Estudar música ou falar mais de um idioma torna o cérebro mais eficiente

Uma equipe de cientistas do Centro de Cuidados Geriátricos de Baycrest, no Canadá, realizou uma pesquisa e concluiu que músicos bilíngues têm um cérebro mais eficiente, utilizando menos recursos cerebrais na realização de tarefas.

A experiência provou que essas pessoas apresentam menos atividade cerebral e ativam diferentes recursos do que aqueles que não estudam música e não aprendem, pelo menos, mais um idioma além do materno.

Segundo a revista portuguesa Visão, a pesquisa contou com o contributo de 41 participantes, com idades entre 19 e 35 anos que se encaixam em uma das três possíveis situações: falavam inglês, mas não sabiam música; eram músicos e só falavam inglês; eram bilíngues e não tocavam nenhum instrumento.

Durante a experiência, foi pedido que eles identificassem sons, que eram ambientes ou de instrumentos, e solicitadas as direções dos sons que ouviam. Ao mesmo tempo, os cientistas recolheram imagens de seus cérebros.

Os participantes que eram músicos foram mais rápidos em se lembrar do tipo de som, enquanto os bilíngues e os que falavam apenas uma língua ficaram no mesmo nível. Já no que diz respeito à localização de sons, os bilíngues e os músicos triunfaram.

Claude Alain, um dos autores do estudo, adianta que “as pessoas que falam duas línguas podem demorar mais tempo para processar os sons, já que as informações são executadas através de duas bibliotecas de idiomas, em vez de uma”.

“Durante a tarefa, os cérebros dos bilíngues se mostraram mais ativos em áreas que são conhecidas pela compreensão da fala, apoiando a teoria”, acrescenta a pesquisadora.

Os cientistas já tinham identificado uma melhor memória operacional nos músicos e bilíngues, isto é, uma maior capacidade de se lembrar de coisas mais facilmente, como um número de telefone.

“As descobertas mostram que músicos e bilíngues não se esforçam tanto para realizar a mesma tarefa, o que também pode protegê-los contra o declínio cognitivo e retardar o início da demência”, conclui Alain.

A especialista refere ainda que os resultados mostraram também que as experiências de uma pessoa, tanto aprendendo a tocar um instrumento ou outro idioma, podem “moldar o funcionamento do cérebro e quais redes ele usa”.

Ciberia // ZAP / ScienceDaily

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …

Asteroide que dizimou os dinossauros teria atingido a Terra em "ângulo letal"

A teoria mais aceita é a de que os dinossauros foram extintos após um asteroide atingir a Terra de maneira catastrófica há 66 milhões de anos, causando danos sem precedentes em todo o planeta. Agora, segundo …

Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia. Nem …

Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão. Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas …

Coreia do Sul registra aumento de casos de coronavírus e teme nova onda da epidemia

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira (28) o maior aumento de novas contaminações por coronavírus em quase dois meses, devido a um surto de casos em um armazém de uma empresa de comércio …

Desigualdade eleva letalidade da covid na favela, diz estudo

Quase todos os dias, com ou sem pandemia, a diarista Joceliane Gomes Santos de Freitas, 29 anos, sai de casa às 7h em Barra do Ceará, comunidade de Fortaleza onde mora com o marido e …

Descoberta galáxia raríssima em forma de "anel de fogo" a 10 bilhões de anos-luz

Astrônomos capturaram uma imagem de uma galáxia localizada a cerca de 10,8 bilhões de anos-luz de distância. Mas o que realmente impressionou os pesquisadores é que se trata de um tipo muito raro: uma galáxia …