Quando faltarem 5 dias para o apocalipse, a NASA advertirá

Don Davis / NASA

Um choque de asteróides terá contribuído para a extinção dos dinossauros e poderá fazer o mesmo à espécie humana.

A colisão de um asteroide gigante com a Terra poderá ser catastrófico, mas o planeta corre muito mais perigo devido a asteroides muito mais pequenos – e muito mais numerosos.

Astrônomos e programadores da NATO criaram um sistema de alerta precoce para um eventual ‘ataque asteroidal’, que pode, com quase 100% de garantia, detectar qualquer asteroide 5 dias antes de ele se aproximar da Terra, diz o Universe Today.

Ao longo das últimas décadas, cientistas de todo o mundo têm vigiado ativamente os asteroides próximos da Terra e conduzido uma espécie de censo cósmico, na tentativa de entender a que ponto eles são perigosos para a humanidade.

No espaço próximo à Terra há tantos asteroides que os astrônomos tiveram de criar uma tabela especial para avaliar a hipótese de eles atingirem a Terra.

Apesar do grande número de asteroides descobertos nos últimos anos com a ajuda de telescópios terrestres e do observatório WISE (Explorador Infravermelho de Campo Amplo), muitos asteroides grandes e inúmeros objetos espaciais menores (do tamanho mais ou menos igual ao do meteorito que caiu em Chelyabinsk em fevereiro de 2013), há muitos outros que ainda não foram descobertos.

Segundo diz o relatório publicado pela NASA em 2011, até hoje se conhecem apenas cinco mil asteroides com diâmetro aproximado de uma centena de metros, enquanto se estima que o número total de asteroides seja de dezenas de milhares.

O número de corpos objetos menores dentro do cinturão principal de asteroides pode ser ainda maior e chegar a um milhão.

É por esta razão que a NASA, a Roscosmos e outras agências espaciais estão trabalhando ativamente para desenvolver sistemas de detecção de asteroides antes de eles atingirem a terra e refletindo sobre a criação de infraestruturas de “defesa espacial”.

O primeiro produto desse tipo foi o sistema Scout, desenvolvido na NASA e testado com sucesso em novembro do ano corrente.

Ao usar o telescópio automático PAN-STARRS, ele conseguiu detectar o asteroide 2016 UR36 cinco dias antes do seu encontro com o nosso planeta, calcular o seu diâmetro (entre 5 e 25 metros) e determinar a distância entre ele e a Terra.

Segundo o Universe Today, o prazo de 5 dias pode parecer bem curtinho e insuficiente mesmo para enviar uma missão encabeçada por Bruce Willis que destruísse asteroides potencialmente perigosos. Mas antigamente, os cientistas eram capazes de detectar tal “assassino” espacial apenas algumas horas antes de sua queda na superfície da Terra.

Tendo 5 dias de vantagem, você pode, pelo menos, avaliar os eventuais prejuízos e tomar as medidas adequadas para salvar os habitantes da respetiva área.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Tiroteio deixa morto e vários feridos em Washington

Uma pessoa morreu e várias outras ficaram feridas em um tiroteio ocorrido na noite desta quinta-feira nas ruas de Washington, D.C., conforme relatou a imprensa local. Até o momento, são poucas as informações disponíveis sobre o …

Nada de ETs: escurecimento da estrela mais estranha da galáxia poderia ter outra explicação

Astrofísicos teriam desvendado misterioso escurecimento da estrela de Tabby após levantarem hipótese de ação alienígena e de cometas. Trata-se da estrela mais estranha da Via Láctea. Desde o fim do século XIX, a estrela de Tabby …

Ex-ditador da Tunísia Ben Ali morre aos 83 anos na Arábia Saudita

O ex-presidente da Tunísia Zine Ben Ali, 83 anos, morreu nesta quinta-feira. Ben Ali sofria de câncer e estava hospitalizado há uma semana, informou seu advogado Mounir Ben Salha. O ex-ditador tunisiano vivia exilado em Jeddah …

A luta pela vida de bebê com doença rara que recebeu doações de quase 1 em cada 10 belgas

Quase um em cada dez belgas colaborou com a campanha de um casal para arrecadar 1,9 milhão de euros (cerca de R$ 8,6 milhões) e salvar a vida de seu bebê. Pia, de nove meses, tem …

Fukushima: absolvidos três ex-dirigentes da empresa Tepco

Três ex-dirigentes da empresa Tepco foram absolvidos nesta quinta-feira (19), por um tribunal de Tóquio, que determinou que não podem ser considerados culpados pelas consequências da catástrofe nuclear ocorrida em Fukushima em 2011, após um …

Israel vive impasse político após eleição sem vencedor claro

Resultado oficial confirma que nenhum partido conseguiu obter maioria e indica cenário complicado para a formação de coalizões estáveis. Proposta de governo de unidade nacional levanta dúvidas sobre futuro de Netanyahu. Um dia após as eleições …

Rússia e China criarão frota de satélites que darão Internet rápida à Terra

Em projeto conjunto, Rússia e China irão desenvolver uma frota de satélites que deverá fornecer Internet rápida ao nosso planeta. A notícia foi dada pelo vice-premiê russo, Maksim Akimov, durante fala a jornalistas. De acordo com …

Vídeos de OVNIs são reais, afirma Marinha dos EUA

Os três vídeos feitos pelos militares dos EUA, que mostram imagens de “fenômeno aéreo não identificado”, são verdadeiros, de acordo com declarações da Marinha do país obtidas pelo The Black Vault, um site dedicado a …

DNA preservado em museu ajuda a identificar maior anfíbio do mundo

Um anfíbio recém-identificado é possivelmente o maior do planeta. Pesquisadores chegaram a essa conclusão com o auxílio do DNA coletado em um espécime que está preservado em um museu. Atingindo quase dois metros de comprimento, a …

Primeira relação sexual de uma a cada 16 americanas é sem consentimento

Um estudo publicado pela Associação Americana de Medicina mostrou que uma a cada 16 jovens do país teve a primeira relação sexual sem consentimento. A pesquisa também mostra os efeitos negativos a longo prazo deste …