Nova investigação revela que a Princesa Diana seguia em um carro com defeito quando morreu

Nick Parfjonov / Wikimedia

Diana de Gales, a Princesa do Povo

Diana de Gales, a Princesa do Povo

Há novos dados sobre o acidente de viação que matou a Princesa Diana, em agosto de 1997. Uma investigação feita por jornalistas franceses apurou que a Mercedes em que ela seguia era um “destroço” de um acidente que não deveria andar em circulação.

Os jornalistas Pascal Rostain, Bruno Mouron e Jean-Michel Caradec, associados à revista francesa Paris-Match, tiveram acesso às oito mil páginas da investigação judicial francesa em torno do acidente que vitimou Diana e seu namorado, Dody Al Fayed, em 31 de agosto de 1997, em Paris.

Mas os repórteres foram além dos dados conhecidos e descobriram novos detalhes que ajudam a explicar a tragédia, conforme explicam no livro Qui a tué Diana? (Quem matou Diana?), lançado nesta quarta-feira na França.

O canal francês M6 transmitiu, na terça-feira (30), um documentário em torno das descobertas dos três jornalistas que apuraram que a Mercedes na qual a Princesa Diana seguia era um “destroço acidentado” que tinha sido considerado impróprio para circulação.

O antigo proprietário do veículo, Eric Bouquet, explica aos jornalistas que a seguradora o reembolsou, após o acidente, “ao preço de compra, porque estava praticamente novo, considerando que era um carro destruído, irreparável“.

“Considerava-se que era um veículo perigoso. Eu queria recuperá-la, mas me disseram que não era possível”, destaca Eric Bouquet.

Os jornalistas revelam que a Mercedes foi adquirida por uma garagem que a reparou e a revendeu para uma empresa de aluguel de carros. O veículo teria sido alugado ao Hotel Ritz que o colocou à disposição de Diana.

Um antigo motorista do Hotel, Karim Kazi, conta aos jornalistas que o carro “não era confiável na estrada” e quem o dirigia tinha “medo” de acelerar com ele.

Deste modo, a morte de Diana teria sido causada por “um acúmulo de pequenos detalhes”, conforme observa na rádio belga RTL Pascal Rostain, um dos autores da investigação.

“É verdade que Henri-Paul, o motorista, tinha 1,82 gramas/litro de álcool no sangue. E é verdade que a Princesa nunca deveria ter entrado em um carro que era um destroço”, salienta o jornalista.

A causa do acidente foi atribuída ao excesso de velocidade do veículo que seguia a 150km/h, sabendo-se também que o motorista tomava antidepressivos e que tinha bebido antes da viagem fatal.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …