferecido como troca, mas a partir do final do século VII tornou-se, de fato, uma espécie de moeda, isto é, um meio de pagamento. Os grãos secos de cacau funcionavam como moedas, aparecendo em cerca de 180 cenas retratadas em murais e cerâmicas do período entre 691 d.C e 900 d.C.

A confirmação dessa utilização, segundo Baron, apareceu em imagens nas quais os grãos aparecem em sacos com grandes quantidades, notando uma quantidade muito maior do que seria preciso para ser consumido nos palácios. Ou seja, havia outro propósito, nesse caso servia como moeda.

“Como resposta, os regimes políticos e seus súditos dedicaram mais trabalho e recursos à aquisição desses produtos”, escreve ainda a arqueóloga no estudo.

Em declarações à revista Science, David Freidel, antropólogo e especialista na civilização maia da Universidade de Washington, em St. Louis (Missouri), que não esteve envolvido na pesquisa, concorda que o estudo está na direção certa porque o chocolate “é uma iguaria muito prestigiada” e “era quase de certeza uma forma de pagamento”.

No entanto, o especialista não concorda com a teoria de Baron quando a pesquisadora diz que eventuais perturbações no fornecimento de cacau podem ter levado a um colapso econômico. “Meu palpite é que uma queda de uma única coisa não provocaria a queda do sistema”, explica.

Ciberia // Hypeness / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

O que acontece com as doses das vacinas AstraZeneca e Janssen que países europeus decidiram não usar?

Enquanto alguns países lutam para obter mais vacinas, outros se perguntam o que fazer com as doses que encomendaram, mas não usarão mais por causa de preocupações com sua segurança. Vários países restringiram o uso das …

Flávio Bolsonaro trabalha com nome favorito para indicação ao STF, diz jornal

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, é o nome preferido de Flávio Bolsonaro para ser o próximo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com a jornalista Bela Megale, do jornal …

Greta Thunberg doa 100 mil euros a consórcio de vacinas

A ativista do clima sueca Greta Thunberg anunciou nesta segunda-feira (19/04) que a fundação que leva seu nome doará 100 mil euros ao consórcio Covax Facility, um programa apoiado pelas Nações Unidas que visa um …

Nasa faz história com primeiro voo de helicóptero direto de Marte

A Agência Espacial dos EUA (NASA) conseguiu executar o primeiro vôo do helicóptero Ingenuity, um pequeno robôzinho voador que vai pairar pela atmosfera de Marte. A máquina conseguiu levantar aos ares do planeta vermelho nessa segunda-feira …

NASA lança telescópio para captar partículas da borda do Sistema Solar

Todo o Sistema Solar está à deriva em um aglomerado de nuvens, uma área limpa por antigas explosões de supernovas. Os astrônomos chamam essa região de Bolha Local. Uma nova missão da agência espacial norte-americana NASA …

Depressão pode ser diagnosticada com um simples exame de sangue

Um exame recém-desenvolvido que monitora biomarcadores sanguíneos ligados a distúrbios de humor poderia levar a novos métodos de diagnosticar e tratar a depressão e o transtorno bipolar, com um simples exame de sangue. Embora a depressão …

EUA aplicaram vacina contra covid-19 em mais da metade dos adultos

Governo americano afirma que quase 130 milhões de pessoas com mais de 18 anos receberam pelo menos uma dose do imunizante contra o coronavírus no país. Mais da metade de toda a população adulta dos Estados …

Covid: Variante acelera intubação de jovens e SP orienta procurar ajuda no 1º dia de sintomas

O avanço da variante P.1, descoberta em Manaus em janeiro, levou a cidade de São Paulo a mudar sua orientação para todos aqueles que forem infectados por coronavírus. Agora, eles devem procurar uma unidade de …

Nepal vê população de rinocerontes aumentar com queda de turismo por pandemia

O Nepal está vendo um crescimento em sua população de rinocerontes. O país abriga boa parte dos dos rinos com um chifre só e eles estão ameaçados de extinção. O país observou que, durante a pandemia …

"Estão matando Navalny na prisão", alertam amigos e médicos do opositor russo

Próximos do opositor russo Alexei Navalny estão extremamente preocupados com a degradação de seu estado de saúde. Doente e em greve de fome em uma colônia penitenciária perto de Moscou, amigos e médicos do …