Netanyahu enfrenta seu maior desafio nas urnas

World Economic Forum / Flickr

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

Últimas pesquisas colocam o centrista Benny Gantz à frente do premiê, abalado por denúncias de corrupção. Saída para sua permanência no poder pode estar numa coalizão com nacionalistas da ultradireita.

As urnas foram abertas em Israel na manhã desta terça-feira, dando início a uma votação considerada como o maior desafio já enfrentado pelo primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu. Mais de 6 milhões de eleitores israelenses estão aptos a votar.

As últimas pesquisas colocam o partido Azul e Branco (“Kahol Lavan”, em hebraico), do ex-chefe do Estado-maior do Exército Benny Gantz, à frente do Likud de Netanyahu.

A reputação do premiê vem sendo abalada por escândalos de corrupção. A Procuradoria-Geral do país avalia uma série de acusações de fraude, recebimento de propina e quebra de confiança envolvendo seu nome.

Ainda assim, as pesquisas também revelaram que os israelenses acreditam que Netanyahu deverá se manter no cargo devido a sua habilidade de unir legendas da ultradireita em uma coalizão governista. Desta vez, o primeiro-ministro incluiu em sua aliança alguns partidos nanicos ultradireitistas, como forma de manter abertas as suas opções.

Apesar da vantagem de Gantz nas pesquisas, Netanyahu possui as maiores chances de conseguir formar uma coalizão majoritária de governo. O premiê tentou consolidar o apoio dos direitistas tecendo fortes críticas aos árabes.

Durante a campanha, ele chegou a prometer anexar os assentamentos israelenses na Cisjordânia ocupada, uma das principais bandeiras dos partidos de extrema direita.

Por sua vez, o centrista Gantz prometeu dar apoio a um acordo de paz sustentado internacionalmente entre Israel e palestinos que permita algum tipo de jurisdição israelense sobre os assentamentos. “Vamos todos acordar para um novo amanhecer, uma nova história”, disse o ex-militar ao votar nesta terça-feira.

Até hoje, o atual bloco de direita no poder, uma união do Likud com a ultradireita, nacionalistas religiosos e partidos ortodoxos, nunca teve que se preocupar em atingir uma maioria confortável entre os 120 assentos no Knesset, o Parlamento israelense.

Mas, em última instância, o sistema eleitoral israelense funciona com quem tem as melhores chances de formar um governo de coalizão, o que pode se provar difícil para Netanyahu. Com pressão política crescente, é questionável se seus parceiros de coalizão permanecerão leais.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metrô de Paris ficará em greve até segunda-feira contra reforma da Previdência

A greve dos metroviários de Paris contra o projeto de reforma da Previdência francesa foi prorrogada até segunda-feira (9). Nas assembleias-gerais realizadas pela categoria na manhã de quinta-feira (5), primeiro dia da paralisação, quase todos os …

"Operação Maleta Verde", o escândalo que atinge governo e oposição na Venezuela

Com semblante mais sério que de costume, Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos, pelo parlamento da União Europeia e por vários países da América Latina, dirigiu-se a jornalistas reunidos em …

Sarampo causou mais de 140 mil mortes em 2018

De acordo com OMS, maioria das vítimas tinha menos de cinco anos de idade e não havia sido vacinada. No ano passado, foram registrados quase 10 milhões de casos da doença no mundo. O sarampo causou …

O que contribuiu em peso para o 'colapso maia'?

Pesquisas recentes reforçam a teoria de que o colapso de muitas das grandes cidades maias mesoamericanas estava relacionado a períodos prolongados de seca, alguns de até 200 anos. Nayelli Jiménez Cano, pesquisadora do Laboratório de Zooarqueologia …

Com 39% da população abaixo da linha da pobreza, Ruanda patrocina PSG e causa polêmica

O time de futebolParis Saint-Germain (PSG) divulgou nesta quarta-feira (4), uma parceria de três anos com o governo de Ruanda, sem especificar o valor. Em maio de 2018, o país africano já havia assinado um acordo …

Os pássaros estão encolhendo, e você nunca vai adivinhar por quê

De acordo com um novo estudo americano, devido a mudança climática, os pássaros estão encolhendo em tamanho, embora a envergadura de suas asas esteja ficando maior. “Descobrimos que quase todas as espécies estavam ficando menores. As …

Navio de combate alemão da 1ª Guerra Mundial é encontrado nas Malvinas

Um cruzador alemão, afundado pelos britânicos durante a Primeira Guerra Mundial em 8 de dezembro de 1914, foi achado perto da costa das ilhas Malvinas. Trata-se do SMS Scharnhorst, principal navio da esquadra do almirante Maximilian …

Impeachment de Trump avança nos EUA: entenda o caso em poucas palavras

Você já deve ter ouvido falar que a reação a um polêmico telefonema com um líder estrangeiro ameaça o futuro da Presidência de Donald Trump. O presidente americano enfrenta um inquérito de impeachment sob a acusação …

Twitter vai ser mais rígido com conteúdo adulto na internet e preocupa criadores

Desde o ano passado tem sido mais difícil para os criadores de páginas com o perfil NSFW (Not Safe for Work ou não seguro para ver no trabalho — impróprio, em tradução livre) ter seus …

Otan tenta exibir união, enquanto líderes são flagrados falando de Trump

Chefes de Estado e de Governo de 29 países participaram nesta quarta-feira (4) do segundo dia da cúpula de aniversário de 70 anos da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em Watford, nos arredores …