Necrópole de 8 mil anos e restos de “princesa” foram encontrados na Sibéria

fantom-rus22 / Yandex

Formações rochosas nas imponentes Montanhas Altai, na Sibéria, Rússia

Um grupo de arqueólogos russos descobriu a necrópole mais antiga de Altai. Os restos mortais encontrados datam do período neolítico e foram enterrados em uma das regiões mais atraentes da Sibéria, em um alto promontório do rio Chumysh.

Os arqueólogos da Universidade Estatal de Altai se interessaram inicialmente por esse promontório não por razões científicas, mas econômicas: por aqui passará um gasoduto da Rússia à China, por isso, de acordo com as leis russas, o terreno deve ser explorado em busca de antiguidades.

E, na verdade, este ano foram descobertos ossos com oito mil anos de idade. Eles pertenciam a pessoas que foram enterradas de costas, cercadas por oferendas funerárias: ferramentas de pedra, objetos de osso e muitas joias feitas de pedras e ossos, em sua maioria dentes perfurados de animais.

Entre os artefatos, provavelmente sacrificados, foi encontrado uma peça de escultura de pedra em forma de peixe.

“Há muitas esculturas desse tipo perto de Baikal, mas até agora eles não foram encontradas em nossa região. Eram usados, supostamente, como acessórios para a pesca, como uma isca e também na esfera ritual”, disse o professor da Universidade Estatal de Altai, Sergei Grushin, citado pelo portal Altapress.

Mais uma descoberta interessante foi o túmulo de um homem que tem perto da sua mão um bastão de osso, feito de uma costela de alce. O objeto está decorado com a cabeça esculpida de um alce. De acordo com Grushin, durante o período neolítico, o alce era objeto de caça.

(dr) Siberian Times

Um bastão de osso, feito de uma costela de alce, está decorado com a cabeça esculpida de um alce

Perto dele foi encontrado o túmulo de uma mulher, batizada pela imprensa local como a “princesa de Chumysh“. Até hoje ela conservou sua fita de couro decorada com pingentes e placas de bronze para adornar a cabeça, bem como o cabelo entrançado e elementos de roupa de couro e feltro.

(dr) Altapress

A “princesa de Chumysh” conservou sua banda de couro decorada com pendentes e placas de bronze para adornar a cabeça

O promontório nas margens do Chumish foi usado por diferentes gerações, que costumavam escolher esse lugar pitoresco para seus enterros. Nessa zona arqueológica foram também descobertos restos de habitantes do neolítico, bem como da Idade do Bronze e do Ferro.

​O sepultamento mais recente data do século VI d.C. e está associado a uma comunidade nômade. Uma dúzia de túmulos de crianças e mulheres está agrupada em torno de um guerreiro com um cavalo, arco com flechas e uma faca de ferro.

Os extraordinários achados arqueológicos terão agora que ser levados em consideração na construção do gasoduto com 6.700 quilômetros que vai ligar o oeste da Sibéria ao distrito de Xinjiang-Uygur, na China. 2.700 desses quilômetros atravessam território russo.

Vão ter que contornar os artefatos sempre que possível“, explicou ao Siberian Times o professor Yuri Kiryushin, presidente da Universidade Estatal de Altai.  “Se isso não for possível, então é necessário mais financiamento para fazer mais escavações e tirar estes artefatos históricos do caminho do gasoduto”, explica o professor.

E isso, em uma das regiões mais ricas em achados arqueológicos de toda a Rússia, poderia levar a mais descobertas extraordinárias.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Biden anuncia pacote de estímulo de quase US$ 2 trilhões

Para revitalizar a maior economia do mundo em meio à pandemia, "Plano de resgate americano" apresentado pelo presidente eleito inclui auxílio a desempregados e escolas e investimento na vacinação. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe …

Coronavírus: Reino Unido proíbe entrada de viajantes vindos da América do Sul e de Portugal por variante encontrada no Brasil

Chegadas ao Reino Unido da América do Sul e Portugal serão proibidas a partir de sexta-feira (15/01) devido a preocupações com a variante brasileira do coronavírus. O secretário de transportes, Grant Shapps, disse que a mudança …

Vacinação nacional contra a COVID-19 começa no dia 20, às 10h

Ao que tudo indica o Brasil já tem uma data oficial para o início da vacinação, em massa, contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Nesta quinta-feira (14), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que a …

"Futuro assustador de extinção em massa" nos espera, elite dos cientistas alerta

O planeta enfrenta um “futuro assustador de extinção em massa, declínio da saúde e distúrbios climáticos” que ameaçam a sobrevivência humana por causa da ignorância e da inação, de acordo com um grupo internacional de …

Oferta de perfuração do Ártico tem fracasso histórico por falta de interessados

O recente leilão que oferecia arrendamentos de perfuração de petróleo no Ártico foi um fracasso. Esperava-se que a chamada atraísse muitos interessados em explorar a área no Alasca, mas a realidade foi outra. A notícia é …

Palácio mais antigo da China de 5.300 anos é descoberto perto de antiga capital

Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem cerca de 5.300 anos, sendo possivelmente a …

Variante da Covid-19 no Brasil faz Reino Unido banir viajantes da América Latina e Portugal

O governo britânico proibiu, nesta quinta-feira, as chegadas de todos os países da América do Sul e do Panamá, além de Portugal, em resposta à nova variante da Covid-19, descoberta no Brasil. A decisão …

CEO do Twitter defende banimento de Trump da rede social

Jack Dorsey diz que medida resulta do “fracasso” da plataforma em mediar diálogo saudável e admite que pode abrir “precedente perigoso”. Proibição veio após presidente dos EUA insuflar apoiadores que invadiram Capitólio. O CEO da rede …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

Monocultura da soja destruiu mais de 30% do cerrado brasileiro entre 2004 e 2017, alerta WWF

Os 24 principais focos de desmatamento no mundo provocaram a perda de uma superfície equivalente ao tamanho do Paraguai em menos de uma década, aponta um relatório do Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na …