Pessoas vacinadas serão isentas de restrições sanitárias na Alemanha

USACE Europe District / Flickr

A Alemanha pretende suspender algumas restrições para as pessoas que já foram vacinadas contra o coronavírus. Quem já foi imunizado não será mais obrigado a apresentar um teste negativo para entrar em lojas que exigem um certificado e não será submetido ao limite de participantes em reuniões privadas, informou nesta terça-feira a ministra da Justiça alemã.

“As pessoas que já foram vacinadas não vão precisar mais de um teste negativo se quiserem fazer compras, ir ao cabeleireiro ou visitar um jardim botânico, por exemplo”, disse Christine Lambrecht em um comunicado. Os imunizados também poderão ir, sem limites de participantes, a eventos privados, acrescentou a ministra.

O toque de recolher noturno, recentemente introduzido a partir das 22h, também não será aplicado às pessoas que receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19.

O texto, aprovado pelo governo nesta terça-feira, deve agora passar pelo Parlamento. Mas tudo leva a crer que a proposta não encontrará obstáculos.

A câmara baixa do Parlamento, o Bundestag, vai votar o projeto na quinta-feira (6) e o Bundesrat, a câmara alta, na sexta (7). Se for validada, a medida pode entrar em vigor já no próximo fim de semana.

Até segunda-feira (3), mais de 6,7 milhões de pessoas já haviam recebido as duas doses necessárias da vacina e quase 24 milhões receberam uma dose, de acordo com o Instituto Robert Koch.

A Alemanha, duramente atingida por uma terceira onda da epidemia no final do ano passado, vem adotando há vários meses muitas restrições, desde o fechamento de bares, restaurantes, espaços culturais e esportivos, até a paralisação do comércio não essencial. Além disso, o país limitou drasticamente as reuniões privadas e introduziu um toque de recolher noturno.

População mais prudente

Os especialistas estimam que desde que as previsões de melhora anunciadas pelo governo nas vésperas da Páscoa não se concretizaram, a população se conscientizou da gravidade da situação e adotou uma atitude mais prudente.

O governo também decidiu, ao contrário de muitos países europeus, não definir por enquanto um cronograma para a reabertura dos estabelecimentos.

“Tivemos que restringir os direitos fundamentais durante a crise de saúde para proteger as vidas e a saúde pública. Foi extremamente doloroso para mim, na condição de ministra da Justiça”, enfatizou Lambrecht. “Sempre deixei claro que os direitos fundamentais deverão ser restaurados quando a sua restrição já não se justificar”, acrescentou a ministra social-democrata.

“A queda nas taxas de infecção e o fato de que cada vez mais pessoas estão sendo vacinadas me dão confiança de que poderemos avançar rapidamente para outras fases de abertura”, declarou, sublinhando, no entanto, que “a pandemia ainda não acabou”.

Nesta terça-feira, a Alemanha contabilizava um total de 3.433.516 casos oficialmente declarados de Covid-19 (+7.534 em 24 horas) e 83.591 mortes (+315).

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …