Marcelo Odebrecht e executivos fecham a maior série de delações do Brasil

Agência Brasil

Marcelo Odebrecht

Marcelo Odebrecht

Marcelo Odebrecht e outros 50 executivos da maior empreiteira do país fecharam acordo com os investigadores e procuradores da Operação Lava Jato e deve delatar propinas e negociações ilegais com vários políticos.

Após oito meses de negociações, essa terça-feira (25) amanhece como o marco da conclusão da maior série de delações premiadas do Brasil.

Pelo menos 130 deputados e 20 governadores e ex-governadores foram citados por Odebrecht e pelos executivos da empreiteira. Entre os nomes de destaque, estão também o presidente Michel Temer, os ministros José Serra e Geddel Vieira Lima, bem como os ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega e o deputado cassado Eduardo Cunha.

Para fontes com acesso à investigação citadas pelo Globo, as acusações atingem “de forma democrática” líderes de todos os grandes partidos que se encontram no Governo ou na oposição.

No caixa dois da Odebrecht não havia distinção partidária ou ideológica, diz essa fonte. A regra era exercer o pragmatismo na guerra pelos melhores contratos com a administração pública.

“Não vai ser o fim do mundo, mas são informações suficientes para colocar o sistema político em xeque”, resume um dos envolvidos nas negociações entre investigados, advogados e força-tarefa.

O alto número de delatores criou problemas estruturais na operação, uma vez que foram destacados 10 investigadores para conduzir, pelo menos, 50 delações de executivos e funcionários da maior empreiteira do país – um número ainda não confirmado indica a existência de 68 delatores.

Os delatores serão alinhados conforme participação nos esquemas de corrupção e relevância na hierarquia das propinas. Os interrogatórios devem ser feitos em São Paulo, Brasília, Salvador e Curitiba, onde Marcelo Odebrecht está preso.

Os depoimentos devem ser feitos entre este fim de ano e o início de 2017, para então a Operação Lava Jato chegar à sua fase mais impactante, quando nomes relevantes de diversas camadas do governo devem surgir. As delações podem ainda trazer dados de propinas e esquemas anteriores ao primeiro mandato do ex-presidente Lula.

A tarefa é considerada longa e árdua. Pelos padrões da Lava-Jato, um delator nunca presta menos que dez longos depoimentos. Alguns são chamados para prestar esclarecimentos mais de 50 vezes. Ou seja, não se sabe ainda quantos depoimentos cada investigador terá que conduzir.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudo prevê 300 mil mortes por covid até fim do ano nos EUA

Pesquisadores da Universidade de Washington pintam cenário sombrio caso restrições não sejam respeitadas. Enquanto primeiros epicentros registram queda, outros estados americanos divulgam taxas de infecções recordes. A epidemia de covid-19 deve matar aproximadamente 300 mil americanos …

Coronavírus: Exportações devem cair mais de 20% na América Latina, diz ONU

As exportações da América Latina e do Caribe podem cair mais de 20% em 2020 devido às consequências da pandemia do coronavírus, que também terá um impacto negativo nas importações, disse uma agência da …

O que é nitrato de amônio, que pode provocar explosões como a de Beirute?

A recente tragédia no país árabe trouxe de novo à tona preocupações sobre o armazenamento do perigoso material, tornando necessário saber como esses incidentes ocorrem para os prevenir. A explosão de nitrato de amônio em Beirute, …

Astrônomos descobrem nuvens gigantes "escondidas" em Vênus há 35 anos

Uma equipe de astrônomos encontrou nuvens venenosas, com gotas de ácido sulfúrico em sua formação, em meio à densa atmosfera de Vênus. Curiosamente, essas nuvens já estavam presente na atmosfera venusiana há pelo menos 35 anos, …

Japão lembra 75 anos de bomba de Hiroshima e pede união contra armas nucleares

Esta quinta-feira (6) marca o 75º aniversário do primeiro ataque com bomba atômica do mundo. Cerca de 140 mil pessoas morreram no bombardeio à cidade japonesa, realizado pelo Estados Unidos no fim da Segunda Guerra …

Donald Trump determina bloqueio do TikTok e WeChat nos EUA em 45 dias

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump assinou na noite de ontem (6) uma ordem executiva determinando o fim de relações com as empresas responsáveis pelos apps TikTok e WeChat no país norte-americano. Em comunicado emitido …

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …

Macron visita Beirute devastada e cobra reformas no Líbano

Presidente francês visita local da explosão e ouve apelos por mudanças por parte da população, para quem o desastre é consequência de anos de corrupção, caos público e má gestão. O presidente da França, Emmanuel Macron, …

Após ser engolido, besouro consegue escapar do intestino dos sapos

Uma pesquisa mostrou que o besouro aquático Regimbartia attenuata tem a capacidade de sobreviver ser engolido por um sapo. Todos já ingerimos coisas que parecem querer sair correndo de dentro de nós, mas deve ser muito …