Misterioso monumento de 1500 anos é descoberto no Cazaquistão

(dr) Evgeniï Bogdanov

-

Arqueólogos descobriram um gigantesco monumento de pedra perto do Mar Cáspio, com área equivalente a 200 campos de futebol.

A novidade foi publicada na revista Ancient Civilizations from Scythia to Siberia.

As estruturas são feitas “de placas de pedras inseridas verticalmente no chão”, segundo descrição dos pesquisadores. Cada uma das pedras tem um tamanho diferente, sendo que algumas medem apenas quatro metros, enquanto outras metem 34m por 24m. Os pesquisadores ainda não sabem por que elas são tão variadas.

Quem está estudando a região são os pesquisadores Andrey Astafiev, da Reserva Histórica e Cultural Magistaus do Cazaquistão, e Evgenii Bogdanov, da Academia Russa de Estudos.

Tudo começou em 2010, quando um homem conhecido como F. Akhmadulin explorava a região com um detector de metais e notou algo estranho: pedaços de prata perto de uma enorme placa de pedra na região de Altÿnkazgan.

Não é incomum que arqueólogos façam uma grande descoberta ao seguir dicas de amadores, então os pesquisadores logo se interessaram pelas informações do homem.

A descoberta que mais animou os pesquisadores foi uma sela de prata com decoração em alto-relevo, com imagens de javalis, veados e animais que parecem ser leões.

“Infelizmente, a situação socioeconômica da região não é uma em que é fácil se envolver em pesquisas arqueológicas, e foi apenas em 2014 que os autores deste artigo conseguiram escavar certas partes deste local”, escreveram os autores.

Quando as escavações começaram em 2014, os arqueólogos tralharam na estrutura de pedra onde Akhmadulin encontrou a sela. Eles localizaram mais partes de selas e outros artefatos, incluindo dois objetos de bronze que são pedaços de um chicote.

(dr) Evgeniï Bogdanov

-

Quem era o dono da sela?

Certas características da construção e detalhes das pedras de Altÿnkazgan nos permite dizer que elas foram deixadas ali por tribos nômades. O design das decorações da sela indica que ela foi feita quando o Império Romano estava se despedaçando e um grupo chamado Hunos estavam viajando pela Ásia e Europa.

O dono da sela provavelmente era alguém de poder e riqueza consideráveis. Os símbolos chamados “tamgas” encontrados acima das cabeças dos predadores podem ser uma indicação do status privilegiado do dono da sela, assim como uma ligação com o clã do qual ele fazia parte, explicam os pesquisadores.

Ainda não ficou claro por que as selas foram colocadas na estrutura de pedra, mas é possível que isso tenha acontecido por conta de algum ritual, como em um enterro. Restos de um esqueleto foram encontrados abaixo da estrutura, mas ele é muito mais recente do que a sela.

As pesquisas continuam para responder a essa e outras perguntas, e a dupla de pesquisadores pretendem publicar um novo artigo em 2017.

Espero que um dia haja um filme sobre as escavações arqueológicas de Mangÿshlak, sobre civilizações antigas e habitantes modernos”, diz Bogdanov ao Live Science.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …

Físicos afirmam que o universo é um computador de aprendizado de máquina

Físicos teóricos que trabalham com a Microsoft lançaram um artigo na sexta-feira afirmando que o universo é essencialmente um computador de aprendizagem de máquina (machine learning, em inglês). Os pesquisadores, vários afiliados à Microsoft, pré-publicaram um …

Mundo ainda tem países sem uma única dose de vacina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 600 milhões de doses de vacina contra a covid-19 já foram aplicadas em todo o mundo. Mas a discrepância entre países é alta: enquanto, …

Covid: site calcula quando você será vacinado. Resultados não animam

Um grupo de voluntários chamado CoronavirusBra desenvolveu uma plataforma para calcular quando você será vacinado contra a covid-19. O ‘Quando vou ser vacinado?’ utiliza dados públicos como a média de imunizados com o número de pessoas …

Rússia inicia desenvolvimento de mais uma vacina contra COVID-19

Sendo o primeiro país a registrar uma vacina contra a COVID-19, a Rússia anunciou o início do desenvolvimento de mais uma vacina contra o coronavírus. A criação do novo medicamento estará a cargo do Instituto Smorodintsev …

Especialista chinês: ascensão da China faz EUA entrarem em pânico e ficarem nervosos

O desenvolvimento econômico e a ascensão do país asiático fazem os EUA ficarem nervosos e entrarem em pânico, mas este medo se origina em seus preconceitos, disse em entrevista à Sputnik um especialista chinês. Li Junru, …

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …