Cientistas britânicos não conseguem provar que veneno usado contra ex-espião teria origem russa

Tribunal Militar de Moscou / TASS

Sergei Skripal, antigo espião russo recrutado pelos serviços secretos britânicos

Embora cientistas de um laboratório britânico tenham identificado a substância como sendo Novichok, não foi possível determinar sua origem.

Os cientistas britânicos do Laboratório de Ciência e Tecnologia para a Defesa de Porton Down, em Salisbury, no sul da Inglaterra, não foram capazes de determinar a origem do agente nervoso Novichok, usado para envenenar Sergei e Yulia Skripal.

De acordo com o Expresso, Gary Aitkenhead, diretor do laboratório, afirmou que a substância precisa de métodos extremamente sofisticados para ser criada, “o que só pode ser conseguido dentro das capacidades do setor estatal“. A substância foi oficialmente classificada como Novichok, um dos mais potentes agentes químicos conhecidos.

No entanto, não foi possível ainda identificar a origem do veneno. “Não conseguimos identificar a origem específica, mas enviamos ao governo todas as informações científicas, que o governo já cruzou com suas outras fontes”, disse.

Embora seja uma “não descoberta”, representa uma grande vitória para os russos, que sempre negaram estar por trás do ataque contra o ex-espião. O caso Skripal e as suspeitas do envolvimento russo no envenenamento, estão na origem de uma vaga de expulsões de diplomatas em vários países.

Até o momento, foram expulsos mais de 120 diplomatas russos, alguns suspeitos de serem de fato espiões, de mais de 20 países ocidentais.

Aitkenhead não garantiu se o seu laboratório tem desenvolvido ou armazenado a substância, mas garantiu que a acusação dos russos de que o químico Novichok tenha tido origem dentro da própria unidade de Porton Down “não faz sentido” porque “não há forma alguma de que qualquer químico tenha saído dessas quatro paredes”.

O envenenamento aconteceu no dia 4 de março, na cidade de Salisbury. O ex-espião continua em estado crítico, mas a filha se recuperou na semana passada e está consciente, segundo as autoridades.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …

Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil

Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em …

Por que a imunidade de rebanho está longe de ser realidade

Embora costume ser apresentada como simples cálculo matemático, alcançar a imunidade de rebanho não é tarefa fácil. Ela não só depende da infecciosidade das variantes, como da adoção de medidas sanitárias pela população. Apesar das campanhas …

Uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro

O consumo de maconha pode ser prejudicial ao cérebro humano durante a adolescência, de acordo com estudo publicado na última quarta-feira (16). Segundo a pesquisa, realizada em regiões da Europa, o uso recreativo da planta pode …

EUA terão feriado para comemorar fim da escravidão

Data já celebrada na maioria dos estados vai se tornar feriado federal. O "Juneteenth" lembra dia em que os últimos escravos negros foram libertados no país, em 1865. Após aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos na …

5 perguntas sobre os denisovanos, 'parentes' extintos dos humanos modernos que viveram na Terra há 50 mil anos

Desde que os primeiros vestígios dos denisovanos foram descobertos em 2008, os cientistas não descansaram tentando obter mais informações sobre eles. A tarefa, no entanto, não tem sido fácil, porque até agora só foram encontrados pequenos …

Calheiros anuncia nome das 14 pessoas que passaram de testemunhas a investigados na CPI da Covid

Segundo senador, é preciso mudar o "patamar" da investigação pois já há provas e indícios concretos contra as pessoas inseridas na lista, que agora será encaminhada ao presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM). Nesta sexta-feira (18), …

Turistas “madrugam” para visitar Disneyland Paris, que reabre após oito meses por causa da pandemia

Depois de oito meses de portas fechadas, o parque Disneyland Paris reabriu para o público nesta quinta-feira (17). A atração, um dos principais destinos turísticos da Europa, volta a funcionar, mas mantém medidas sanitárias …

Cientistas desvendam mistério de 'apagamento' de estrela gigante Betelgeuse

Astrônomos dizem que solucionaram o mistério sobre por que uma das mais conhecidas estrelas que iluminava o céu à noite começou a perder o brilho há cerca de um ano. Betelgeuse, uma supergigante vermelha da …

Portugal isola Lisboa para conter disseminação de variante

Em meio a alta de casos e difusão da variante delta do coronavírus, detectada inicialmente na Índia, governo português restringe circulação para dentro e para fora da região metropolitana da capital no fim de semana. Em …