Na véspera dos Jogos de Inverno no Sul, Coreia do Norte exibe arsenal militar em desfile

KRT

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, comandou nesta quinta-feira (8) o desfile militar com o qual a Coreia do Norte celebrou o 70º aniversário da fundação do seu exército, um dia antes da abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno na Coreia do Sul.

Junto com sua esposa, Ri Sol-ju, Kim presenciou da bancada da Casa de Estudos do Povo de Pyongyang o gigantesco desfile na praça Kim Il-sung da capital, segundo mostraram imagens gravadas pela emissora estatal de televisão KCTV.

Ao contrário de outras ocasiões e eventos similares, a mídia internacional não teve acesso ao desfile e a KCTV não o transmitiu ao vivo.

O governo de Seul informou horas antes que o desfile começou por volta de 10h30 (horário local, 0h de Brasília), mas o regime esperou até o primeiro jornal da tarde para divulgar as primeiras imagens do evento, que acontece em um dos momentos de maior distensão entre as duas Coreias.

O líder norte-coreano, que não mencionou os Jogos Olímpicos nem o desenvolvimento nuclear durante o seu discurso, disse que o exército do seu país deve manter “um alto grau de preparação”, devido às tensões na península coreana.

“Se o primeiro desfile celebrado nesta praça há 70 anos refletiu a solenidade de um novo país, o de hoje mostrará ao mundo a força militar da República Popular Democrática da Coreia (nome oficial da Coreia do Norte)”, assegurou Kim.

No evento, que aconteceu sob uma temperatura de 10 graus negativos, o regime exibiu todo o seu arsenal de potentes mísseis, incluindo seu último modelo de projétil intercontinental, o Hwasong-15.

A Coreia do Norte anunciou no mês passado que comemoraria seu dia do exército hoje – véspera do início dos Jogos de Inverno de PyeongChang – causando um mal-estar em Seul pelo temor que o desfile pudesse ofuscar os acordos alcançados para que Pyongyang participasse do evento esportivo.

Através dos históricos pactos, ambos países decidiram a participação de uma ampla delegação de atletas e autoridades norte-coreanas, que incluirá a irmã do líder Kim Jong-un, e também desfilar lado a lado na cerimônia de abertura sob a chamada “bandeira unificada”.

Estes acordos aconteceram depois que Seul e Washington adiaram seus exercícios militares anuais – os quais Pyongyang vê como um ensaio para invadir seu território – com o objetivo de que não coincidissem com os Jogos de Inverno e evitar assim novos testes de armas norte-coreanas.

O último desfile militar celebrado na Coreia do Norte foi no dia 15 de abril do ano passado, por conta do 105º aniversário do nascimento de Kim Il-sung, que é seu feriado nacional.

Na ocasião, através de centenas de meios de comunicação internacionais, o regime de Kim Jong-un exibiu armas e novos mísseis, alarmando a comunidade internacional.

Ciberia // EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …

Físicos afirmam que o universo é um computador de aprendizado de máquina

Físicos teóricos que trabalham com a Microsoft lançaram um artigo na sexta-feira afirmando que o universo é essencialmente um computador de aprendizagem de máquina (machine learning, em inglês). Os pesquisadores, vários afiliados à Microsoft, pré-publicaram um …

Mundo ainda tem países sem uma única dose de vacina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 600 milhões de doses de vacina contra a covid-19 já foram aplicadas em todo o mundo. Mas a discrepância entre países é alta: enquanto, …

Covid: site calcula quando você será vacinado. Resultados não animam

Um grupo de voluntários chamado CoronavirusBra desenvolveu uma plataforma para calcular quando você será vacinado contra a covid-19. O ‘Quando vou ser vacinado?’ utiliza dados públicos como a média de imunizados com o número de pessoas …

Rússia inicia desenvolvimento de mais uma vacina contra COVID-19

Sendo o primeiro país a registrar uma vacina contra a COVID-19, a Rússia anunciou o início do desenvolvimento de mais uma vacina contra o coronavírus. A criação do novo medicamento estará a cargo do Instituto Smorodintsev …

Especialista chinês: ascensão da China faz EUA entrarem em pânico e ficarem nervosos

O desenvolvimento econômico e a ascensão do país asiático fazem os EUA ficarem nervosos e entrarem em pânico, mas este medo se origina em seus preconceitos, disse em entrevista à Sputnik um especialista chinês. Li Junru, …

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …