O mistério das centenas de elefantes encontrados mortos em Botsuana

A morte “totalmente sem precedentes” de centenas de elefantes em Botsuana nos últimos meses está cercada de mistério.

O biólogo e ativista Niall McCann afirmou que colegas no país do sul da África identificaram mais de 350 carcaças desde o início de maio no Delta do Okavango (ou Delta do Cubango). Não há nenhuma conclusão oficial até agora sobre as causas das mortes, e os resultados de análises de laboratório devem demorar semanas, afirmou o governo.

Botsuana é o habitat de um terço da declinante população de elefantes da África.

McCann, da filantrópica National Park Rescue, afirmou à BBC que conservacionistas da região alertaram as autoridades ainda em maio, após um sobrevoo da região do delta. “Eles avistaram 169 animais mortos em três horas de voo. Conseguir enxergar e contar tantos em tão pouco tempo é espantoso.”

Segundo ele, o número subiu para 350 no mês seguinte após novas investigações na região. “É algo totalmente sem precedentes em termos do número de elefantes mortos em um único evento sem relação com a seca.”

Em maio, o governo de Botsuana descartou que o motivo fosse a caça ilegal, já que as presas de marfim ainda estavam nos animais, segundo o portal Phys.org. Alguns elementos apontam para algo que não seja a caça.

Só elefantes estão morrendo, e nenhum outro animal. Se fosse cianeto usado por caçadores, haveria outras espécies mortas.”

McCann, da National Park Rescue, também descartou por ora um envenenamento natural por antraz — doença causada por ingestão de uma bactéria encontrada no solo —, como o que matou pelo menos 100 elefantes em Botsuana em 2019.

Mas ainda há outras hipóteses em estudo, como envenenamento ou doença. A maneira com que os elefantes parecem estar morrendo, caindo de cara no chão, e avistamentos de outros transitando em círculos pode indicar algo que esteja afetando o sistema neurológico dos animais, afirmou McCann.

De todo modo, sem conhecer a origem do problema, é impossível também descartar a possibilidade de ser uma doença que em algum momento possa chegar aos humanos, principalmente se a causa estiver ligada a recursos hídricos ou ao solo.

“Sim, é um desastre de conservação da natureza, mas também tem o potencial de ser uma crise de saúde pública.”

Cyril Taolo, diretor do departamento de vida selvagem e parques nacionais de Botsuana, afirmou ao jornal britânico The Guardian que o governo já confirmou oficialmente a morte de 280 elefantes dos mais de 15 mil que vivem na região do Delta de Okavango. Mas o número tende a subir.

Questionado sobre as possíveis causas, Taolo disse, sem levantar hipóteses, que as análises de laboratório que podem esclarecer as mortes misteriosas devem ficar prontas nas próximas semanas.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …