Novo estudo científico revela que tiranossauros tinham “sexto sentido”

Os daspletossauros, os parentes mais próximos dos tiranossauros, não tinham as penas dos seus parentes mais famosos mas possuíam um particular “sexto sentido” felino que os ajudava a sentir as vibrações e a pressão, diz um artigo publicado na Scientific Reports.

“A descoberta deste órgão dos sentidos é especialmente curiosa, dado que seu antepassado é o nervo triplo, que deu origem aos outros tipos de ‘sexto sentido’, diz Jayc Sedlmayr, pesquisadora da Universidade da Louisiana em Nova Orleans, nos EUA.

“Outros exemplos deste ‘sexto sentido’ são os ‘bigodes’ nos mamíferos, a capacidade de ver no escuro das víboras, a ‘bússola’ biológica das aves, os sensores dos ornitorrincos e golfinhos e a tromba dos elefantes”, acrescenta Sedlmayr, autora do artigo publicado na revista Scientific Reports.

Ao longo dos últimos anos, os tiranossauros e muitos parentes deles sofreram uma mudança brusca de “estilo”, explica Thomas Carr, co-autor do estudo.

Hoje em dia os cientistas acreditam que os tiranossauros não eram répteis com escamas, como são retratados no Jurassic Park e em outros filmes, mas criaturas aladas cujos dentes se escondiam atrás de lábios grossos.

Além disso, muitos pesquisadores, por exemplo, o conhecido paleontólogo e consultor científico do Jurrasic Park, Jack Horner, opinam que os tiranossauros não eram animais predadores, mas se alimentavam dos restos dos “banquetes” de outros animais ou arrancavam a caça dos dinossauros maiores.

Para isso indicam várias peculiaridades estranhas na estrutura dos crânios dos tiranossauros que tinham, inesperadamente, uma mordida bem suave.

Ao examinarem os restos dos daspletossauros achados nas rochas no estado de Montana, Sedlmayr e seus colegas revelaram mais uma característica curiosa próprias dos tiranossauros que os torna semelhantes aos crocodilos e até aos gatos e não aos outros dinossauros predadores.

Os daspletossauros representam os parentes maiores dos tiranossauros que reinavam na ilha Laramídia, metade ocidental da futura América do Norte que, na época, era dividida pelas águas do oceano mundial, há 77-74 milhões de anos.

Os restos destes pangolins que os autores do artigo encontraram em Montana pertenciam a uma espécie de daspletossauros anteriormente desconhecida cujos representantes habitavam a Terra muito depois da alegada data da extinção destes “primos” dos tiranossauros, ou seja, há 74-74 milhões de anos.

O pangolim batizado como Daspletosaurus horneri, em homenagem a Jack Horner, não tinha nada a ver com os tiranossauros “contemporâneos”.

Uma análise da anatomia do seu crânio e da estrutura da superfície dos seus ossos mostrou que sua cabeça era coberta de grandes escamas e não de plumas, enquanto o nariz era um órgão peculiar parecido pelas suas funções com os “bigodes” dos felinos ou a ponta do focinho dos crocodilos.

Isto se manifestou no fato do nariz do daspletossauro de Horner poder sentir vibrações mínimas na pressão contra a parte frontal do focinho graças a uma estrutura especial dos ossos do seu maxilar. Os crocodilos usam este “sexto sentido” para detetar a posição da vítima nas profundezas da água.

A existência de tal órgão no Daspletosaurus horneri, segundo consideram os cientistas, significa que eles, ao despeito do “grande” nome dos seus xarás, provavelmente eram predadores e não se alimentavam com crestos de caça, o que contradiz a teoria de Horner.

Para que os daspletossauros precisavam de tal “sexto sentido”? Por enquanto, os cientistas não têm uma resposta clara para esta pergunta, mas eles acreditam que os pangolins podiam usá-lo para cuidar dos filhotes a não só para procurar alimentação.

O nariz sensível podia ajudar as fêmeas dos daspletossauros a formarem os assentamentos de ovos, virá-los, avaliar sua temperatura, deslocar os filhotes e fazer outras coisas nas quais se precisa de uma sensibilidade elevada e exatidão de movimentos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …

Evangélicos fazem coro com Bolsonaro e negam riscos do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro gosta de copiar o seu ídolo americano, Donald Trump – da suposta inofensividade do coronavírus até os poderes de cura de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, passando pela teoria da conspiração …

'Estamos em guerra': França confiscou 1 milhão de máscaras destinadas à Espanha e Itália

Os dois países se envolveram em uma disputa diplomática depois que parte das máscaras com destino a outros países vindas da China foram retidas em cidades francesas. As autoridades francesas apreenderam milhões de máscaras que uma …

Sobrevivente da 2ª Guerra e Gripe Espanhola se cura do coronavírus ao 104 anos

Depois da Segunda Guerra Mundial e da pandemia de gripe espanhola, a nova inimiga do soldado aposentado William ‘Bill’ Lapschies, nascido em Salem em 1916, foi a Covid-19 – e ele venceu a batalha! Aos 104 …