Mulher autoriza desligamento de aparelhos de pessoa errada (e processa hospital)

Uma mulher de Nova York que cuidou por vários dias de seu irmão e que, após a confirmação da sua morte cerebral, ordenou que fosse desligado dos aparelhos que o mantinha vivo processou o hospital após descobrir que o homem em questão não era seu irmão.

O processo foi apresentado contra o hospital público Sainy Barnabas na Suprema Corte do Bronx por Shirell Powell, cujo irmão Frederick Williams, de 40 anos, tinha sido paciente de tal centro de saúde.

De acordo com o processo, Powell, que alega ter sofrido danos emocionais pela negligência do hospital, recebeu uma ligação de um médico do centro sanitário em 15 de julho de 2018 para informar-lhe que seu irmão tinha sido internado em estado inconsciente.

O processo, apresentado no último dia 15 de janeiro, destaca que o homem internado no hospital, e que tinha documentos de identidade, entre eles o do seu seguro social, era Freddy Clarence Williams.

Esse Frederick Williams e Freddy Clarence Williams são pessoas diferentes“, afirma o documento do processo. Além disso, indica que a litigante compareceu no dia 15 de julho de 2018 ao hospital, onde foi informada pelo mesmo médico que lhe ligou que seriam realizados alguns exames em Williams, que não tem um segundo nome.

“Estava entubado e estava um pouco inchado, mas se parecia muito com meu irmão“, disse a mulher ao jornal “New York Post”.”Ele não podia falar quando lhe levaram ao hospital. Simplesmente assumiram que se tratava do meu irmão”, afirmou a mulher ao jornal nova-iorquino.

Powell, de 48 anos e residente do distrito do Brooklyn, também alegou à corte que dois dias mais tarde foi informada que Frederick Williams, seu irmão mais novo, tinha sofrido severo dano cerebral como resultado de uma overdose de narcóticos e que seria transferido ao asilo do mesmo hospital.

“Foi realmente doloroso”, declarou a litigante, que também disse ao jornal que uma das duas filhas do seu irmão, de 17 anos, viajou para Nova York antes que fosse desligado dos aparelhos que lhe mantinham vivo.

A litigante permaneceu ao lado de quem acreditava ser o seu irmão de 17 de julho, quando foi levado ao centro hospitalar, até o dia 29 daquele mês, quando autorizou o desligamento dos aparelhos.

Powell pediu então que fosse realizada uma autópsia. De acordo com o processo, o hospital identificou o morto como Frederick Williams. No entanto, no dia 16 de agosto, o médico legista o identificou como Freddy Clarence Williams.

Como resultado da confusão, a litigante autorizou a interrupção do tratamento médico de uma pessoa que não era o seu irmão, segundo argumento ao tribunal em uma ação que não especifica o valor da indenização econômica reivindicada.

Powell soube depois que seu irmão estava na prisão municipal de Riker desde 1º de julho do 2018 e, alguns meses depois, presenciou uma audiência de Frederick na Suprema Corte de Manhattan. “Vi meu irmão e não podia acreditar“, lembrou a mulher, que também teve a chance de conversar com seu irmão mais novo.

Por um lado, disse que agradece por estar vivo, mas, pelo outro, lamenta por ter “matado alguém que foi um pai ou um irmão”. Nesse sentido, Alexander Crime, EUA, HospitaisDudelson, advogado de Powell, se comunicou com o hospital em uma tentativa infrutífera de obter mais informação sobre Freddy Clarence Williams.

A própria Powell pediu informação ao escritório do legista sobre a família de Freddy para enviar-lhe condolências, mas teve seu pedido negado com base na lei de privacidade.

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …