Novas espécies de moluscos com mais de 4 milhões de anos são encontradas em ilha portuguesa

Carlos Luis da Cruz / Wikimedia

Furna do ilhéu de São Lourenço (ilhéu do Romeiro), freguesia de Santa Bárbara, concelho de Vila do Porto, ilha de Santa Maria, Açores

A 14ª expedição “Paleontologia em ilhas atlânticas”, que decorreu em Santa Maria, nos Açores (ilha que pertence a Portugal), permitiu encontrar e confirmar novas espécies de moluscos marinhos com mais de 4 milhões de anos.

“Os cientistas vão fazer agora um estudo de grande dimensão que vai permitir conhecer e descrever toda a fauna mais antiga, que tem entre 4 a 4,3 milhões de anos“, disse o biólogo marinho Sérgio Ávila, da Universidade dos Açores.

A expedição, que se realizou entre 14 e 21 de julho na ilha de Santa Maria, onde o Governo dos Açores iniciou uma visita estatuária de dois dias, contou com a participação de 22 pesquisadores de dez nacionalidades.

Segundo o pesquisador, o estudo das novas espécies de moluscos implica visitar museus na Europa onde estas faunas estão depositadas.

Sérgio Ávila, docente no Departamento de Biologia da academia açoriana, lidera há anos uma equipe de pesquisa multidisciplinar que estuda a evolução geológica de Santa Maria, ilha que tem cerca de seis milhões de anos e a maior jazida de fôsseis a céu aberto do Atlântico Norte.

Desde 2005, são feitas expedições à ilha do grupo oriental do arquipélago e, de acordo com o pesquisador, “ano após ano, a ilha tem sido um manancial de informação formidável”.

Sérgio Ávila salientou que as expedições anuais a Santa Maria consistem no estudo da geologia e da paleontologia, pesquisas cujos resultados são posteriormente divulgados através da publicação de artigos científicos, além do lançamento de livros, documentários televisivos e a criação de uma série de rotas temáticas relacionadas com os fósseis.

“Todas as ilhas [dos Açores] são de origem vulcânica, mas Santa Maria tem uma história particular e possui algo que mais nenhuma ilha tem, que são fósseis marinhos em quantidade e abundância e muito relevantes, alguns deles muito raros em ilhas oceânicas”, frisou, acrescentando que “restos de cetáceos, ossos e dentes de antigas baleias só existem em Santa Maria e em mais três ilhas em todo o mundo”.

No âmbito da pesquisa em Santa Maria ao longo dos anos, o biólogo indicou que já passaram pela ilha “mais de 70 pesquisadores nacionais e internacionais”.

“Do ponto de vista científico, a ilha talvez seja uma das mais conhecidas a nível mundial e o resultado de todo este conhecimento científico nos faz estudar outros arquipélagos”, referiu, adiantando que estão sendo implementados os primeiros estudos em Cabo Verde, onde sua equipe já se deslocou uma vez, e irá ainda a Porto Santo, na ilha da Madeira (também pertencente a Portugal).

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Potência agrícola da Europa, Itália enfrenta falta de mão de obra para manter cadeia produtiva de alimentos

“Existe o risco de escassez de alimentos no mercado mundial, devido a perturbações derivadas da COVID-19 no comércio internacional e nas cadeias de suprimentos” . Este foi o alarme lançado na quarta-feira (1) em …

"Gangue" de cabras selvagens toma conta das ruas de uma cidade britânica em quarentena

Um rebanho de cabras selvagens simplesmente tomou as ruas desertas de Llandudno, no País de Gales, enquanto seus residentes ficam dentro de casa para limitar a propagação do coronavírus. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, …

Floresta tropical de mais de 90 milhões de anos é descoberta na Antártica

Os restos do que outrora teria sido uma floresta tropical na Antártica foram descobertos em uma amostra de gelo obtida no continente congelado. A floresta, que existiu há 90 milhões anos, quando os dinossauros ainda habitavam …

Há uma mensagem codificada no rover Perseverance, que será enviado a Marte

Em breve, a missão Mars 2020 levará, no rover Perseverance, três chips com os nomes de 10.932.295 pessoas ao Planeta Vermelho. Uma foto da placa onde os chips estão anexados foi divulgada, mas o que …

Brasil ruma para "tempestade perfeita" em meio a pandemia

Abril teria sido um mês ocupado para os hospitais brasileiros, de qualquer modo: enquanto a população ainda enfrentas o vírus da dengue, a estação da gripe vai começar a se manifestar. Em 2020, porém, o …

Empresa japonesa testa nova molécula contra a Covid-19

O grupo japonês Fujifilm anunciou nesta quarta-feira (1) o início de testes clínicos de seu medicamento antigripal Avigan para avaliar sua eficácia contra o novo coronavírus. Até o final de junho, o produto vai ser …

Razão pela qual tubarões caçam em torno da Europa e EUA é revelada

Tubarões e grandes prestadores marinhos evitam caçar em águas quentes equatoriais e preferem viver mais ao norte e ao sul, em zonas que compreendem a Europa, os Estados Unidos e a África do Sul. Os tubarões …

Os distanciamentos do coronavírus mudaram a maneira como a Terra se move

As pessoas têm ficado em casa para diminuir a velocidade com a qual o novo coronavírus se espalha. Mas essa atitude pode significar que o planeta também está se movendo um pouco menos. Pesquisadores que estudam …

Facebook não quis investigar desinformação vinda de site norte-americano

“Facebook” e “transparência” são duas palavras que geralmente estão juntas em pautas mais espinhosas, e desta vez não é diferente: segundo uma reportagem veiculada pelo jornal norte-americano The New York Times, a rede social mais …

Maduro denuncia navio turístico 'pirata' português que afundou embarcação da Marinha venezuelana

O presidente venezuelano Nicolás Maduro denunciou o ataque e afundamento de um barco da Marinha da Venezuela por um navio turístico "pirata", a noroeste da ilha de La Tortuga. Na noite de segunda-feira (30), o navio …