28 mil pessoas assinaram uma petição para mudar a palavra “no” para “yesn’t”

Esta semana, foi criada uma petição para mudar a palavra “no” (não) para “yesn’t” (qualquer coisa como des-sim), que já foi assinada por quase 28 mil pessoas. O objetivo são 35 mil assinaturas.

De acordo com o Mashable, a petição tem ganhado assinantes a um ritmo alucinante: desde terça-feira (15), data em que foi criada, mais de 28 mil pessoas assinaram o documento que pede a mudança da palavra inglesa “no” (não) para “yesn’t” (algo que poderia ser traduzido como des-sim).

A petição está, efetivamente, resultando, uma vez que o Google nota um pico nas tendências de pesquisa pela palavra.

Segundo a página Know Your Meme, a palavra inglesa yesn’t apareceu pela primeira vez em abril de 2008 no Dicionário Urbano. A definição daquele ano se referia a “talvez sim, talvez não”. A palavra seria usada da seguinte forma: “Quer fazer alguma coisa esta noite? Yesn’t”.

Na rede social Reddit, começaram a aparecer explicações da ideia por trás da palavra. “Por exemplo, should not é o oposto de should e é contraído como shouldn’t. A piada é que, em vez de usar a palavra já existente no, deveríamos aplicar a mesma lógica ao yes, tornando-a um yesn’t, que é a contração de yes not.

Nas redes sociais, como o Twitter, alguns internautas brincaram com a ideia: “Sempre tive dificuldades em dizer não, por isso, a partir de agora, vou usar o termo yesn’t”.

Se concorda com a alteração, pode se juntar aos mais de 28 mil assinantes, que almejam chegar aos 35 mil, e assinar a petição aqui.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Salvator Mundi, obra mais cara de Da Vinci avaliada em R$2,6 bi, é vista em iate de príncipe

A obra de arte mais cara do mundo é ‘Salvator Mundi’, atribuída a Leonardo da Vinci. Com valor estimado em mais de 400 milhões de dólares ou superior aos 2,6 bilhões de reais, seu paradeiro …

Variante indiana da Covid-19 se propaga mais rápido e é menos detectada por testes PCR

A Índia enfrenta a pior onda de contaminações da Covid-19 desde o início da pandemia, com mais de 165 mil casos registrados nas últimas 24 horas: duas vezes mais do que no último pico, em …

Tipo sanguíneo não afeta risco de contrair COVID-19, diz novo estudo

Um estudo buscou entender se determinados tipos sanguíneos trazem mais riscos de contrair a COVID-19, e concluiu que não é o caso. Com a pandemia, muito se questiona em relação ao comportamento da COVID-19 em nosso …

Buracos negros são famintos, mas possuem boas maneiras à 'mesa', aponta estudo

Todos os buracos negros supermassivos nos centros das galáxias possuem períodos nos quais devoram a matéria situada de seus arredores. De acordo com um estudo publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics, as galáxias ativas têm …

Pnad e Caged: No auge do desemprego, Brasil enfrenta falhas nas estatísticas do mercado de trabalho que confundem e desorientam

Num momento em que o país tem registrado números diários de mortes por covid-19 que ultrapassam 4 mil e diversos Estados e municípios reforçam medidas de distanciamento social, na tentativa de conter a propagação do …

Jovem negro de Minnesota morreu por “disparo acidental”, afirma polícia

Policial teria confundido arma de descarga elétrica com arma de fogo. Incidente em meio a julgamento da morte de George Floyd acirra tensões e agrava protestos. Mineápolis e outras cidades ampliam toque de recolher. A policial …

Bia, assistente de voz do Bradesco, vai responder mensagens de assédio

O Bradesco precisou tomar providências para proteger uma mulher de assédio. No caso, uma mulher que nem existe fisicamente. A mulher que dá voz ao sistema de inteligência artificial do aplicativo, a Bia (sigla para Bradesco …

Covid-19: Médicos pressionam governo francês para aumentar controles de pessoas vindas do Brasil

Especialistas acreditam que medidas do governo francês para frear entrada de variante P1 no país são insuficientes e pressionam para aumento de controles de passageiros provenientes do Brasil nos aeroportos ou pela suspensão dos …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …