Morte de jovem palestina assassinada pela família após postar vídeo com namorado causa protestos pelo mundo

A morte de uma jovem palestina de 21 anos está levando a um clamor internacional por justiça. A maquiadora Israa Ghrayeb, de Belém, na Cisjordânia, morreu na quinta-feira, 29 de agosto, vítima do que parece ser um “crime de honra” cometido por seu próprio irmão, Ihab, por ordem do pai.

De acordo com informações da mídia palestina, Ihab, que também tem nacionalidade canadense, teria espancado e torturado Israa na casa da família, em Belém, a pedido do pai de ambos. O motivo: a irmã postou um vídeo na internet do lado de um rapaz com o qual planejava se casar. Para o pai e o irmão, a demonstração pública de afeto antes do casamento causou “desonra” à família.

Num primeiro momento, Israa se feriu na coluna ao cair da janela do segundo andar da casa da família ao tentar fugir da violência do irmão. Parentes, no entanto, alegam que ela pulou da janela por estar “possuída pelo demônio”.

No hospital, Israa postou em sua conta do Instagram que não poderia trabalhar pelos próximos dois meses porque passaria por uma cirurgia na medula espinhal: “Que Deus julgue aqueles que me oprimiram e me feriram”, escreveu a jovem.

De acordo com a mídia local, a jovem foi novamente atacada no hospital pelo irmão. Imagens do ataque – com Israa gritando e apelando por sua vida – foram postadas em mídias sociais. Ela teria falecido em casa depois do ataque, mas os detalhes sobre o incidente ainda não foram esclarecidos. A família afirma que ela sofreu um ataque cardíaco.

A ONG palestina de direitos humanos Adalah declarou que se trata de um “crime de honra”.

O caso se tornou viral na internet. Usando a hashtag #WeAreAllIsraa, internautas – incluindo alguns conhecidos do público – passaram a postar mensagens de condenação e pedidos de justiça. “Crimes de honra são assassinatos premeditados e desonrosos”, tuitou a ativista política palestina Hanan Ashrawi.

Também houve manifestações na Cisjordânia. A maior aconteceu na Praça da Manjedoura, em frente da famosa Igreja da Natividade, em Belém. Centenas de mulheres pediram justiça contra crimes desse tipo. “Precisamos de leis que protejam mulheres”, gritavam as manifestantes.

Entre as famílias mais conservadoras no Oriente Médio, os “crimes de honra” não são incomuns. Mulheres acusadas de desonrar a família ao não seguirem leis estritas de comportamento são vítimas de violência cometida por seus próprios parentes. Em muitos casos, os assassinos, quase sempre parentes da vítima, não são punidos, porque a legislação permite que as famílias os perdoem.

// RFI BR

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …