No Fórum Econômico Mundial, Temer defende reformas no Brasil

Beto Barata / PR

Michel Temer no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça

O presidente Michel Temer discursou pela primeira vez na manhã desta quarta-feira (24) em sessão plenária do 48º Fórum Econômico Mundial, em Davos, Suíça. O evento reúne chefes de Estado, empresários e especialistas de mais de 70 países para tratar das tendências de negócios e investimentos em nível global.

Em seu discurso, Temer defendeu a agenda de reformas que está em andamento no país e destacou as principais ações de seu governo. O presidente ressaltou que sua gestão está centrada em cinco palavras-chaves: responsabilidade, diálogo, eficiência, racionalidade e abertura.

Para o presidente, estes princípios permitiram ao governo lidar com a crise econômica, resgatar a relação com o Congresso Nacional, aumentar a competitividade da economia brasileira, ampliar o investimentos em obras de infraestrutura, além de reforçar a vocação de integração do Brasil a outros países.

Para acalmar os investidores, Temer ressaltou que as eleições de 2018 não ameaçam essas conquistas e adiantou que o governo vai prosseguir com a agenda de modernização e simplificação da legislação.

“Nós completaremos nossa jornada, o Brasil que vai às urnas em outubro, sabe que a responsabilidade dá resultados, traz equilíbrio de contas, crescimento e empregos, viabiliza políticas sociais. Aliás, hoje, os principais atores políticos e econômicos convergem em que não há alternativa à agenda de reformas que estamos promovendo. O espaço para uma volta atrás é virtualmente inexistente”, declarou Temer.

O presidente citou a reforma da Previdência como uma das principais tarefas do governo neste momento e demonstrou otimismo sobre sua votação na Câmara dos Deputados.

“Nosso próximo passo é consertar a Previdência Social, tarefa para a qual estamos muito empenhados e cada vez mais o povo brasileiro percebe que o sistema atual é injusto e insustentável. Portanto, nós vamos batalhar dia e noite pelo voto no Congresso Nacional para aprovar a proposta que ali está. Nossa reformas aliás tem sido aprovadas com maiorias muito sólidas no parlamento”, acrescentou.

Depois de discursar, Temer respondeu a algumas questões do presidente do Fórum, Klaus Schwab. Questionado pelo professor sobre o impacto dos casos de corrupção no Brasil nas eleições deste ano, o presidente brasileiro afirmou que este tema naturalmente deverá ser tratado no período eleitoral e assegurou aos investidores que o país tem segurança institucional e jurídica.

“No Brasil, as instituições estão sobranceiramente funcionando. Nós temos uma separação absoluta dos poderes, naturalmente cada qual exercendo suas atividades livre e independentemente, temos os órgãos de fiscalização, por exemplo, a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Tribunal de Contas que fiscalizam permanentemente os atos da administração. Nós temos instituições funcionando com toda a tranquilidade, veja que o Judiciário julga com toda isenção e tranquilidade, aplicando naturalmente o direito e quando há penalidades, são punidas”, disse Temer.

É primeira vez que Temer participa do Fórum Econômico Mundial. O presidente está acompanhando de alguns parlamentares da base governista e de ministros da área econômica. A expectativa do governo é atrair mais investimentos para o país. O Fórum encerra na próxima sexta-feira (26).

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mensagem misteriosa pintada em urso polar na Rússia alarma pesquisadores

Imagens compartilhadas por perfis russos nas redes sociais com um urso polar pintado em spray com o símbolo "T-34" ter alarmado especialistas. Eles advertem que a pintura — cujas circunstâncias ainda não foram identificadas — pode …

Experimento deve provar que microgravidade inibe crescimento de tumores

De onde estiver, Stephen Hawking segue presente na ciência, e seus últimos conselhos devem render uma descoberta para lá de impressionante (e revolucionária). Em conversa com um pesquisador da Austrália, o gênio da física falou sobre …

Justiça absolve Lula e Dilma no caso "quadrilhão do PT"

Juiz que analisou caso afirma que denúncia apresentada por Rodrigo Janot contra cúpula do PT em 2017 foi tentativa de "criminalizar a atividade política". Ministério Público pediu absolvição dos réus em outubro. A Justiça Federal do …

Chineses ativam o primeiro radiotelescópio posicionado no lado afastado da Lua

Um experimento que levou mais de um ano para ser concluído no lado afastado da Lua finalmente está em funcionamento. Não está ainda 100%, mas o Netherlands-China Low-Frequency Explorer (NCLE) já consegue captar sinais de …

"Vão ter que mudar", diz Greta sobre Bolsonaro e Trump em retorno à Europa

A ativista chegou em Lisboa na tarde desta terça-feira (3), 21 dias depois de sair dos EUA a bordo de um veleiro. A jovem sueca retorna à Europa para participar da COP 25, a conferência …

Museu decide comprar apenas obras de mulheres por um ano por reparação histórica

Para se transformar a velha normalidade repleta de preconceitos, violências e desigualdades embutidas é preciso atitudes efetivas e concretamente transformadoras. Da mesma forma que a dívida histórica racial deve ser reparada não somente no discurso, mas …

Black Friday no Brasil superou a dos EUA nos apps de compras, segundo estudo

Neste ano, a Black Friday fez a sua marca entre as compras dos brasileiros. O próprio Canaltech fez uma cobertura muito especial em torno da Black Friday deste ano.Importada dos EUA, a tradição está mesmo …

Para acalmar a crise, presidente chileno propõe ajuda de R$ 520 para 1 milhão de famílias

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, propôs nesta terça-feira (3) a criação de um bônus de 100.000 pesos chilenos (cerca de R$ 520), que serão distribuídos para 1,3 milhão de famílias. O objetivo da medida, …

Anvisa dá aval à venda de maconha medicinal em farmácias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (03/12) um novo marco regulatório para o registro e venda de produtos à base de cannabis em farmácias no país, tornando o Brasil a nação …

Visitante interestelar pode 'morrer' ao se aproximar do Sol

Um visitante interestelar, observado em nosso Sistema Solar, pode estar próximo de "morrer", isso porque, o 2I/Borisov provavelmente será desintegrado ao se aproximar do Sol. Os cientistas acompanham cada movimento do cometa, que está se aproximando …