Merkel sinaliza a Johnson possível renegociação de acordo do Brexit

Moritz Hager / World Economic Forum

Angela Merkel, chanceler alemã

Em Berlim, premiê britânico tenta procurar aliados para conseguir concessões em acordo negociado com União Europeia. Apesar de aberta ao diálogo, chanceler federal alemã diz que UE está preparada para qualquer cenário.

Em sua primeira visita oficial à Alemanha, o novo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, voltou a afirmar nesta quarta-feira (21/08) estar confiante que poderá renegociar o acordo do Brexit com a União Europeia (UE), porém, manteve sua exigência da retirada do backstop, negociado anteriormente entre as partes.

“Quero deixar absolutamente claro para nossos amigos alemães e para o governo alemão que o Reino Unido deseja um acordo. Precisamos, porém, que o backstop seja removido. Se pudermos fazer isso tenho absoluta certeza que podemos avançar juntos”, disse Johnson numa coletiva de imprensa ao lado da chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel.

O backstop foi um mecanismo estabelecido pela UE para evitar uma nova imposição de uma “fronteira dura” entre a Irlanda, membro da UE, e a Irlanda do Norte, parte do Reino Unido, visando manter uma fronteira aberta caso Londres e Bruxelas não cheguem a um acordo comercial pós-Brexit. A medida implicaria na manutenção de uma relação estreita entre Londres e o bloco europeu, por um prazo indefinido. Dublin afirma que esse sistema é essencial para manter a paz na ilha.

Na coletiva, o premiê britânico ressaltou que não pode aceitar o atual, que segundo ele, além de dividir o Reino Unido, ainda prenderia Londres a “acordos regulatórios e comerciais da UE, sem ter voz sobre esses assuntos”.

Merkel sinalizou estar aberta a debater a questão e disse que uma possível solução para o impasse sobre o mecanismo pode ser encontrada nos próximos 30 dias. “Vamos ouvir as propostas do governo britânico. Nosso objetivo é garantir a integridade do mercado único”, ressaltou, acrescentando que não é ela que lidera as negociações com o Reino Unido, e sim os 27 membros do bloco e a Comissão Europeia.

A chanceler reiterou ainda seu pedido para o Reino Unido não deixe a União Europeia sem um acordo e defendeu que o divórcio seja desenhado para manter a boa relação já existente entre Bruxelas e Londres. Merkel destacou, porém, que o bloco está preparado para um Brexit sem acordo.

Em Berlim, sob os gritos de “não ao Brexit”, Johnson foi recebido por manifestantes que protestavam pela permanência do Reino Unido na União Europeia.

Johnson está tentando convencer Merkel e ao presidente francês, Emmanuel Macron, por quem será recebido na quinta-feira, a renegociar parte do acordo do Brexit. Os líderes europeus já descartaram uma renegociação e também não pretendem voltar atrás do backstop e argumentam que o mecanismo já foi aceito pelo governo do Reino Unido.

O impasse sobre o backstop impossibilitou a aprovação do acordo pelo Parlamento britânico e levou a queda da antecessora de Johnson, Theresa May. Com ou sem acordo, o primeiro-ministro prometeu que o Brexit deve ocorrer na data prevista, 31 de outubro.

Deutsche Welle //

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Petição que substituir estátua de Cristóvão Colombo por uma do músico Prince

O histórico processo de revisão das estátuas, nomes de rua e outras homenagens a personagens ligados ao racismo ou outros massacres étnicos prevê a retirada de tais homenagens, mas não somente: figuras efetivamente merecedoras dos …

EUA podem proibir aplicativos chineses, incluindo TikTok, diz secretário de Estado

Mike Pompeo já acolheu uma medida semelhante da Índia, que emitiu uma ordem provisória bloqueando o TikTok e outros 58 aplicativos ligados à China em meio ao primeiro choque fronteiriço mortal em décadas. O secretário de …

Brasil tem mais de 65 mil mortes por covid-19

O Brasil superou a marca de 65 mil mortos por covid-19 nesta segunda-feira (06/07), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde. Foram 620 óbitos registrados nas últimas …

Homem cria uma "cadeira de rodas" off-road para que sua esposa possa ir a lugares que ela nunca imaginou

Quem precisa de uma cadeira de rodas para se locomover sabe que não é nada fácil percorrer certos terrenos. Viagens a lugares nevados, trilhas tropicais, montanhas… Tudo isso parece impossível. Mas não deveria ser. Aliás, …

Samsung pode ser beneficiada por tensão entre China e Índia

Enquanto os exércitos da China e da Índia se estranham na fronteira entre os dois países, quem pode sair ganhando com a rivalidade é uma empresa sul-coreana. A Samsung deve ser a principal beneficiada com o …

Com epidemia de Covid-19 controlada, Cuba inicia retomada do turismo internacional

Enquanto o coronavírus segue se propagando pelo continente americano, Cuba garante que a epidemia está controlada no país e reabre algumas praias ao turismo internacional. No total, país registrou pouco mais de 2.300 contaminações …

Pesquisadores encontram novos dados sobre época de Genghis Khan

Grande parte da vida de Genghis Khan permanece ainda um mistério, mas um novo estudo de pesquisadores da Austrália e Mongólia fornece novos dados sobre sua época. Genghis Khan, que teria vivido entre 1162 e 1227, …

Índia vê casos explodirem e vira um dos epicentros da pandemia

Com quase 700 mil casos de covid-19, a Índia ultrapassou a Rússia e se tornou nesta segunda-feira (07/07) o terceiro país mais atingido pela pandemia de covid-19 em todo o mundo. O Ministério da Saúde indiano …

Filho interrompe ao vivo de repórter para pedir biscoitos

Em mais uma das patacoadas do home-office, a jornalista Deborah Haynes da Sky News acabou sendo interrompida por seu filho, que fez um pedido bastante singelo para a mãe: ele queria alguns biscoitos. O vídeo foi …

Encontrados metais em crateras da Lua que podem dar pistas sobre sua formação

A hipótese mais aceita sobre a formação da Lua diz que ela surgiu após a colisão entre a Terra e um planeta do tamanho de Marte, chamado Theia. O suposto evento é chamado de “hipótese …