Governo do Catar se desculpa por exames ginecológicos forçados feitos em aeroporto

O Catar fez nesta quarta-feira (28) um mea culpa pelos exames ginecológicos forçados a que foram submetidas várias mulheres no aeroporto de Doha. Os testes foram realizados com o objetivo de encontrar a mãe de um recém-nascido abandonado.

“Embora o objetivo desses exames, decididos às pressas, fosse evitar a fuga dos autores de um crime horrível, o Estado do Catar lamenta o sofrimento ou a violação das liberdades individuais que essa ação possa ter causado às viajantes”, indica um comunicado publicado em um site do governo.

Em 2 de outubro, agentes do aeroporto de Doha obrigaram passageiras a desembarcar de um voo com destino a Sydney, na Austrália. Elas foram forçadas a passar por exames ginecológicos para determinar se alguma delas havia dado à luz recentemente, após a descoberta de um recém-nascido abandonado em um dos banheiros. Posteriormente, autoridades australianas afirmaram que houve mais voos visados.

O primeiro-ministro do Catar, Khaled bin Khalifa Al-Thani, afirmou em comunicado que será realizada uma investigação “completa e transparente”. Ele destacou que o país se compromete “a garantir a segurança e o conforto de todos os passageiros que transitam” pelo seu território.

O incidente provocou uma disputa diplomática com a Austrália, que protesta contra o tratamento dispensado a suas cidadãs. Nesta quarta-feira, foi confirmado que o número de aviões afetados era maior do que se acreditava inicialmente. A ministra australiana das Relações Exteriores, Marise Payne, disse no Parlamento que mulheres que estavam a bordo de 10 aviões foram submetidas a exames ginecológicos forçados, uma situação que descreveu como “muito preocupante e grosseira”.

“Ficamos sabendo ontem, por meio da missão diplomática australiana em Doha”, afirmou Payne. Ela explicou que 18 mulheres foram obrigadas a realizar exames, incluindo 13 australianas e outras cidadãs estrangeiras. De acordo com informações obtidas pela AFP, uma francesa está entre as vítimas.

Golpe na reputação

Funcionários de alto escalão da Austrália afirmaram que o governo está em contato com outros países para expressar, em conjunto, a preocupação com os abusos. Mas se negaram a informar quais, para respeitar a privacidade das vítimas.

Payne disse que não conversou com o seu colega catari e explicou que deseja ler o relatório sobre o incidente, previsto para ser divulgado esta semana.

O escândalo pode representar um duro golpe nos esforços do país do Golfo para melhorar sua imagem antes da Copa do Mundo de 2022. O Catar, um pequeno país muito rico em gás, adquiriu prestígio internacional com investimentos nos meios de comunicação, esportes e cultura. O emirado será o primeiro país árabe a receber o Mundial da Fifa.

Com sua frota ultramoderna e serviços de luxo, a companhia aérea nacional, Qatar Airways, é uma das mais prestigiosas do mundo e sua reputação também pode ser afetada pelo incidente. A Austrália é um mercado muito importante para a Qatar Airways. Antes da pandemia de Covid-19, a empresa voava para seis cidades do país.

No pior momento da crise, a companhia repatriou australianos quando as concorrentes interromperam os voos.

“Tentativa de assassinato”

Em seu comunicado, o governo do Catar afirma que o “recém-nascido, coberto com um saco plástico, foi encontrado escondido atrás de uma lata de lixo” e denuncia o que “parece uma tentativa de assassinato“.

O texto cita uma “busca imediata pelos pais, inclusive a bordo de voos próximos do local em que foi encontrado o recém-nascido”, uma menina. A decisão de realizar exames ginecológicos forçados é justificada no comunicado pela “vontade de impedir a fuga dos autores do crime horrível”.

No Catar, oficialmente, as relações sexuais e os partos fora do casamento são punidos com penas de prisão. A monarquia conservadora muçulmana tenta silenciar as críticas sobre as violações dos direitos e das liberdades.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Esqueletos descobertos podem revelar a história do mais rico pirata da historia, morto há 300 anos

No início do século XVIII, quem mandava nos mares sem lei do Caribe, da América Central e da América do Norte era o grande pirata inglês Samuel Bellamy, imortalizado pelo apelido de “Black Sam”. Um dos …

Biden isola príncipe saudita, provável alvo de relatório da CIA sobre morte de jornalista

O presidente americano, Joe Biden, falou pela primeira vez por telefone nesta quinta-feira (25) com o rei Salman, da Arábia Saudita, na iminência da publicação de um aguardado relatório de inteligência sobre o assassinato …

O estudo que vacinará uma cidade inteira com a Coronavac

Serrana (SP), com 45 mil habitantes, se torna um dos laboratórios mundiais para analisar o coronavírus. Instituto Butantan quer avaliar impacto da imunização em massa na transmissão da covid-19. Wuhan é a cidade onde a pandemia …

Investigação revela terras protegidas da Amazônia à venda no Facebook

Pessoas que invadem e desmatam ilegalmente trechos da Floresta Amazônica estão anunciando as áreas no Facebook em busca de compradores. Uma investigação da BBC encontrou na plataforma dezenas de anúncios em que vendedores negociam pedaços da …

Primeiro ataque militar da era Biden mata pelo menos 17 no leste da Síria

Os Estados Unidos atacaram, nesta quinta-feira (25), infraestruturas utilizadas pelas milícias pro-iranianas no nordeste da Síria, deixando 17 mortos. Esta é a primeira operação militar organizada pelo governo de Joe Biden. A ação é …

Tiranossauros jovens impediram o desenvolvimento de espécies menores, diz estudo

A pesquisa demonstrou que grandes dinossauros, como o T-rex, que cresceram de um pequeno tamanho até se tornarem criaturas enormes, modificaram seus ecossistemas ao competirem com espécies rivais menores. Um estudo publicado nesta sexta-feira (26), no …

UE quer passaporte para vacinados até meio do ano

A União Europeia quer estabelecer um sistema de passaportes para vacinados contra covid-19 ainda antes de suas férias de verão, no meio do ano. O setor turístico é fundamental para várias economias do bloco, sobretudo …

Facebook encerra contas do exército birmanês devido ao recurso à violência

A rede Facebook anunciou hoje em comunicado ter encerrado as contas vinculadas à junta militar birmanesa devido ao uso da "violência mortífera" contra os manifestantes que têm protestado contra o golpe militar perpetrado no …

Malcolm X: carta indica plano do FBI e polícia de NY para assassinar líder negro

Morto em 1965, aos 39 anos, em Nova York, o ativista negro norte-americano Malcolm X não teve, até hoje, o assassinato totalmente esclarecido. Contudo, o surgimento recente de uma carta aponta para uma possível conspiração entre …

NVIDIA e Stefanini anunciam que desenvolverão Inteligência Artificial no Brasil

A Nvidia Enterprise e a Woopi, empresa do Grupo Stefanini focada em Inteligência Artificial (IA) anunciaram nesta quarta-feira (24) uma parceria para desenvolver soluções de IA e processamento de linguagem natural. E o primeiro projeto …