Seca na Irlanda revela magicamente monumento de 5 mil anos

(dr) Anthony Murphy / Mythical Archaeology

Depois de uma seca brutal, sinais misteriosos de um monumento de 5.000 anos de idade apareceram magicamente em uma plantação irlandesa.

O monumento foi revelado por imagens feitas no último 10 de julho com um drone acima da paisagem arqueológica de Brú na Bóinne, um Patrimônio Mundial da Unesco localizado a cerca de 48 quilômetros ao norte de Dublin.

Brú na Bóinne é o maior e mais importante conjunto de arte megalítica pré-histórica da Europa. O local possuía funções sociais, econômicas, religiosas e funerárias milênios atrás. Existem três “cemitérios” conhecidos como Knowth, Newgrange e Dowth na área, cercados por cerca de 40 túmulos.

A descoberta foi feita por Anthony Murphy, escritor e fotógrafo. Ele suspeitava que as recentes condições secas pudessem revelar evidências de um “henge” na plantação, uma espécie de recinto construído milhares de anos atrás que servia como um local de reunião.

De fato, as fotografias aéreas mostraram uma série de descolorações na terra, causadas por diferenças no solo, espalhando-se por cerca de 150 metros de largura em um padrão circular.

As características do solo que formam o monumento – de acordo com arqueólogos, o povo neolítico provavelmente o construiu com grandes estacas de madeira – retêm a umidade melhor do que o restante do local.

A madeira teria apodrecido ao longo do tempo, mas o solo manteria as diferenças, permitindo-lhe lidar melhor com as condições de seca. Nestes pontos, a cultura cresce mais rápido e mais saudável.

Michael MacDonagh, arqueólogo do Serviço Nacional de Monumentos da Irlanda, disse que o achado é único e acrescentará muito ao nosso conhecimento desta área, que já é considerada de grande importância histórica. Embora evidências de outros henges tenham sido encontradas nas proximidades, ainda sabemos pouco sobre eles.

Segundo Stephen Davis, professor de arqueologia da University College Dublin, não há uma escavação significativa nesta região desde a década de 1970, deixando os pesquisadores incapazes de datar com precisão os henges.

Se os cientistas olhassem debaixo do solo, provavelmente encontrariam carvão, ferramentas de pedra e osso, entre outras coisas. Dito isso, é improvável que o local recém-identificado seja escavado, uma vez que faz parte de uma propriedade privada.

MacDonagh disse que o Serviço Nacional de Monumentos continuaria a pesquisar o campo, em consulta com o proprietário, que não foi identificado publicamente.

A onda de calor revelou outros segredos na região também, incluindo assentamentos britânicos há muito perdidos e fazendas e fortes romanos com mais de 1.500 anos de idade.

A última vez que uma seca dessa magnitude atingiu a área foi em 1976, mas as características, que só podem ser vistas pelo ar, provavelmente não foram identificadas porque a tecnologia que permite sobrevoos frequentes hoje ainda era muito onerosa na época.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

NASA não consegue “despertar” Opportunity, a sonda adormecida em Marte

Os especialistas da NASA não conseguiram reestabelecer ligação com a sonda marciana Opportunity, embora o volume de pó na atmosfera de Marte já tenha reduzido a níveis muito próximos dos normais, revelou a agência norte-americana. “Neste …

Centenas de argentinos fazem renúncia coletiva ao catolicismo

Quase duas semanas depois da rejeição da legalização do aborto pelo Senado argentino, centenas de cidadãos participaram de uma apostasia coletiva no último fim de semana em Buenos Aires. O objetivo dos manifestantes era não apenas …

Cientistas identificam destino fatal da perdida 8ª Maravilha do Mundo

Os Terraços Rosa e Branco da Nova Zelândia, conhecidos como a 8ª Maravilha do Mundo, desaparecerem misteriosamente há mais de 130 anos. Agora, um grupo de cientistas acredita ter descoberto o que levou ao fatídico …

Revelada identidade das múmias do enorme sarcófago preto do Egito

No início de julho, um enorme sarcófago negro foi descoberto em Alexandria, no Egito. O misterioso túmulo foi aberto dias depois e os especialistas identificaram no interior três múmias danificadas pela água que tinha se …

2 mil anos depois, a rede de estradas romanas ainda gera riquezas

“Todos os caminhos levam a Roma”. Todo mundo já ouviu dizer e a ciência já nos mostrou que o ditado popular é realmente verdade. Um novo estudo mostra agora que a riqueza gerada pelas estradas …

Com apenas 3 anos, Ophelia tem um QI superior ao de Einstein

Ophelia Morgan-Dew tem apenas 3 anos, vive na cidade de Herefordshire, no Reino Unido, e pode ser o mais novo gênio do mundo. A menina fez o teste para medir o QI e os resultados …

Ex-diretor da CIA admite recorrer à Justiça contra Donald Trump

O ex-diretor da CIA John Brennan admitiu neste domingo (19) recorrer à Justiça, depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter cancelado seu acesso a informação confidencial e à Casa Branca. “Se esse é …

Roraima volta a pedir ao STF limite de entrada de venezuelanos

O governo de Roraima voltou a pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão temporária de entrada de imigrantes em território brasileiro para tentar conter o perigo de conflitos e o “eventual derramamento de sangue …

Aumento do Judiciário compromete orçamento de 13 Estados

Metade dos 26 estados ligou o alerta orçamentário: o aumento que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) concederam a si mesmos – ainda depende de aprovação no Senado – pode inviabilizar a folha de …

Universidade de São Paulo abre inscrições para curso gratuito sobre Harry Potter

O universo de Harry Potter continua conquistando gerações. Desde o lançamento do primeiro romance em 1997 (A Pedra Filosofal), foram mais de 450 milhões de cópias vendidas, traduções para 73 idiomas e o surgimento de …