Objetivo: Lua. Novo vaivém espacial russo pronto em 2019

airwingmedia.com

O programa espacial russo produziu um único vaivém espacial, o Buran, em 1983. O Buran foi ao espaço apenas duas vezes, a primeira em um voo sub-orbital em 1983, e a segunda em seu único voo orbital, não tripulado, em 1988. Na fotos, com o poderoso lançador Energia.

O programa espacial russo produziu um único vaivém espacial, o Buran, em 1983. O Buran foi ao espaço apenas duas vezes, a primeira em um voo sub-orbital em 1983, e a segunda em seu único voo orbital, não tripulado, em 1988. Na fotos, com o poderoso lançador Energia.

A nova espaçonave tripulada russa de transporte de nova geração vai servir para levar cosmonautas e carga para a Lua ou estações orbitais.

O programa espacial da Rússia já teve antes um vaivém espacial, o Buran 1.01, construído em 1983 para competir com os space shuttles dos EUA.

Mas o Buran foi ao espaço apenas duas vezes, a primeira em um voo sub-orbital em 1983, e a segunda em seu único voo orbital, não tripulado, em 1988, no qual fez duas órbitas à volta da Terra. O programa foi cancelado pelo presidente Boris Yeltsin em 1993.

Agora, a Rússia está de novo construindo uma nave espacial do tipo “vaivém espacial”.

O primeiro protótipo da nova nave espacial tripulada, a ser lançada rumo à Estação Espacial Internacional e à Lua num novo foguete lançador Angara A5V a partir do cosmódromo de Vostochny, pode ser desenvolvido até 2019.

A notícia foi comunicada à RIA Novosti pelo presidente da corporação espacial Energya, Vladimir Solntsev, durante o Salão Aeroespacial Internacional MAKS 2015.

airwingmedia.com

O space shuttle russo Buran

O space shuttle russo Buran

“Concordámos com os construtores que vamos apressar ou seja reduzir o prazo para desenvolver e produzir o primeiro exemplar desta nave espacial. Apesar do fato que anunciamos 2021 como a data da produção e do primeiro lançamento desta nave, planejamos fazê-lo já em 2019 e acho que conseguiremos fazer isso”, destacou Solntsev.

Segundo o presidente da Energya, a nave de transporte tripulada de nova geração que está em elaboração pela corporação vai servir para levar cosmonautas e cargas para a Lua ou estações orbitais.

“A nossa nova nave é de tipo vaivém. Serve pelo menos para 10 voos. Na sua produção são usadas tecnologias modernas, algumas delas não têm análogos na cosmonáutica mundial”, explica Solntsev.

“Há muitas diferenças entre a nova nave e a Soyuz que utilizamos hoje. Enquanto a Soyuz pode levar uma tripulação de 3 pessoas, a nova nave é capaz de transportar a bordo 4 pessoas. Além disso, o volume da cabina da nova nave é de 18 metros cúbicos, enquanto o da Soyuz é de 7 metros cúbicos”, continua.

“A duração de voo autónomo da nova nave pode atingir 30 dias”, concluiu Vladimir Solntsev.

O peso da nave em construção durante o voo para a estação orbital é de 14,4 toneladas e, durante o voo para a Lua, é de 19 toneladas. O peso da nave no regresso é de 9 toneladas. O comprimento da nave é de 6,1 metros.

Durante o voo para a Lua se planeja utilizar o novo foguete lançador russo de classe pesada Angara A5V.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Facebook implementa software de IA capaz de detectar fotos e vídeos falsos

Os deepfakes são arquivos de mídia, incluindo fotos, vídeos e áudio, editados através de inteligência artificial (IA), que fornecem alto realismo e muitas vezes causam confusão após serem compartilhados nas redes sociais. Na quarta-feira (16), os …

China envia três astronautas para sua estação espacial

Grupo deverá ficar três meses no espaço e colocar em funcionamento o módulo central da estação espacial Tiangong. China não participa da ISS por decisão dos EUA. A primeira missão tripulada enviada pela China para a …

Putin “não quer Guerra Fria com EUA”, diz Biden após encontro com presidente russo

Os presidentes dos Estados Unidos, Joe Biden, e da Rússia, Vladimir Putin, participaram nesta quarta-feira (16) de uma esperada reunião bilateral. O encontro realizado em Genebra acontece em um contexto de forte tensão entre …

Variante lambda do coronavírus: o que se sabe sobre mutação que se espalha pela América do Sul e preocupa OMS

Os vírus usam técnicas diferentes para continuar infectando as pessoas. E o caso da covid-19 não é exceção. As versões atuais da doença estão se espalhando muito mais facilmente do que a original, que surgiu na …

Embaixadores da Rússia e dos EUA "regressam ao trabalho", diz Putin após cúpula com Biden

A Rússia e os EUA acordaram o regresso de seus embaixadores, informou Vladimir Putin. Vladimir Putin, presidente da Rússia, disse, após conversas com seu homólogo americano Joe Biden, que os embaixadores russo e norte-americano voltam …

Cientistas desvendam segredos genéticos dos menores mamíferos mergulhadores do mundo

Biólogos descobriram os segredos genéticos dos menores mamíferos mergulhadores do mundo: os musaranhos aquáticos. Usando amostras de DNA para construir uma árvore evolutiva, cientistas revelaram em um estudo recente que o comportamento destes mamíferos comedores de …

Pandemia, tufões e inundações agravaram crise alimentar na Coreia do Norte

O líder norte-coreano Kim Jong-Un admitiu que o país enfrenta uma "situação alimentar crítica", informou a mídia estatal nesta quarta-feira (16). A Coreia do Norte, cuja economia sofre com os reflexos de várias sanções …

Israel ataca Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários

Bombardeios israelenses miram alvos do Hamas, testando cessar-fogo acertado em maio após 11 dias de conflito com militantes palestinos. Marcha de nacionalistas judeus em Jerusalém elevou tensão. Israel bombardeou alvos do Hamas na Faixa de Gaza …

Volkswagen volta a paralisar produção no Brasil por falta de semicondutores

A escassez de semicondutores volta a assombrar as montadoras brasileiras e os efeitos colaterais começam a aparecer novamente. A Volkswagen, pela segunda vez em 2021, vai paralisar a fabricação de automóveis no Brasil, mas, desta vez, …

Bolsonaro sobre passaporte de vacinação: "Se for aprovado, eu veto"

Presidente não apoia a criação de um passaporte para saber quem foi vacinado ou teve teste negativo para COVID-19, pois assim, as pessoas teriam que ser vacinadas e isso "não tem cabimento", segundo Bolsonaro. Nesta terça-feira …