Academia Sueca pondera não conceder Nobel da Literatura este ano

Nobel Prize

A Academia Sueca, abalada por um escândalo que envolve vazamentos de informação e abusos sexuais que causou o desligamento de cinco membros, pode não atribuir o prêmio Nobel da Literatura em 2018.

Em declarações à televisão SVT, o presidente da Fundação Nobel, Carl-Henrik Heldin, falava depois de a rádio pública SR ter noticiado que várias pessoas do Comitê Nobel e da Academia Sueca consideram que o prêmio não deve ser concedido este ano, para dar tempo à instituição para cicatrizar as feridas e recuperar a confiança da opinião pública.

Assim, seriam outorgados dois prêmios de Literatura em 2019, um dos quais correspondente ao ano anterior, de acordo com uma ideia apoiada por Peter Englund, um dos membros que abandonou a academia.

“Estamos no meio de uma discussão, não vou dizer nada sobre isso, mas dentro de pouco tempo será explicado o que vai acontecer nesse ponto [a eleição do vencedor deste ano]”, disse à emissora Anders Olsson, secretário permanente interino da academia fundada em 1786.

Por sua vez, Per Wästberg, outro membro da academia, disse à SVT que só daqui a algumas semanas poderia dar uma resposta definitiva sobre a questão.

O diretor da instituição, Göran Malmqvist, desmentiu, em contrapartida, à edição digital do diário Dagens Nyheter, que o prêmio não será entregue e, embora admitindo que houve uma proposta nesse sentido, está descartada e garantiu que seria “horrível” se isso acontecesse.

No entanto, a decisão sobre o prêmio deverá ser tomada por todos os membros da academia, sendo o papel principal desempenhado pelo secretário permanente.

Por sete vezes, o Nobel da Literatura, atualmente no valor de 9 milhões de coroas suecas (1 milhão de dólares) não foi atribuído, assim como os das categorias restantes, durante as guerras mundiais do século passado – em 1914 e 1918, em 1935, e depois em 1940, 1941, 1942 e 1943 – mas nunca por outros motivos.

O escândalo começou em novembro, quando o jornal Dagens Nyheter publicou a denúncia anônima de 18 mulheres de abusos e agressões sexuais contra o dramaturgo Jean-Claude Arnault, ligado à academia através de seu clube literário e marido de um dos seus membros, Katarina Frostenson.

A academia cortou todas as ligações a Arnault e encomendou uma auditoria independente sobre suas relações com a instituição, mas divergências internas quanto às medidas a adotar desencadearam demissões, acusações e a saída de cinco membros, entre os quais a secretária permanente em exercício, Sara Danius, e Katarina Frostenson.

Na quinta-feira passada, os membros que continuam a ocupar suas cadeiras na academia decidiram divulgar os resultados da auditoria e entregá-los às autoridades, além de anunciar reformas.

O relatório rejeita que Arnault tenha influenciado decisões sobre prêmios e subsídios, embora o apoio econômico que recebeu viole as regras de imparcialidade, pelo fato de sua mulher ser coproprietária da empresa que geria o clube literário; e confirma que a confidencialidade sobre o vencedor do Nobel foi violada diversas vezes.

Dentre as mudanças no funcionamento da instituição, destaca-se a reforma dos estatutos proposta pelo rei Carlos XVI Gustavo, patrono da academia, para permitir a verdadeira renúncia de seus membros, por desejo próprio ou após dois anos sem participarem ativamente, e a possibilidade de serem substituídos.

Até agora, as renúncias são simbólicas, porque a ligação com a academia é vitalícia e só são eleitos novos membros quando vaga alguma cadeira por morte do respectivo ocupante.

Essas últimas cinco demissões (somadas à ausência de duas autoras que há vários anos boicotam a entidade, por outros motivos) deixaram a instituição com apenas 11 dos 18 assentos ocupados, um a menos que os necessários para eleger novos membros e tomar decisões, como a entrega do Nobel.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …