Pássaros vivem, sapos não: quem sobreviverá às mudanças climáticas

Enquanto o nosso planeta continua aquecendo mais rapidamente que o nosso almoço, cientistas identificaram outra consequência prejudicial das mudanças climáticas. De acordo com os biólogos, os mamíferos de sangue quente e os pássaros terão mais facilidade que os anfíbios e répteis para sobreviver às mudanças.

Não só a temperatura do nosso planeta está em completa desordem, como algumas espécies podem ter mais dificuldades em se adaptar que outras, potencialmente adulterando a balança da biodiversidade da Terra para sempre. Um estudo sobre o assunto foi publicado esta semana na revista Nature Ecology & Evolution.

Os cientistas da University of British Columbia, no Canadá, observaram os dados da atual distribuição dos animais, assim como o registro de fósseis e informações filogenéticas de 11,465 espécies diferentes e reconstruíram com precisão o local exato onde cada espécie viveu e sob que temperaturas, durante os últimos 270 milhões de anos.

Assim, os pesquisadores descobriram que os animais endotérmicos, como os mamíferos e pássaros, conseguiram se espalhar pelo planeta, e migrar para ambientes mais frios. Este fato os torna mais propensos a sobreviver aos efeitos das mudanças climáticas do que os seus pares ectotérmicos: os répteis e anfíbios.

O raciocínio se baseia em três qualidades distintas que os mamíferos endotérmicos têm face às espécies ectotérmicas.

Em primeiro lugar, os pássaros e mamíferos têm limites climáticos mais amplos, o que significa que seriam aptos a sobreviver em uma maior variedade de ambientes.

Em segundo lugar, os animais endotérmicos têm uma capacidade de dispersão maior. Ou seja, conseguem viajar por lugares inadequados para habitat. Por último, os pesquisadores identificaram que os endotérmicos são capazes de aquecer os seus embriões em desenvolvimentos e alimentá-los.

Por outro lado, os ectotérmicos não mostraram qualquer capacidade de se adaptar a climas a que já não estejam habituados, potencialmente devido à sua fisiologia. Enquanto os mamíferos e pássaros serão capazes de autorregular suas temperaturas, os sapos e répteis não. E os seres humanos?

“O Homo Sapiens é apenas uma espécie endotérmica e uma espécie muito jovem (com apenas 1 milhão de anos), de modo que a conclusão do padrão geral pode não se aplicar a esta espécie em particular”, disse ao Alphr Jonathan Rolland, o autor do estudo.

“Uma potencial aplicação do resultado nos humanos é provavelmente que a aquisição da endotermia na evolução pode ajudar todos os mamíferos (e provavelmente também todas as linhagens ancestrais que levem aos hominídeos) para sobreviver melhor após as mudanças climáticas”.

E o que os Homo Sapiens podem aprender com os pássaros e mamíferos para sobreviver ao aquecimento global? Apesar de Rolland admitir não ser especialista na área, acredita que, ironicamente, a resposta pode estar na biodiversidade.

“Eu acredito que preservar a biodiversidade ajudará os humanos, porque confiamos em ecossistemas eficientes que funcionam para os nossos recursos e isso só pode acontecer se uma parte substancial da biodiversidade for conservada”, explicou Rolland.

“Conservar algumas espécies ajudará a conservar alguma estabilidade na cadeia alimentar e, em último plano, nos permitir manter um tamanho populacional razoável ao longo do tempo”. É um plano apropriado, apesar de as coisas já não parecerem estar em muito bom estado no que toca à biodiversidade.

De acordo com o Centro de Saúde e do Meio Ambiente Global de Harvard, as mudanças climáticas ameaçam 25% das espécies na terra e na água com extinção, se estas falharem em se adaptar às mudanças de temperatura do mundo.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

China revela análise de substância estranha encontrada na Lua em 2019

Em julho de 2019, a equipe da missão chinesa Chang'e 4 encontrou uma substância estranha na Lua. A descoberta foi anunciada em agosto do mesmo ano, chamando a atenção da comunidade científica, mas nada foi …

Cientistas alertam OMS para transmissão aérea do coronavírus além de dois metros

A transmissão aérea do novo coronavírus interpela os especialistas desde o início da pandemia. Nessa segunda-feira, um grupo de 239 cientistas alertou as autoridades de saúde do mundo inteiro, e em particular a OMS, …

Governo tem que tirar garimpeiros de terras yanomami em 15 dias para começar a enfrentar covid-19 em áreas indígenas

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou que o Governo Federal deveria retirar os garimpeiros das terras yanomami de Roraima como medida para conter o avanço do novo coronavírus nos territórios indígenas. A decisão liminar …

Encontrada a origem da vida no universo

Uma estrela morre por segundo no universo. Mas esses objetos estelares não somem totalmente, algo sempre fica para trás. Certas estrelas entram em supernova, que geram um buraco negro ou uma estrela de nêutrons, enquanto a …

Bolsonaro afirma que está com covid-19

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (07/07) que seu exame para detectar a covid-19 teve resultado positivo. Bolsonaro, de 65 anos, se submeteu ao exame na segunda-feira, após dizer que estava sentindo sintomas leves da …

Caso de peste bubônica é confirmado na China

Enquanto o mundo vem buscando tratamentos para a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), antigas doenças e ameças podem ressurgir, como um sinal de alerta para a sociedade. É esse o caso relatado pelas autoridades da saúde …

Petição que substituir estátua de Cristóvão Colombo por uma do músico Prince

O histórico processo de revisão das estátuas, nomes de rua e outras homenagens a personagens ligados ao racismo ou outros massacres étnicos prevê a retirada de tais homenagens, mas não somente: figuras efetivamente merecedoras dos …

EUA podem proibir aplicativos chineses, incluindo TikTok, diz secretário de Estado

Mike Pompeo já acolheu uma medida semelhante da Índia, que emitiu uma ordem provisória bloqueando o TikTok e outros 58 aplicativos ligados à China em meio ao primeiro choque fronteiriço mortal em décadas. O secretário de …

Brasil tem mais de 65 mil mortes por covid-19

O Brasil superou a marca de 65 mil mortos por covid-19 nesta segunda-feira (06/07), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde. Foram 620 óbitos registrados nas últimas …

Homem cria uma "cadeira de rodas" off-road para que sua esposa possa ir a lugares que ela nunca imaginou

Quem precisa de uma cadeira de rodas para se locomover sabe que não é nada fácil percorrer certos terrenos. Viagens a lugares nevados, trilhas tropicais, montanhas… Tudo isso parece impossível. Mas não deveria ser. Aliás, …