NASA e ESA se preparam para ir ao espaço desviar um asteroide

A Agência Espacial Norte Americana NASA, e a europeia ESA estão preparando uma missão ao espaço para testar tecnologias que permitam desviar um asteroide em rota de colisão com a Terra – e impedir o fim do Mundo, ou algo parecido.

Recentemente, um grupo de cientistas se reuniu para tentar descobrir o que aconteceria caso um grande asteroide atingisse em cheio o nosso planeta.

Diante disso, a ESA e a NASA estão se programando para que em 2020 enviem uma missão ao espaço, a fim de testar tecnologias que poderiam desviar um objeto grande o suficiente para destruir a Terra.

A junta euroamericana de cientistas ainda está nos estágios iniciais deste plano de defesa, e dentro de algumas semanas a ESA decidirá se vai ou não continuar na missão.

E é justamente devido a problemas como este e à complexidade dos trabalhos que os estudiosos escreveram uma carta aberta, pedindo apoio financeiro para continuar com o planejamento.

A missão, apelidada de AIDA – Avaliação de Impacto e Deflexão de Asteroides, será dividida em duas: do lado da Europa, está a avaliação do impacto e suas consequências. Já os americanos ficam com o teste de redirecionamento do objeto.

Ambas consistem em enviar sondas espaciais ao sistema binário de asteroides Didymos, cujos corpos devem passar a Terra em 2022.

Assim, os cientistas terão a oportunidade de testar várias técnicas de redirecionamento de curso dos objetos, sem depender apenas de simulações. Mas os astrônomos estão cientes da enorme complexidade do projeto.

Eles não conseguirão caracterizar a superfície dos asteroides devido ao seu tamanho, e a sonda terá de lidar com situações de gravidade extremamente baixa, com velocidades lentíssimas.

Mesmo assim, a esperança é fazer a diferença e conseguir realizar os testes, para que, no futuro, possamos defender nosso planeta de uma catástrofe cósmica.

https://www.youtube.com/watch?v=iPmLNRcJ7bM

EUA estão preparados para queda de asteroide

As autoridades norte-americanas realizaram recentemente treinamentos para o caso da colisão de um asteroide com a Terra.

Os exercícios foram organizados pela NASA e Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA), com participação de laboratórios nacionais, centros públicos de ciência e tecnologia pertencentes ao Departamento da Energia dos EUA e do Pentágono, representado pela Força Aérea.

Os exercícios visaram analisar a prontidão das várias estruturas para atuar em conjunto durante uma emergência. Além disso, foram treinadas ações para prevenir o pânico entre a população e proteger as pessoas das consequências da catástrofe.

Segundo o cenário, um asteroide de 100×250 metros cairia na Terra em 20 de setembro de 2020. O local da queda seria o sul da Califórnia.

O chefe da Direção de Ciência da NASA, Tomas Zurbuchen, afirmou que existe uma ameaça real de catástrofe. Contudo, neste momento a humanidade já pode se preparar e suavizar suas consequências.

Anteriormente a NASA informou que tinha criado um sistema de alerta precoce para um eventual “ataque de asteroides” que pode detectar qualquer asteroide 5 dias antes de ele se aproximar da Terra.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sangue humano é encontrado em máscara funerária de civilização antiga do Peru

Um grupo de pesquisadores do Projeto Arqueológico Sicán, no Peru, descobriu vestígios de sangue humano e proteína de ovo de ave em uma máscara funerária de ouro de mil anos. O objeto pertence à civilização Lambayeque, …

Ebrahim Raisi

Irã anuncia retomada de negociações sobre acordo nuclear

Conversas sobre salvação do pacto assinado em 2015 estão paralisadas desde a eleição do novo presidente iraniano, o ultraconservador Ebrahim Raisi, gerando preocupação internacional. O Irã anunciou nesta quarta-feira (27/10) que vai retomar até o final …

Polônia é multada em € 1 milhão por dia por desobedecer decisão judicial da UE

A Polônia foi condenada nesta quarta-feira (27) a pagar para a Comissão Europeia, órgão Executivo do bloco, uma multa diária de € 1 milhão por não ter encerrado as atividades da câmara disciplinar da …

Startup ajuda pequenas empresas a monitorarem vacinação dos funcionários

A startup brasileira White Tents lançou uma versão em formato freemium — isto é, gratuita mas com alguns recursos pagos — de sua plataforma digital para pequenas empresas que queiram monitorar a vacinação de até …

Argentina vacinará brasileiros na região de fronteira e turistas estrangeiros menores de 18 anos

O governo argentino anunciou uma nova flexibilização para a entrada de estrangeiros no país, a vacinação de turistas menores de 18 anos e de cidadãos de países vizinhos que atravessarem a fronteira por via …

CPI da Pandemia conclui trabalhos e pede o indiciamento de Bolsonaro

Senadores aprovam relatório sobre atuação do governo na crise do coronavírus que propõe punição de 78 pessoas e duas empresas, após seis meses de depoimentos, coleta de provas e repercussão na mídia. A CPI da Pandemia …

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …