Provas de lendário urso polar gigante são descobertas no Alaska

Uma equipe de arqueólogos encontrou um crânio de um urso polar gigante, no Alaska, que pode pertencer a uma nova sub-espécie, desconhecida até agora, e dar forma a relatos dos povos nativos quanto a uma lenda antiga.

Este é o quarto maior crânio de urso polar já encontrado até agora, conta o Western Digs, destacando que foi descoberto em Walakpa, um local arqueológico situado na zona mais remota do norte do Alaska.

Encontrado após uma tempestade, o crânio teria cerca de 1300 anos, conforme demonstra a datação por radio-carbono, e mede cerca de 41 centímetros, desde a ponta do nariz até a parte de trás, revelando uma forma estranhamente alongada que o diferencia dos crânios dos ursos polares comuns.

Anne Jensen et al.

Crânio de um urso polar gigante encontrado no Alaska

Crânio de um urso polar gigante encontrado no Alaska

“Não sabemos o tamanho exato, mas sabemos que era um grande urso“, diz ao Western Digs a arqueóloga Anne Jensen, que estuda a zona de Walapka há vários anos.

A pesquisadora salienta que se trata de um “adulto” que pode pertencer a uma sub-espécie de ursos polares desconhecida até agora, mas ainda viva. Apesar de poder ter passado despercebido aos cientistas, este urso polar gigante poderia conviver há milhares de anos com os povos indígenas do Ártico, salienta Jensen.

Os descendentes dos nativos da zona falam de lendas contadas pelos antepassados sobre “ursos reis” ou “ursos doninhas” que teriam quase 5 metros de comprimento – um tamanho impressionante quando os atuais ursos polares medem entre pouco mais de um metro a 2 metros.

A zona de Walakpa foi habitada pela chamada cultura Birnirk, há cerca de 1400 anos.

O crânio dataria do período entre os anos de 670 a 800, salienta a Canada International, que destaca que estamos perante “o mais velho e completo crânio de urso polar encontrado no Alaska”. A ideia justifica o fato de ter sido batizado como “The Old One” (“O Velho”).

“Um arquivo de tecido congelado”

Descoberto casualmente em 2014, graças a uma tempestade que o desenterrou do solo congelado, as condições climatéricas difíceis e a falta de fundos foram adiando as pesquisas no terreno.

Anne Jensen e a sua equipa só em 2016 conseguiram ir ao local investigar e depararam-se com “um arquivo de tecido congelado”, com informações que podem “preencher com detalhes” como era a vida no Ártico há milhares de anos, explica a arqueóloga.

Agora são necessários mais estudos de DNA para “entender como culturas passadas funcionavam em um ambiente muito difícil”, destaca a pesquisadora.

Mas a pesquisa se encontra ameaçada pelas condições climáticas e pela falta de dinheiro para explorar o local com a precisão e a pressa necessárias, para evitar a deterioração dos artefatos arqueológicos que poderão ser encontrados.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudo de terapia com MDMA é tão poderoso que 67% dos voluntários foram curados de trauma

Um teste clínico em humanos inovador alcançou resultados extremamente estatisticamente significativos e uma excelente taxa de segurança, demonstrando que a terapia psicodélica assistida por MDMA pode ser um tratamento eficaz para transtorno de estresse pós-traumático …

Bolsonaro diz que pessoas que cumprem isolamento são "idiotas"

Presidente critica apelos para que brasileiros restrinjam os contatos sociais em meio à pandemia, que já provocou 435 mil mortes no país. "Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa", diz. O Presidente Jair Bolsonaro …

EUA vão fornecer 20 milhões de vacinas contra Covid-19 para outros países

Os Estados Unidos fornecerão 20 milhões de doses adicionais de vacinas contra a Covid-19 para outros países até o final de junho, elevando o total destinado ao exterior para 80 milhões de doses. O …

Demi Lovato vai comandar programa de TV investigativo sobre OVNIs

A atriz e cantora Demi Lovato está prestes a se aventurar em um desafio de outro mundo. A artista anunciou na última semana a sua participação em uma série limitada para a plataforma de streaming …

CPI da Covid: como 'isolamento vertical' pode virar arma contra Bolsonaro

Uma das linhas de investigação da CPI da Covid apura se o governo federal adotou a estratégia da imunidade de rebanho, ou seja, a obtenção da imunidade coletiva por meio da infecção da população, no …

Astrônomos continuam encontrando inexplicáveis anéis circulares misteriosos no céu

Nos últimos anos, astrônomos avistaram vários objetos de rádio gigantescos e quase perfeitamente circulares no universo distante. Embora ninguém tenha uma explicação para essas entidades misteriosas ainda, uma equipe adicionou recentemente outra ao seu catálogo, …

Conflito tem seu dia mais sangrento em Gaza

Bombardeios israelenses deixam pelo menos 42 palestinos mortos e elevam total de vítimas a 188. Netanyahu diz que ataques continuarão. Sem um cessar-fogo à vista, o atual conflito entre Israel e Hamas teve neste domingo (16/05) …

Apple é acusada de enganar usuários através de aplicativos fraudulentos na App Store

A Apple segue batendo recordes financeiros. No entanto, escândalos um atrás do outro aumentam a preocupação em torno da App Store. Após chamar a atenção internacional com as recentes revelações sobre a existência de cassinos ocultos …

Chile escolhe representantes para elaborar nova Constituição

O domingo foi o último dia de votação no Chile para a escolha dos redatores da nova Constituição do país. Os 155 representantes eleitos terão a tarefa de mudar o texto herdado da ditadura. …

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …