Rio de Janeiro está próximo de proibir os canudos de plástico

O Rio de Janeiro deve ser a primeira cidade brasileira a se unir à luta mundial contra os canudinhos de plástico.

O item se tornou um dos principais símbolos da poluição plástica, já que seu tempo de utilização média é de apenas quatro minutos e ele pode demorar até mil anos para se decompor na natureza. Além disso, o canudo de plástico é de difícil reciclagem e já representa 4% do lixo plástico mundial.

Na semana passada, os vereadores do Rio de Janeiro aprovaram, em segunda discussão, o Projeto de Lei nº 1691/2015, de autoria do vereador Jairinho (MDB), que “obriga os restaurantes, lanchonetes, bares e similares, barracas de praia e vendedores ambulantes  a usar e fornecer a seus clientes apenas canudos de papel biodegradável e/ou reciclável individualmente e hermeticamente embalados com material semelhante.”

A medida agora segue para sanção ou veto do chefe do Poder Executivo, o prefeito Marcelo Crivella. Se a lei for aprovada, o Rio de Janeiro deve se juntar a um grupo de mais de dez países que aboliram os canudos de plástico, entre os quais estão França, Costa Rica, Noruega e Uruguai.

Algumas cidades, como Vancouver, também já se juntaram à luta contra esse vilão da poluição oceânica. Além do canudo de papel, apontado como opção renovável e biodegradável pelo projeto de lei carioca, os estabelecimentos também podem usar versões duráveis do canudo: existe canudo de vidro, de metal e até canudo comestível.

Na cidade maravilhosa, quem descumprir a lei e insistir no uso de canudos de plástico descartáveis estará sujeito a multa no valor de R$ 3 mil – que será dobrada em caso de reincidência. O vereador Leandro Lyra (Partido Novo) foi o único a votar contra a proposta.

O projeto contou com apoio da ONG Meu Rio, responsável por uma petição on-line para pressionar os vereadores. A lei é um primeiro passo institucional rumo ao combate do plástico oceânico no Rio de Janeiro, mas o consumidor já pode fazer sua parte recusando canudos descartáveis e cobrando alternativas dos estabelecimentos que frequenta.

Existe um Projeto de Lei semelhante tramitando no Senado desde o final de maio, fruto de uma ideia legislativa que pede a proibição da distribuição de canudos e sacolas plásticas, assim como dos microplásticos em cosméticos.

O Projeto de Lei nº 263, de 2018, está aguardando designação de um relator na Comissão de Meio Ambiente. É possível opinar enquanto a matéria tramita no Senado. Outro projeto em tramitação prevê a retirada gradual do plástico da composição de pratos, copos, bandejas e talheres descartáveis.

// EcoD

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …