Novo estudo científico revela que tiranossauros tinham “sexto sentido”

Os daspletossauros, os parentes mais próximos dos tiranossauros, não tinham as penas dos seus parentes mais famosos mas possuíam um particular “sexto sentido” felino que os ajudava a sentir as vibrações e a pressão, diz um artigo publicado na Scientific Reports.

“A descoberta deste órgão dos sentidos é especialmente curiosa, dado que seu antepassado é o nervo triplo, que deu origem aos outros tipos de ‘sexto sentido’, diz Jayc Sedlmayr, pesquisadora da Universidade da Louisiana em Nova Orleans, nos EUA.

“Outros exemplos deste ‘sexto sentido’ são os ‘bigodes’ nos mamíferos, a capacidade de ver no escuro das víboras, a ‘bússola’ biológica das aves, os sensores dos ornitorrincos e golfinhos e a tromba dos elefantes”, acrescenta Sedlmayr, autora do artigo publicado na revista Scientific Reports.

Ao longo dos últimos anos, os tiranossauros e muitos parentes deles sofreram uma mudança brusca de “estilo”, explica Thomas Carr, co-autor do estudo.

Hoje em dia os cientistas acreditam que os tiranossauros não eram répteis com escamas, como são retratados no Jurassic Park e em outros filmes, mas criaturas aladas cujos dentes se escondiam atrás de lábios grossos.

Além disso, muitos pesquisadores, por exemplo, o conhecido paleontólogo e consultor científico do Jurrasic Park, Jack Horner, opinam que os tiranossauros não eram animais predadores, mas se alimentavam dos restos dos “banquetes” de outros animais ou arrancavam a caça dos dinossauros maiores.

Para isso indicam várias peculiaridades estranhas na estrutura dos crânios dos tiranossauros que tinham, inesperadamente, uma mordida bem suave.

Ao examinarem os restos dos daspletossauros achados nas rochas no estado de Montana, Sedlmayr e seus colegas revelaram mais uma característica curiosa próprias dos tiranossauros que os torna semelhantes aos crocodilos e até aos gatos e não aos outros dinossauros predadores.

Os daspletossauros representam os parentes maiores dos tiranossauros que reinavam na ilha Laramídia, metade ocidental da futura América do Norte que, na época, era dividida pelas águas do oceano mundial, há 77-74 milhões de anos.

Os restos destes pangolins que os autores do artigo encontraram em Montana pertenciam a uma espécie de daspletossauros anteriormente desconhecida cujos representantes habitavam a Terra muito depois da alegada data da extinção destes “primos” dos tiranossauros, ou seja, há 74-74 milhões de anos.

O pangolim batizado como Daspletosaurus horneri, em homenagem a Jack Horner, não tinha nada a ver com os tiranossauros “contemporâneos”.

Uma análise da anatomia do seu crânio e da estrutura da superfície dos seus ossos mostrou que sua cabeça era coberta de grandes escamas e não de plumas, enquanto o nariz era um órgão peculiar parecido pelas suas funções com os “bigodes” dos felinos ou a ponta do focinho dos crocodilos.

Isto se manifestou no fato do nariz do daspletossauro de Horner poder sentir vibrações mínimas na pressão contra a parte frontal do focinho graças a uma estrutura especial dos ossos do seu maxilar. Os crocodilos usam este “sexto sentido” para detetar a posição da vítima nas profundezas da água.

A existência de tal órgão no Daspletosaurus horneri, segundo consideram os cientistas, significa que eles, ao despeito do “grande” nome dos seus xarás, provavelmente eram predadores e não se alimentavam com crestos de caça, o que contradiz a teoria de Horner.

Para que os daspletossauros precisavam de tal “sexto sentido”? Por enquanto, os cientistas não têm uma resposta clara para esta pergunta, mas eles acreditam que os pangolins podiam usá-lo para cuidar dos filhotes a não só para procurar alimentação.

O nariz sensível podia ajudar as fêmeas dos daspletossauros a formarem os assentamentos de ovos, virá-los, avaliar sua temperatura, deslocar os filhotes e fazer outras coisas nas quais se precisa de uma sensibilidade elevada e exatidão de movimentos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …