Paleontólogos descobriram as “pegadas mais antigas da Terra”

Shuhai Xiao et al. / Science Advances

As pegadas encontradas na China datam de 10 milhões de anos antes da Explosão Cambriana

Um grupo de cientistas da China afirma ter descoberto as “pegadas mais antigas” já encontradas. Os fósseis, localizados no Yangtze Gorges, no sul da China, foram formados em trilhas paralelas na lama e datam de 551 milhões de anos atrás.

De acordo com o Independent, as pegadas fossilizadas datam de 10 milhões de anos antes da Explosão Cambriana, quando artrópodes e outras formas de vida animal floresceram muito rapidamente. Acredita-se que também tenha sido neste momento que apareceram criaturas com pares de pernas capazes de deixar esse tipo de pegada.

Cientistas do Instituto de Geologia e Paleontologia da Academia Chinesa de Ciências de Nanjing, com pesquisadores da Virginia Tech, nos EUA, estudaram os rastros e as depressões encontradas na área rica em fósseis perto do Rio Yangtze.

Questionado sobre como as equipes de pesquisa sabiam que as impressões encontradas eram pegadas, Shuhai Xiao, cientista da Virginia Tech, disse ao Independent que “se um animal faz pegadas, elas são depressões na superfície do sedimento e as depressões são preenchidas com sedimentos da camada sobrejacente.

“Este estilo de preservação é diferente dos outros traços de fósseis, como por exemplo em túneis e tocas ou fósseis de corpos”, explicou.

“As pegadas estão organizadas em duas filas paralelas, como se fossem feitas por animais com apêndices emparelhados. Além disso, os animais se organizavam em grupos repetidos, como é esperado se o animal tem múltiplos apêndices emparelhados”.

Shuhai Xiao et al / Science Advances

As pegadas encontradas na China datam de 10 milhões de anos antes da Explosão Cambriana

Até agora, não existiam evidências de animais com membros inferiores antes da Explosão Cambriana. O súbito aumento na diversidade de espécies ocorreu na Terra entre 510 e 540 milhões de anos atrás. De forma incomum, as pegadas encontradas parecem ser irregulares e desorganizadas, sugerindo que esses animais eram “desajeitados”.

No estudo, publicado semana passada na Science Advancesos cientistas explicam que as faixas tinham semelhanças com as impressões fósseis registradas em Dunure e Montrose, na Escócia, datadas entre 419 a 358 milhões de anos.

No entanto, a nova descoberta não dá informações suficientes para que os cientistas possam determinar que tipo de animal deixou essas pegadas.

“Nós declaramos explicitamente no artigo que não sabemos exatamente que animais fizeram essas pegadas. Além disso, os animais devem ter sido bilateralmente simétricos, porque tinham um par de apêndices”, frisou Xiao.

Xiao notou ainda que há três grupos vivos de animais com apêndices emparelhados: os artrópodes (como as abelhas), os anelídeos (como os vermes) e os tetrápodes (como os humanos).

“Artrópodes e anelídeos – ou seus ancestrais – são possibilidades para levar em conta; e artrópodes e anelídeos modernos dão evidências apropriadas para guiar nossa interpretação sobre esses fósseis”, diz Xiao.

“A menos que o animal tenha morrido e fossilizado perto das suas pegadas, é difícil dizer com confiança qual animal deixou as pegadas”, conclui o paleontólogo.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Revelada razão de comportamento instável de estrelas perto dos centros galácticos

Estrelas de ramo horizontal extremo são mais brilhantes e têm um ciclo de vida inferior ao das estrelas comuns, de acordo com um novo estudo. Os astrônomos estudaram o comportamento de um tipo especial de estrelas, …

Trump ameaça acionar Forças Armadas para conter protestos

No 7.º dia de manifestações antirracismo, Presidente dos EUA critica inação de governadores e promete enviar milhares de soldados para pôr fim a distúrbios. Visita de Trump a igreja é criticada como tentativa de autopromoção. O …

Não é apenas o coronavírus: surto de ebola retorna ao Congo

Foi confirmada, pelo ministro da Saúde do Congo, a descoberta de novos casos de Ebola na província de Équateur. O último surto do vírus altamente mortal ocorreu em 2018 e matou 33 pessoas no país. O …

Coronavírus: São Paulo se prepara para reabertura com 70% de leitos ocupados

O governo estadual de São Paulo ordenou a reabertura gradual dos estabelecimentos comerciais a partir dessa terça-feira (2). A gestão diz se basear no índice de infecções do novo coronavírus por cidade. Mesmo com 70% …

Júpiter é tão grande que quase virou um sol

Júpiter é o maior planeta do sistema solar. Assim, bem maior mesmo. Do tipo se você pegar todos os outros planetas e juntar suas massas, não chega nem aos pés dele. Nem mesmo metadinha. Esse gigante …

União Europeia pede que EUA reconsiderem sua decisão de cortar relações com a OMS

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o chefe de relações internacionais da União Europeia, Josep Borrell, pediram neste sábado (30) que os Estados Unidos “reconsiderem a decisão anunciada” de romper …

Astronautas da NASA chegam à ISS em nave da SpaceX e entram para a história

Depois de viajarem pelo espaço por 19 horas, os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley chegaram à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da nave Crew Dragon alguns minutos antes do previsto. O lançamento histórico aconteceu …

Nova Zelândia se encontra em cima de enorme bolha de lava, segundo pesquisa

Durante os anos 70, pesquisadores propuseram a teoria de que o interior do planeta se agita lentamente como uma bolha de lava. Estas bolhas flutuantes surgem como plumas do manto derretido do centro da Terra, onde …

Alemães usam criatividade para manter distanciamento social

Até final de junho, distância mínima está em vigor em espaços públicos. Instituições de cultura encontraram meios engenhosos para reunir grupos com segurança. Ideias vão de chapéu com boia até orações em estacionamento. Com medidas de …

YouTube exibe mais de 100 filmes de ‘Cannes’ e outros festivais de cinema durante quarentena

Assim como outros eventos do cinema em 2020, o ‘Festival de Cannes’ foi cancelado em função da pandemia do novo coronavírus. Já os festivais de Veneza e Toronto, previstos para setembro, ainda são incertos. Mas, …