A múmia mais bonita já encontrada é uma princesa com 900 anos

Institute of the Problems of Northern Development SB RAS

“Princesa polar” com 900 anos encontrada ainda com órgãos internos, pestanas e cabelo intactos na Sibéria, Rússia

Uma múmia descoberta na Sibéria, na Rússia, está surpreendendo os pesquisadores, por manter os órgãos internos intactos, longos cílios e cabelos arrumados em ótimo estado de conservação, apesar dos 900 anos de existência.

A descoberta foi feita por cientistas russos e sul-coreanos no local arqueológico conhecido como Zeleny Yar, perto de Salekhard, cidade conhecida como a capital russa do Ártico.

A múmia com cerca de 900 anos mantém os órgãos internos intactos, exibindo também cílios longos, cabelos arrumados e brincos, sinais de que teria pertencido a uma família nobre, conforme repara o The Siberian Times que noticia o achado.

A ótima preservação desta “Princesa Polar”, como a denominam os pesquisadores, explica-se pelas camadas de permafrost ou pergelissolo – o tipo de solo gelado da região do Ártico – que a cobriram ao longo destes 900 anos.

Enterrada em um casulo de pele e cobre, trata-se da única mulher descoberta, até agora, em Zeleny Yar. “Isto muda radicalmente nosso conceito sobre este cemitério. Anteriormente, pensávamos que havia apenas homens adultos e crianças, mas agora temos uma mulher. É fantástico”, constata o arqueólogo Alexander Gusev, do Centro russo de Pesquisa do Ártico, em declarações ao The Siberian Times.

Esta mulher do século XII teria 35 anos de idade, quando morreu, e 1,55 metro de altura. Os arqueólogos dizem que teria pertencido a uma tribo siberiana desconhecida que vivia da pesca e da caça, próximo do Círculo Polar Ártico.

“As múmias árticas, semelhantes às encontradas em Zeleny Yar, são muito raras. É por isso, que são únicas“, constata no The Siberian Times o pesquisador Dong-Hoon Shin, da Universidade Nacional de Seoul, na Coreia do Sul.

Dong-Hoon Shin atesta ainda que é “incrivelmente interessante para a pesquisa” que os órgãos internos da múmia se mantenham intactos.

Os pesquisadores retiraram amostras da múmia para realizar testes de DNA e esperam conseguir reconstruir o rosto da mulher e entender melhor a presença humana na inóspita região do Ártico.

// ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Bom dia, sempre senti o interesse em antiguidades ainda mais sendo de um outro país como por exemplo a do Egito, que foi uma grande potência no séculos passado. Estou estudando uma hora propicia pra fazer visita ao museu egípcio do Bacacheri.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ataques iranianos teriam deixado 11 militares dos EUA feridos

Ao menos 11 militares norte-americanos foram retirados do Iraque para receberem tratamento médico em decorrência dos ataques iranianos contra as bases dos EUA. "Quando ficarem aptos para o serviço, estes militares regressarão ao Iraque", declarou à …

Evo recua e diz que não pretende mais criar milícias

Em carta pública divulgada nesta quinta-feira (16/01), o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está refugiado na Argentina há mais de um mês, recuou da ideia de promover a formação de milícias no país. "Há alguns …

Dinossauros foram extintos por impacto de asteroide, defende pesquisa científica

O mistério que levou ao fim da era dos dinossauros motiva pesquisadores do mundo inteiro a debater o que teria provocado essa extinção. Um novo estudo busca descartar a teoria de que a atividade vulcânica …

Microsoft assume compromisso de ser uma empresa carbono negativo até 2030

A Microsoft fez uma transmissão ao vivo para contar ao mundo o seu engajamento com o meio ambiente, a fim de trazer um futuro mais sustentável. Em apresentação conduzida por Satya Nadella (CEO), Amy Hood (CFO) …

Marine Le Pen se lança em pré-campanha presidencial

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen, anunciou nesta quinta-feira (16) o lançamento de sua campanha “pré-presidencial”. O pleito acontece apenas em 2022, mas a candidata derrotada no segundo turno em 2017, que enfrenta …

Bolsonaro é autor de mais da metade dos ataques a jornalistas em 2019

Em todo o ano foram registrados 208 casos de ataques a veículos de comunicação e jornalistas, um aumento de 54%. Presidente foi responsável por 121 deles, afirma a entidade. O presidente Jair Bolsonaro, sozinho, é responsável …

Qual a idade em que somos mais infelizes, segundo a ciência

A chamada crise dos 40 deixou de ser um mito, pelo menos de acordo com uma ampla pesquisa realizada em 134 países pelo economista David Blanchflower, professor da universidade Dartmouth College, nos EUA, e ex-membro …

Trump fecha acordo e sinaliza fim da "guerra fiscal" com a China

Na última quarta-feira, os Estados Unidos e a China firmaram um acordo que pode ser o primeiro passo para o fim da chamada “guerra comercial” entre as potências. O pacto, que foi anunciado em dezembro do …

YouTube vincula anúncios em vídeos controversos sobre mudanças climáticas

Uma notícia deixou algumas empresas anunciantes do YouTube surpresas. Segundo estudo feito pela Avaaz, a plataforma de vídeos da Google tem vinculado anúncios de grandes companhias em vídeos que têm como propósito desinformar as pessoas …

Premiê renuncia após Putin propor reformas constitucionais

Líder russo propõe pacote de mudanças com as quais, segundo críticos, poderia permanecer no poder após fim do mandato. Premiê Medvedev renuncia com todo o gabinete para "abrir espaço" às reformas. O presidente da Rússia, Vladimir …