Sapos estão passando por um período de extinção “catastrófico”

Um novo estudo liderado pela Universidade de Gante (Bélgica) descreveu uma “perda catastrófica e contínua” de anfíbios em todo o mundo.

Na estimativa “conservadora” da pesquisa, 501 espécies de sapos e outros anfíbios já foram devastadas pela quitridiomicose, uma doença causada por um fungo que viajou o mundo na esteira da globalização e do comércio de animais selvagens.

Quase 20% dessas espécies são consideradas extintas na natureza, e mais podem ser exterminadas à medida que os seres humanos destroem o meio ambiente.

A quitridiomicose é causada por duas cepas do fungo Batrachochytrium, tendo se espalhado da península coreana para o resto do mundo em um tempo espantosamente curto. A doença faz com que animais morram de insuficiência cardíaca.

Embora as duas linhagens só tenham sido descobertas em 1998 e 2013, a condição provavelmente vem impulsionando o declínio de anfíbios desde os anos 1980.

O novo estudo é o primeiro a ter uma visão global do impacto da quitridiomicose. “Havia uma necessidade de avaliar objetivamente esse impacto, que, infelizmente, acabou sendo mais grave do que o esperado”, disse Frank Pasmans, ecologista da Universidade de Gante.

As descobertas, que se baseiam em dados coletados pela União Internacional para a Conservação da Natureza, outros estudos e entrevistas com especialistas em anfíbios, mostram que a quitridiomicose causou a maior perda de biodiversidade atribuída a uma doença na história.

O fungo que causa a condição é a espécie invasora mais nociva do planeta. Além de 18% dos anfíbios atingidos serem extintos, outras 124 espécies viram suas populações diminuírem em 90% ou mais, colocando-as à beira da extinção. Apenas 60 espécies mostraram sinais de recuperação.

Pasmans observou que o pior da epidemia já passou em lugares onde a doença foi encontrada, após um pico nos anos 2000 no oeste da América do Sul, a região mais duramente atingida. Mas isso não significa que o perigo acabou. “Com a mudança global, a interação entre o fungo e o sapo pode mudar”, Pasmans contou ao portal Gizmodo.

Uma das cepas do fungo quitrídio, que afeta principalmente salamandras, também pode se espalhar para a Europa ou para as Américas, “regiões ricas em espécies altamente suscetíveis”.

“Isso deve nos fazer refletir sobre os danos que a globalização descontrolada pode causar à biodiversidade. Os anfíbios são atualmente o exemplo mais emblemático disso, mas situações semelhantes podem acontecer com qualquer organismo. Se quisermos preservar a biodiversidade, teremos que introduzir barreiras”, argumenta.

Como seriam essas barreiras, em um mundo com estradas, aviões, barcos e trens que cruzam ecossistemas?

Segundo Pasmans, a globalização abriu uma caixa de Pandora de espécies invasoras e doenças, e a mudança climática está aumentando o estresse.

O comércio global mais regulado, particularmente quando se trata de animais, poderia mitigar alguns dos riscos. Alguns cientistas até pediram a proibição da importação de todos os anfíbios para os EUA para impedir a disseminação do fungo. Intervenções mais agressivas onde o quitrídio ou outras espécies ou doenças invasivas foram encontrados poderiam oferecer outro caminho.

Se tudo falhar, podemos rezar pelo sucesso de um último recurso: “eventualmente, os sapos (pelo menos aqueles que não foram extintos) e o fungo podem aprender a coexistir”. Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista científica Science.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Maior organização de escoteiros dos EUA declara falência após processos de abuso sexual

O grupo Boys Scouts of America, principal movimento de escoteiros dos Estados Unidos, apresentou um pedido de falência nesta terça-feira (18), em um esforço para salvaguardar as indenizações às vítimas de abuso sexual, afirma um …

Ações humanas alteram dispersão de sementes na Amazônia, aponta estudo

Análise de mais de 26 mil árvores demonstra que atividades como queimadas e desmatamento abalam o equilíbrio entre fauna e flora. Com degradação, restam animais pequenos na floresta, que espalham sementes menores. Quando se fala em …

Sucesso nas apostas depende do apostador

Se você quer ter lucro nas apostas, precisa fundamentalmente de duas coisas: ter vantagem em relação à casa de apostas e um método de apostas bem rigoroso. Falamos disso porque muitos dos apostadores deixam dinheiro às …

Bezos doará US$ 10 bilhões para combater mudanças climáticas

Dono da Amazon anuncia fundo para financiar pesquisas voltadas a reduzir impactos do aquecimento global. Empresa tem enorme pegada de carbono por uso de combustíveis fósseis no transporte de produtos. O multimilionário americano Jeff Bezos afimou …

Jogador alvo de racismo toma atitude que todo mundo deveria ter e abandona gramado

Na última rodada da Liga Portuguesa, o Porto venceu fora de casa Vitória de Guimarães por 2 a 1. O gol que definiu a partida foi do malinês Marega. O ponta de lança recebeu um …

Ministra da Saúde de Macron vai disputar prefeitura de Paris em batalha de mulheres

O partido presidencial francês e seus aliados centristas encontraram neste domingo (16) na ministra da Saúde, Agnès Buzyn, 58, a sucessora ideal para Benjamin Griveaux. O candidato de Emmanuel Macron ao cargo de prefeito de …

Organização vende suposto DNA de Donald Trump e outros líderes globais

Nesta sexta-feira, uma organização chamada Earnest Project passou a oferecer a chance de possuir amostras de DNA de alguns líderes mundiais e outras celebridades. O grupo alega que coletou clandestinamente itens descartados pelos participantes do Fórum …

Tribunal alemão suspende derrubada de floresta para fábrica da Tesla

Justiça ordena que gigante americana interrompa corte de árvores nos arredores de Berlim enquanto analisa pedido de associação ambiental. Empresa de Elon Musk planeja construir ali sua primeira "gigafábrica" da Europa. Um tribunal na Alemanha determinou …

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …