Cientistas criam máquina que pode manipular nossos sonhos

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) criaram uma máquina que funciona como uma interface para a fase do sono em que ocorrem alucinações, permitindo que as pessoas controlem o conteúdo dos sonhos.

Dizem que Thomas Edison dormia suas sestas com bolas de aço na mão. Quando adormecia, sua mão relaxava e as bolas caíam, fazendo-o acordar. Dessa forma, o inventor se achava capaz de capturar as ideias geradas através dos sonhos.

Parece apenas a rotina bizarra de um “cientista maluco”, mas é uma técnica que os pesquisadores do MIT tentam recriar, embora com um pouco mais de rigor científico. O trabalho originou um dispositivo batizado de “Dormio”, que induz o período transitório entre o estado de vigília e o sono.

Essa fase, conhecida como hipnagogia, é uma “fragmentação natural da consciência”, na qual não estamos totalmente conscientes nem totalmente inconscientes. Esse período é difícil de definir: enquanto algumas pessoas podem manter conversas, outras experimentam alucinações visuais e auditivas. Muitos cientistas acreditam que é durante a hipnagogia que somos mais criativos.

Para desencadear esse estágio, a equipe de cientistas liderada por Adam Horowitz criou uma máquina que manipula literalmente o conteúdo dos sonhos.

“A hipnagogia é caracterizada pela imprevisibilidade fenomenológica, percepção distorcida do espaço e do tempo, perda do sentido do eu e associação espontânea de ideias fluidas”, afirmam os cientistas no site do MIT Media Lab. “Usando o Dormio, fomos capazes de influenciar, extrair informações e estender os micro-sonhos hipnagógicos pela primeira vez”.

Porém, é importante destacar que esses micro-sonhos são diferentes dos sonhos lúcidos que ocorrem no estágio REM (Rapid Eye Movement) do sono. Ao contrário desses, em que o participante está ativo, a pessoa com um sonho hipnagógico é passiva – embora isso não signifique que não possa controlar a direção do sonho, mesmo que precise de uma ajuda.

Durante os testes, os participantes usaram uma luva com uma tecnologia de medição muito sensível para determinar esse estado transicional através de bio-sinais como, por exemplo, a frequência cardíaca ou o tônus muscular.

(dr) MIT Media Lab

A luva do sistema Dormio que permite induzir o estado de hipnagogia

Quando o utilizador estava prestes a deixar a hipnagogia e a fazer a transição para o sono profundo, um robô ao lado da cama foi acionado para emitir uma mensagem e empurrá-lo de volta ao estado de sonho. Quando os participantes estavam suspensos nesse estado hipnagógico, o áudio perguntava no que pensavam.

“Descobrimos que todos os indivíduos sonhavam sobre os temas escolhidos pelos pesquisadores antes do sono e que o uso ativo da hipnagogia, com o Dormio, pode aumentar a criatividade humana medida pela flexibilidade, fluência, elaboração e originalidade do pensamento”, concluíram.

Parece assustador, mas os cientistas esperam tornar essa tecnologia barata e acessível, permitindo que todos possam aumentar a criatividade explorando o estado hipnagógico.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …