Nobel da Literatura pode voltar a ser atribuído somente em 2020

O Prêmio Nobel da Literatura poderá ficar suspenso por mais de um ano, admitiu o diretor da Fundação Nobel, afirmando que os problemas na Academia Sueca têm de ser resolvidos antes de o prêmio ser entregue.

O Prêmio Nobel de literatura não será atribuído em 2019, a menos que seja restabelecida a confiança na Academia Sueca, revelou o diretor executivo da Fundação Nobel, citado pelo jornal The Guardian.

A possibilidade foi divulgada algumas semanas após o cancelamento do Prêmio de 2018, após denúncias de assédio e de violência sexual e de suposta má gestão.

No dia 4 de maio, a Academia Sueca, que escolhe o vencedor do maior prêmio literário do mundo – anunciou que não o entregaria em 2018, após acusações de assédio e abuso sexual, de 18 mulheres, contra o fotógrafo Jean-Claude Arnault, influente figura da cena cultural sueca, casado com a escritora e integrante da academia Katarina Frostenson.

forma como a academia lidou com as alegações, que foram negadas pelo marido de Katarina Frostenson, conduziu a várias demissões, entre as quais da secretária permanente, Sara Danius, deixando apenas dez membros ativos, sendo necessários 12 para eleger novos.

Para dar tempo que o público recuperasse a confiança, a academia disse que, em vez de atribuir o prêmio em 2018, escolheria dois autores em 2019.

Segundo o The Guardian, enquanto a Fundação Nobel, responsável pelo cumprimento do testamento de Alfred Nobel, apoiou a decisão, seu diretor executivo, Lars Heikensten, levantou algumas dúvidas quanto à capacidade de a academia “ter a casa em ordem” tão cedo.

No site do prêmio, Heikensten afirmou que “o objetivo da academia sueca é tomar sua decisão sobre o prêmio Nobel da Literatura de 2018 e anunciá-lo juntamente com o prêmio de 2019. Esperemos que seja o caso, mas depende da capacidade de a Academia Sueca restaurar a confiança”.

Heikensten estava ciente de que a academia precisa ter uma abordagem mais aberta para conseguir o feito. A forma como o júri decide o vencedor tem sido um segredo bem guardado ao longo dos anos, com os arquivos sendo abertos apenas 50 anos após a decisão ser tomada.

“A Academia Sueca deve ser capaz de divulgar quais as medidas concretas que estão sendo tomadas, e deve procurar ajuda externa para resolver seus problemas”, disse Heikensten, acrescentando: “Entre outras coisas, precisam reavaliar o cumprimento das suas regras de confidencialidade e de conflito de interesses”.

“A academia cultivou uma cultura fechada durante muito tempo, o que seria contestado uma vez ou outra. Acredito que, no fim, alguma coisa boa sairá desta situação, mesmo que não tenha sido esse o sentimento nas últimas semanas”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …