O último minuto deste ano tem um segundo a mais

O acréscimo é para compensar pequenas variações entre tempo marcado por relógios atômicos e período de rotação da Terra.

O último minuto do dia 31 de dezembro deste ano terá 61 segundos para compensar as pequenas variações na duração do dia que se acumularam e produzem uma defasagem entre o tempo no qual se baseiam os relógios atômicos e o período de rotação da Terra.

De acordo com Francisco Colomer, do Observatório Astronômico Nacional da Espanha (OAN-IGN), o período de um dia não dura 24 horas exatas: “é uma aproximação”.

A invenção dos relógios atômicos há mais de 50 anos permite uma medição do tempo extremamente precisa, mas há outro padrão, a rotação da Terra. Eles nem sempre estão sincronizados, por isso, de vez em quando, é preciso acrescentar um segundo a algum dia, como neste Réveillon.

O segundo extra é acrescentado no mundo todo no último dia deste ano, às 23h59min59 do Tempo Universal Coordenado (UTC). Por isso, será somado de maneira extraordinária o segundo 23:59:60 (que nunca é marcado) e depois passaremos para a meia-noite.

Como o fuso horário de Brasília está duas horas atrás do UTC, a virada ocorrerá mais tarde no território brasileiro. Em Madri, Berlim, Paris, Roma e demais cidades posicionadas à frente do UTC, a mudança só ocorrerá na madrugada do 1º de janeiro.

Este segundo a mais é chamado “segundo intercalar” e é decidido pelo Serviço Internacional da Rotação Terrestre, com sede em Paris, que divulga o dia que receberá o acréscimo de tempo. Isto é feito graças à informação enviada de diferentes observatórios pelo mundo.

A rotação terrestre não dura 24 horas exatas, mas há minúsculas variações na duração do dia que ocorrem porque a Terra tem a rotação afetada pelo acoplamento do núcleo, do manto, dos oceanos e da atmosfera.

Esta rotação é medida diariamente por telescópios – com observações radioastronômicas e técnicas de interferometria – que todos os dias enviam os dados ao centro de Paris.

Quando a diferença entre os dois padrões supera 0,9 segundo, o Serviço Internacional da Rotação Terrestre decide inserir ou retirar um “segundo intercalar”. Nunca foi descontado um segundo, apenas acrescentado.

Francisco Colomer, que diz haver um debate aberto sobre se isto é necessário ou não, detalha que a última vez em que um segundo foi acrescentado aos relógios foi no dia 30 de junho do ano passado. Já a última inserção em um Réveillon foi em 2008.

Em 1970, um acordo internacional reconheceu a existência das duas escalas de tempo: o período de rotação do planeta e o chamado Tempo Universal Coordenado, e embora atualmente a hora seja determinada pelos relógios atômicos, ambas são necessárias.

Segundo Colomer, o tempo astronômico mede o “comportamento real do Universo”, e isso é imprescindível para, por exemplo, projetos espaciais.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Otan tenta exibir união, enquanto líderes são flagrados falando de Trump

Chefes de Estado e de Governo de 29 países participaram nesta quarta-feira (4) do segundo dia da cúpula de aniversário de 70 anos da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em Watford, nos arredores …

Radar aéreo descobre um navio viking em uma fazenda

Um estudo do Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (NIKU) descobriu um navio viking em uma fazenda usando radar aéreo. O achado foi uma surpresa e um golpe de sorte, uma vez que este local …

Casamentos entre pessoas do mesmo sexo saltam 61,7% no Brasil

O número de casamentos realizados entre pessoas do mesmo sexo em 2018 aumentou 61,7% em relação ao ano anterior, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (04/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com …

Uber do entulho te ajuda a descartar resíduos corretamente

O lixo é definitivamente um problema contemporâneo de dimensões globais – e não só a qualidade, o material ou o destino desse lixo, mas também a forma de descarta-lo. Dos 387 quilos de resíduos que o …

Asteroide passará perto da Terra a 27.000 km/h na sexta-feira, alerta NASA

Um grande corpo celeste está se movendo na direção da Terra e chegará ao ponto mais próximo do nosso planeta nesta sexta-feira (6). De acordo com as estimativas da NASA, o asteroide 2019 WR3 mede entre …

Mensagem misteriosa pintada em urso polar na Rússia alarma pesquisadores

Imagens compartilhadas por perfis russos nas redes sociais com um urso polar pintado em spray com o símbolo "T-34" ter alarmado especialistas. Eles advertem que a pintura — cujas circunstâncias ainda não foram identificadas — pode …

Experimento deve provar que microgravidade inibe crescimento de tumores

De onde estiver, Stephen Hawking segue presente na ciência, e seus últimos conselhos devem render uma descoberta para lá de impressionante (e revolucionária). Em conversa com um pesquisador da Austrália, o gênio da física falou sobre …

Justiça absolve Lula e Dilma no caso "quadrilhão do PT"

Juiz que analisou caso afirma que denúncia apresentada por Rodrigo Janot contra cúpula do PT em 2017 foi tentativa de "criminalizar a atividade política". Ministério Público pediu absolvição dos réus em outubro. A Justiça Federal do …

Chineses ativam o primeiro radiotelescópio posicionado no lado afastado da Lua

Um experimento que levou mais de um ano para ser concluído no lado afastado da Lua finalmente está em funcionamento. Não está ainda 100%, mas o Netherlands-China Low-Frequency Explorer (NCLE) já consegue captar sinais de …

"Vão ter que mudar", diz Greta sobre Bolsonaro e Trump em retorno à Europa

A ativista chegou em Lisboa na tarde desta terça-feira (3), 21 dias depois de sair dos EUA a bordo de um veleiro. A jovem sueca retorna à Europa para participar da COP 25, a conferência …