Mark Zuckerberg admite que poderia ter sido demitido do Facebook em 2006

O vazamento de diversos áudios relativos a uma reunião do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, com funcionários da companhia, revelaram para o mundo alguns comentários que o bilionário preferiria manter em sigilo, e mostram como o mandatário da rede social enxerga seu próprio negócio.

Um desses momentos é quando Zuckerberg, questionado sobre como encontrar o difícil equilíbrio entre as responsabilidades financeiras e sociais que o Facebook precisa manter, admite que, se não tivesse o controle final sobre qualquer votação na empresa, ele já teria sido demitido do cargo de CEO faz tempo.

Um desses casos lembrados foi quando, em 2006, a Yahoo fez uma oferta para a aquisição da empresa. Na época, os acionistas votaram pela venda, que foi vetada por Zuckerberg, que apostava que a empresa tinha muito mais a ganhar se continuasse crescendo por conta própria.

Hoje, é muito fácil perceber como o CEO estava certo, mas se na época ele não tivesse mantido o controle da companhia concentrado em suas mãos, certamente seria demitido pelos acionistas, que venderiam a rede social para o Yahoo.

Outro trecho onde é possível entender mais sobre o pensamento do CEO do Facebook é quando ele é perguntado sobre o porquê de ter anunciado a Libra com tanta antecedência – a existência da criptomoeda do Facebook foi revelada em junho, e desde então governos do mundo todo têm votado novas regulações para impedir que a empresa, que já controla boa parte da internet, também domine o mercado de transações com moedas virtuais.

Zuckerberg revelou que essa decisão faz parte de uma mudança de abordagem do Facebook, que pretende tomar uma posição mais consultiva nas próximas grandes decisões da empresa, permitindo que se faça uma discussão pública sobre o assunto ao invés de simplesmente anunciar a novidade ao mesmo tempo que lança o produto – algo que a empresa vinha fazendo até então.

Isso mostra como o CEO tem noção da importância que o Facebook possui hoje fora do mundo das redes sociais, e sobre como uma mudança grande dessas pode afetar não apenas a empresa, mas o mundo como um todo.

Também é possível perceber que Zuckerberg tem uma noção exata de como a empresa possui uma imagem pública negativa, e que tem até evitado entrar em alguns mercados para que essa “má fama” não faça com que as pessoas enxerguem uma decisão da empresa de modo negativo.

Isso fica claro no trecho em que o CEO é perguntado sobre a compra da CTRL-Labs, uma empresa de bioengenharia de Nova York que tem desenvolvido interfaces de comunicação que permitiriam o ser humano operar um computador apenas pensando no que ele deseja fazer com a máquina.

Ainda que Zuckerberg se mostre bastante empolgado com as possibilidades que este tipo de interface podem significar para a empresa – principalmente nos desenvolvimentos dela no setor de realidade virtual – ele deixa claro que todos os tipos de interface testadas pelo Facebook serão não-invasivas, e que a empresa não irá trabalhar com nenhum tipo de implante que exija uma cirurgia ou que necessite ser inserido dentro do corpo humano para funcionar.

Essa decisão foi tomada por Zuckerberg não porque ele abomina esse tipo de procedimento, mas porque sabe como a imprensa “cairia matando” se algum dia ele tentasse fazer algo do tipo. Ele afirma que a pressão do Congresso ao anunciar sua própria criptomoeda já foi enorme, e não gostaria nem de imaginar o que teria que suportar caso algum dia anunciasse que o Facebook começaria a implantar chips nos cérebros das pessoas.

Ainda que diversas das declarações reveladas pelas gravações tenham sua dose de crueldade (como, por exemplo, achar que os funcionários que trabalham na moderação de conteúdo “exageram” nas reclamações, quando há estudos extensos mostrando que a tarefa é uma das que mais causam sequelas mentais nos trabalhadores), os áudios mostram uma faceta do empresário bilionário que normalmente não é mostrada ao público — e por isso mesmo se tornam tão interessantes.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …

Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil

Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em …

Por que a imunidade de rebanho está longe de ser realidade

Embora costume ser apresentada como simples cálculo matemático, alcançar a imunidade de rebanho não é tarefa fácil. Ela não só depende da infecciosidade das variantes, como da adoção de medidas sanitárias pela população. Apesar das campanhas …

Uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro

O consumo de maconha pode ser prejudicial ao cérebro humano durante a adolescência, de acordo com estudo publicado na última quarta-feira (16). Segundo a pesquisa, realizada em regiões da Europa, o uso recreativo da planta pode …

EUA terão feriado para comemorar fim da escravidão

Data já celebrada na maioria dos estados vai se tornar feriado federal. O "Juneteenth" lembra dia em que os últimos escravos negros foram libertados no país, em 1865. Após aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos na …

5 perguntas sobre os denisovanos, 'parentes' extintos dos humanos modernos que viveram na Terra há 50 mil anos

Desde que os primeiros vestígios dos denisovanos foram descobertos em 2008, os cientistas não descansaram tentando obter mais informações sobre eles. A tarefa, no entanto, não tem sido fácil, porque até agora só foram encontrados pequenos …